Grupo de intelectuais cria comitê para denunciar perseguições judiciais a Lula

Resultado de imagem para Fernando de morais

Fernando de Morais coordena os intelectuais pró-Lula

Thais Bilenky
Folha

O diplomata Paulo Sergio Pinheiro, o escritor Fernando Morais e o ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, entre outros apoiadores, anunciaram a criação de um observatório para acompanhar os processos contra Luiz Inacio Lula da Silva.

O objetivo é acompanhar o que chamaram de “deslegitimação” de sua figura como ex-presidente da República e “líder de expressão global”.

Em encontro na noite desta segunda-feira (31), na casa de Morais, em São Paulo, com quase 90 pessoas, na presença de Lula, eles criticaram ações “espetaculosas” da Operação Lava Jato.

FORMA DE TRATAMENTO – “Há enorme preocupação com a forma de tratamento  que Lula tem recebido”, afirmou Pinheiro, citando o vazamento de escutas em conversas telefônicas não autorizadas e a coerção “espetaculosa”.

“Queremos estar alertas ao que possa vir a acontecer”, completou ao responder se vê possibilidade de ele ser preso.

Morais disse que a “perseguição política” a Lula se insere em um “golpe do século 21” que só se completará com a sua inabilitação política para a disputa presidencial de 2018.

“Não é necessário prendê-lo. Basta que ele se torne ficha suja”, interpretou o escritor.

30 thoughts on “Grupo de intelectuais cria comitê para denunciar perseguições judiciais a Lula

  1. Caro CN veja o roubo que esta acontecendo na Camara de Vereadores da Cidade do Rio de Janeiro.

    “Salário vitalício para vereador do Rio será votado em sessão extraordinária”
    Projeto tinha saído de pauta, mas será analisado nesta terça.

    Marco Antônio MartinsDo G1 Rio

    (Enquanto o cidadão comum esta sendo esmagado pela PEC241 os vereadores estão delirando em obter mais vantagens. Coisa que só acontece no Rio de Janeiro)

    Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/11/salario-vitalicio-para-vereador-do-rio-sera-votado-em-sessao-extraordinaria.html
    Texto é tá tinha a adesão de 35 vereadores.

    • Abdução ?

      Na justificativa, o vereador João Cabral disse que é “uma questão de justiça, de igualdade”. Ele não foi reeleito nas últimas eleições para um próximo mandato. João Cabral foi procurado pela produção do Bom Dia Rio para comentar o projeto, mas não foi encontrado.
      Constam como autores também João Cabral, Alexandre Isquierdo, Átila A. Nunes, Carlo Caiado, Carlos Bolsonaro, Chiquinho Brazão, Dr.Carlos Eduardo, Dr.Eduardo Moura, Dr.Jairinho, Dr.João Ricardo, Dr.Jorge Manaia, Edson Zanata, Eduardão, Eliseu Kessler, Jimmy Pereira, João Mendes de Jesus, Jorge Braz, Jorginho da SOS, Laura Carneiro, Leila do Flamengo, Leonel Brizola, Marcelino D’almeida, Marcelo Arar, Marcio Garcia, Paulo Messina, Prof.Uoston, Prof. Célio Lupparelli, Professor Rogério Rocal, Rafael Aloisio Freitas, Rosa Fernandes, Tânia Bastos, Thiago K. Ribeiro, Veronica Costa, Willian coelho, Zico

  2. “Há enorme preocupação com a forma de tratamento que Lula tem recebido”, afirmou Pinheiro, citando o vazamento de escutas em conversas telefônicas não autorizadas e a coerção “espetaculosa”.

    -Para os CRIMINOSOS deste país a divulgação de um crime é mais importante do que o acontecimento do crime.
    -O doutor pode roubar. Desde que ninguém fique sabendo…
    -O bonito pode ser um maior safado. Desde que a imprensa não divulgue o que está sendo escondido sob “segredo de justiça” ou pelos tais “atos secretos”…

  3. Caro Jornalista,

    O Pedro Rios disse bem: A notícia mais recente que consigo acessar é a do Lobão roubando no MME. Pensei que fosse neste micro, mas tentei nos outros e no celular e é a mesma coisa. Até mesmo no buscador do Google não atualiza para o último post da pagina quando digitamos o “tribunadainternet.com.br”.
    Só consegui acessar esta página porque usei o Glarysoft para excluir todos os arquivos “limpáveis” e os “rastros de segurança”. Parece que a última página acessada fica “para sempre”…

    Abraços e boa luta.

  4. “Intelectuais” ou vagabundos?
    “Intelectuais” ou ladrões, cúmplices de um criminoso?
    “Intelectuais” ou traidores do país e do povo?
    “Intelectuais” ou aproveitadores de um sistema corrupto e desonesto?
    “Intelectuais” ou párias de uma sociedade inculta e incauta?
    “Intelectuais” ou mentes embotadas, alienadas, distantes da realidade política brasileira?
    “Intelectuais” ou um bando de gente pernóstica, pretensiosa, desconhecido da população porque suas “obras” vendidas cabem na palma da mão?
    “Intelectuais” ou um grupelho de petulantes afetados, inúteis, nocivos e nefastos ao povo e nação?

  5. Jesus Cristo, o homem é delinquente, meliante, larápio, chefe de quadrilhão. Esses velhotes não vão aceitar nunca a realidade?
    Quanto ao site, tenho sempre dado um F5, ao entrar. Tem funcionado.

  6. Xiiiiiiiiiii…

    Donos do Itaú na briga pela BR Distribuidora
    O Financista 01.11.16 19:51
    A Itaúsa, holding que controla o Banco Itaú e demais empresas do grupo, comunicou agora à noite que entrou, oficialmente, na disputa pela BR Distribuidora…

    ver mais
    Ofinancista

    Os penduras daquela senhora
    O Financista 01.11.16 19:22
    A herança maldita das gestões lulopetistas pesará no destino do dinheiro arrecadado pelo governo com a repatriação de recursos. Dos R$ 38,5 bilhões que cabem ao governo federal, Henrique Meirelles calcula que mais da metade servirá para pagar dívidas da gestão da nova aspirante a escritora…

  7. São tão corruptos quanto o sem vergonha na cara de nove dedos.
    Vão catar latas de cerveja na rua bando de ladrões.
    Vocês merecem uma surra no espinhaço com cansanção bem verde.
    Intelectual brasileiro, grande merda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. A atitude desses cidadãos escapam ‘a minha compreensão. Por um motivo óbvio: o Luiz Inácio está sendo processado e será julgado pela Justiça brasileira. Se os ditos intelectuais não acreditam na seriedade do Ministério Público aí já é uma questão de ideologia, submissão cega ao guru, ou whatever.
    É bom não esquecer que o Dirceu e o Jenoíno eram cantados como heróis e guerreiros do povo brasileiro. Deu no que deu. Tão no xilindró!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *