Calvário de Dilma aumenta cada vez mais

Sem a ajuda de Temer, aumenta o isolamento de Dilma

Paulo de Tarso Lyra
Correio Braziliense

O calvário enfrentado pela presidente Dilma Rousseff, que parece ser cada vez mais fundo, torna-se quase infinito porque, para superá-lo, são necessários fatores que se encadeiam e nos quais a presidente não consegue ter bom desempenho. A pífia popularidade, na casa dos 7%, só vai melhorar se a petista conseguir resolver os problemas da economia, avaliam aliados e especialistas.

Parlamentares e ministros acreditam que a crise política derruba a confiança, jogando no chão os indicadores econômicos. Como a presidente demonstra inapetência política, a turbulência econômica não estanca e a popularidade não reage, em um círculo vicioso que paralisa o país.

“A presidente precisa, antes de tudo, escolher o que quer da vida. Se vai fazer o ajuste para ficar de bem com os mercados, faça. Se dará as costas aos investidores para atender às demandas dos movimentos sociais e amparar-se neles para superar a crise, siga por esse caminho. O que não dá é para ela ficar como está, com um pé em cada canoa”, afirma Sônia Fleury, professora de ciência política da FGV/Ebape.

REBELIÕES INTERNAS

Dilma também enfrenta uma série de rebeliões internas. O PMDB, como partido, não mais como grupos isolados, deu as costas para o governo e já fala na administração que tem o vice-presidente e seis ministros em terceira pessoa.

Depois de inaugurar o parlamentarismo branco com Renan Calheiros (PMDB-AL) no Senado e Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara sufocando o Planalto, a legenda agora inaugurou o desembarque branco: não entrega os cargos, mas também não se empenha para mudar o que está acontecendo.

EXPULSARAM TEMER

“O Temer (Michel Temer, vice-presidente) tinha se comprometido a ajudar o governo na articulação política. Acabou saindo. Não porque ele quis, expulsaram ele”, reclamou um cacique peemedebista.

“Dilma está cercada de um grupo de petistas palacianos que fazem intriga atrás de intriga e não deixam o governo andar”, completou o parlamentar.

“O governo precisa agir. Se não agir, não vai sair desse marasmo. O problema é que, quanto mais conversamos, mais claro fica que eles não sabem para onde ir”, completou o aliado de Temer.

5 thoughts on “Calvário de Dilma aumenta cada vez mais

  1. Após quase seis anos ouvindo os “discursos” de Dilma, que colocariam Rolando Lero como mero aprendiz de como a presidente não consegue estabelecer qualquer raciocínio inteligível – as suas frases vão além de ser pitorescas, mas exemplos de alguém que não sabe o que diz e tem sérias dificuldades de completar o que pretende -, era de se esperar que a sua gestão faria o Brasil seguir pelo mesmo rumo, de não se saber onde ela quer chegar!
    Os impasses políticos, econômicos e sociais estão absolutamente de acordo com sua maneira de pensar, interrompidos, confusos e incompreensíveis.
    Dilma se mostra uma pessoa com evidentes problemas mentais, que somente um lunático e mal intencionado poderia colocá-la como candidata à presidência do Brasil, pois a intenção de seu criador, o megalômano Lula, era de retornar pelos braços do povo ao poder, imediatamente ao primeiro mandato de sua criatura.
    Ora, Dilma se mostrou bem mais incompetente e ineficiente antes mesmo da sua primeira administração e, Lula, percebeu que não poderia receber um governo àquelas alturas já comprometido com dificuldades, corrupção e desonestidade, tanto pelo que ele deixou de herança putrefata quanto pelas besteiras que ela mesma havia produzido!
    Dilma não está somente sozinha atualmente, mas abandonada pelo PT, Lula e aliados, significando que o País está à deriva, levado por correntes que poderão jogá-lo contra rochedos e despedaçar o seu casco com o impacto.
    Se tivermos a sorte de escapar desta tragédia, constataremos que nos falta comandante para colocá-lo de novo no curso adequado para nos levar ao destino que está estabelecido há décadas, sempre interrompido por imediatos, que desconhecem a diferença de proa e popa, razão pela qual quando não estamos sem rumo estamos sem comando, quando não os dois e, neste caso, surpreendentemente.
    Então, lemos que Temer está em Moscou (?!), Cunha sinaliza que o impedimento não se faz adequado, Renan é apenas um aliado aparente, e Lula se tornou cabo eleitoral argentino.
    Nesse meio tempo, Dilma brinca de presidente, e as aves de rapina se aproveitam para acabar de vez com o povo, sugando-lhe o que ainda lhe resta através de impostos e juros escorchantes, recurso dos medíocres e comprometidos com o sistema financeiro, os legítimos traidores da Pátria e do povo!

  2. Enquanto aumenta o calvário da dona dilma molusca, do outro lado, o INIMPUTÀVEIS ficam impunes a cada dia que passa. navegando em águas corruptas e frescas…eh!eh!eh!eh
    Senão vejamos o que disse o doleiro das estrelas pol´ticas, (inclusiva da Rainha da França).

    Youssef disse: “Na época eu fiz a campanha do senador Alvaro Dias (PSDB)… e parte destas horas voadas foram pagas pelo Paolicchi, que foi secretário de fazenda da Prefeitura de Maringá. E parte foram doações mesmo que eu fiz das horas voadas”.

  3. Oh, Jesus… as pessoas não entendem mesmo, que calvário a Dilma está passando, meu senhor.

    A mulher é uma pilantra guerrilheira, uma sujeita totalmente desclassificada, um mero instrumento de ocupação de espaço do PT.

    Essa mulher foi colocada aonde está justamente para fazer o que está fazendo!

    Pelo amor de Deus… entenda!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *