24 de janeiro será o Dia do Aposentado. E nada há para comemorar, mais uma vez.

José Paulo de Resende

No próximo dia 24, mais uma vez se comemora o Dia do Aposentado Brasileiro e mais uma vez os aposentados brasileiros não tem nada para comemorar. Aliás, há muitos anos os aposentados brasileiros não festejam a data, porque não existe mesmo nada para comemorar.

Os governos FHC, Lula e Dilma só fizeram é virar as costas para os aposentados brasileiros. O Fator Previdenciário foi criado no governo do senhor FHC e o senhor Lula não o derrubou em seus dois mandatos como presidente da República, e este dispositivo contra os trabalhadores até hoje continua em vigor. Dona Dilma também, pelo andar da carruagem, não vai mexer nele.

Fora isso, os reajustes dados para os aposentados que ganham acima de um salário mínimo são ínfimos e as perdas para este enorme grupo de aposentados é cada vez maior. A cada ano que passa, mais e mais se vai perdendo e as políticas adotadas para os aposentados do INSS são cada vez piores. Os aposentados que ganham acima do salário mínimo veem seus benefícios serem achatados. O que se pode concluir que, se isso continuar, daqui um futuro bem próximo todos estarão ganhando como aposentadoria apenas um salário mínimo.

Este ano o governo da “justiça social e dos trabalhadores” deu apenas 6,08 de reajuste para aposentados que ganham acima do mínimo. Já para os que ganham até um salário mínimo o reajuste foi de 14 por cento.

Exemplo: vamos imaginar que um aposentado do INSS estivesse ganhando o valor de R$ 2.180,00 como benefício antes desta correção de 6,08 por cento (este valor de R$ 2.180,00 equivaleria a mais ou menos 4 salários mínimos: 4 x 545,00 reais = 2.180,00 reais ( considerando o salário mínimo do ano passado ).

Agora, com o salário mínimo a R$ 622,00, este valor do benefício de R$ 2.180,00 x 6,08 por cento, vai para R$ 2.312,54, que divididos por R$ 622,00 (salário mínimo a partir de janeiro de 2012 ) dá 3,71 salários mínimos atualmente. Quer dizer, perda para este aposentado que ganhava até 4 salários mínimos.

E assim vai. A cada ano que passa os aposentados brasileiros que ganham acima do salário mínimo só perdem e perdem. É preciso que nós, que ganhamos acima de um salário mínimo como benefício do INSS, nos posicionemos contra esta política. É preciso que todos mandem e-mails, cartas, telegramas para todos os parlamentares brasileiros, para que isso acabe de uma vez. Afinal de contas eles estão lá, no Congresso, porque foram eleitos por nós. Eles estão lá como nossos representantes. Nós os colocamos lá.

Então mande e-mails (encham as caixas eletrônicas deles), enviem cartas, telegramas e mostrem que somos uma grande parcela de eleitores (somos milhões de aposentados brasileiros e isto sem contar as nossas respectivas famílias, que votam também) e que em outubro de 2012 podemos nos recusar a votar em candidatos de partidos que se posicionam contra os aposentados brasileiros.

Vamos mostrar a eles que nós, aposentados brasileiros, queremos o que nos é de direito e estamos cheios e fartos de aceitar as migalhas que a cada ano nos oferecem.

Chega de sermos passados para trás. Lembrem-se que este ano haverá eleição para prefeitos e vereadores. Votemos naqueles que realmente fazem algo pelos aposentados brasileiros e que sempre lutaram e votaram a favor de todos nós. E esqueçamos na hora de votar dos partidos e parlamentares que nos colocam em segundo plano e nos viram as costas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *