Protestos contra a contratação de médicos estrangeiros

Marcelo Portela (Estadão)

Médicos e estudantes de Medicina ocuparam ruas de Belo Horizonte e de outras cidades mineiras no fim da tarde e início da noite desta quarta-feira para cobrar investimentos em Saúde por parte dos governos e protestar contra a contratação de profissionais estrangeiros, como defende o Executivo federal, que tem preferência pelos médicos de Cuba.

Na capital, ao menos 2 mil pessoas participaram de passeata que saiu da área hospitalar da cidade, deu a volta na Praça Sete de Setembro – principal ponto de concentração dos manifestantes que promovem, nas últimas duas semanas, os maiores atos já registrados – e voltaram para a Associação Médica de Minas Gerais, também no Centro, onde realizaram assembleia durante a noite.

Houve protestos em outras cidades, inclusive Brasília, onde os médicos se concentram na Esplanada dos Ministérios.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

26 thoughts on “Protestos contra a contratação de médicos estrangeiros

  1. Pergunte aos familiares de HUGO CHAVES,sobre os médicos Cubanos.
    Fidel Castro foi mais esperto,contratou um renomado médico que veio especialmente da Espanha
    para atende-lo.

  2. No país sobram médicos, mas o governo não dá condições de trabalho adequado para a prática desses profissionais. Isto é fato velho e nem é exclusividade deste governo, que só piorou a situação ao gastar o dinheiro do povo com trens-bala (1 bilhão já se foi só com projetos), compra de refinaria de 300 milhões, por mais de 1 bilhão de dólares nos EUA, sem falar do dinheiro público desviado a outros países como Cuba. Aliás essa de médicos cubanos é mais uma para aliviar o mentor e ídolo dessa gente do governo, o ditador Fidel, que deve ter pedido para levar médicos de lá prá cá , para aliviar um pouco o inferno que ele criou naquela ilha-prisão.
    Há pouco na TV, a notícia é que a delirante que nos governa vai jogar duro com os caminhoneiros, em vez de fazer estradas melhores e não cobrar pedágio para aqueles que estão produzindo. Ao contrário do MST que ataca a produção e recebe dinheiro desse governo.

  3. os medicos são contra contratar extrangeiros pois fera seu direito mas são a favor dom ato medico que almentara o custo para o pobre de sua saude pois voce tera que pagar para um dentista para obturar deu dente e depois tera de consultar uma medico so para receitar um antibiotico que seu dentista podeia prescrever e pagar para o medico fazer isto metade do dinheiro que pagou ao dentista que realmente te tratou, a mafia de branco vai acabar vencendo.

  4. V E R G O N H A.
    Esta palavra ficou estampada em todas as redes de tv, durante 24 horas, por ocasião do assassinato do senador Robert Kennedy.
    Deveríamos, em alusão à contratação de médicos estrangeiros, repetir este ato que causa tanta revolta e (principalmente) indignação.
    O que menos interessa é a nacionalidade deles. Temos que prestigiar os NOSSOS MÉDICOS. Dar-lhes todas as condições para que prestem um serviço básico, fundamental para os mais necessitados.

  5. Sinceramente, o blog da Tribuna está bagunçado. Há quem mande posts que não são publicados.
    Há posts demasiadamente longos, mais de 100 linhas. Ninguém lê. O pior é que há quem pense que há censura. Pode ser até que haja, mas fica difícil de continuar lendo o blog da Tribuna, que já teve épocas melhores.

  6. O poder corrompe.
    Fico imaginando os revolucionários no palácio da Alvorada, brincando de revolução. Mas agora o povo já fez seu papel e não lhe interessa mais. O importante é viver as delícias dos tapetes macios e se comover com a literatura socialista.
    Ah, o povo. Este está condenado a viver como imagina seus governantes.

  7. Por falar em palácio, sua reforma custou quase o preço de um nove e Dona Mariza até plantou flores vermelhas que formaram um estrelinha. Enquanto isso Lula que não é de ferro compru um avião novinho com o dinheiro do povo e foi viajar com Rose pelo mundo afora.

    O poder e seus prazeres pagos com o dinheiro desse povo que não tem transporte decente, moradia decente, comida decente com a inflação já corroendo, assitência médica decente, segurança nenhuma e ainda proibido de se defender, etc, etc, etc

  8. Com todo o respeito pelos demais comentaristas, a questão SAÚDE não se resume à questão da classe dos médicos. Não mesmo! A questão SAÚDE é multidisciplinar, é EQUIPE de profissionais, dentre eles: profissionais de enfermagem, trabalhadores da limpeza, odontólogos, técnicos de laboratório, radiologia, gesso…, nutricionistas, psicólogos, acumputuristas, fisioterapeutas, operadores de máquinas, técnicos administrativos e de informática, técnicos de caldeiras, motoristas… e tantos mais – sequer mencionados em toda essa discussão! Isso sem mencionar o que tão bem lembrou o comentarista Alexandre de Melo Martins: o famigerado e corporativo “ato médico”, exemplo de desrespeito de uma grande parcela dos médicos para com os demais profissionais do Setor Saúde – e sem os quais não conseguiriam desempenhar minimamente o seu ofício.

  9. Justiça seja feita, a presidenta muito sensível, na volta de sua viagem naquela país que ela perdoou a dívida e emprestou mais dinheiro do nosso povo, chorou o tempo no avião. ficou comovida com sua boa ação. Claro, com o dinheiro dos outros, mas e daí? Esqueceram do argumento que diz “é assim mesmo”? com todos é assim, porque ela não? Também tem o direito de ser boazinha.
    Mas consolo de seus cumpanheiros não faltou, regado a Whisky e caviar, pois caviar não poderia faltar pois vinha daquela que foi uma das maiores maravilhas sociais de todos os tempos no século passado, a ex URSS, que tanto lhe inspirou para “salvar” o nosso povo.
    Obrigada, presidenta, vai um pastel aí?

  10. Bravooo, Batista Filho!!!
    Uma diretora do principal hospital de Belém do Pará, Dra Marcia Simão, me mostrou um extraordinário trabalho (mais de duzentas páginas)sobre o que é Enfermagem, objetivando a saúde e o bem cuidar das mulheres grávidas de poucos meses. Elas vêm de municípios distantes, nos quais não há rigorosamente NADA, em busca de auxílio. Muitas (milhares) MORREM durante a viagem … feita em ônibus caindo aos pedaços, trafegando em estradas horrorosas. É um quadro INACREDITÁVEL!!! ” Marcia, leve este trabalho para o secretário de Saúde “, lhe pedi. ” Leve este trabalho para o ministério da Saúde ”
    Seu comentário, Batista Filho, é um GRITO PELA VIDA, para aquela gente esquecida e abandonada. E … quantos Belém do Pará temos? Será que o governo quer, mesmo, saber???

  11. “Lívia do Vale Teixeira da Costa”.
    Uma médica paraense. Defendeu a tese REPRODUÇÃO HUMANA ASSISTIDA, na UNIFESP. Elogiadíssima!!!
    Que trabalho!!! Quanta dedicação!!!
    TEMOS GRANDES MÉDICOS, SIM!!!!!
    NÃO PRECISAMOS DE MÉDICOS ESTRANGEIROS!!!

  12. Verdadeiro absurdo,o Brasil possui excelentes profissionais em todas as áreas,mas querem priorizar o que vem de fora,falta sentimento pátrio,dignidade,entre outras coisas.

  13. Seytrym, saudações
    RHA – Reprodução Humana Assistida, é como ela denominou o trabalho de assistência às grávidas. A doutora Lívia do Vale escreveu sobre os hormônios mais importantes nesta ocasião, etc. Peço para algum médico nos esclarecer. Mas tenho como entrar em contato com ela e pedir as informações.
    Abraço forte, amigo!!!

  14. A estratégia do governo é clara:
    Simplesmente quer transferir a responsabilidade que é sua quanto à saúde da população e colocar na “falta de médicos”.
    No entanto, é visível que o interior do Brasil não tem os recursos necessários para que os médicos possam exercer a suas funções com qualidade e precisão, sendo uma das causas de suas negativas em se deslocarem para pequenos municípios, pois a maioria deles sequer tem um hospital dotado de sala de cirurgia ou aparelhos fundamentais para diagnósticos mais aprofundados.
    Somado à falta de recursos, obviamente a ausência de laboratórios de análises clínicas, médicos especializados, enfermeiras, atendentes e por aí afora.
    Muito antes de se pensar em contratar médicos estrangeiros, que a presidente Dilma aplicasse recursos significativos no aparelhamento dos hospitais no interior brasileiro e organizasse Hospitais Regionais, que absorvessem os munícipios ao redor da cidade com mais habitantes.
    O PT sabe somente aparelhar o Estado, então…

  15. estamos mal no pedaço.Enquanto o governo federal açambarcar toda a arrecadação e forçar os Governadores e Prefeitos a uma peregrinação com chapéo na mão a Brasilia, nada vai mudar neste país. 0 governo Federal (leia-se a presidenta)está longe dos centros da demanda. Ela nem quer saber se um governador e/ou um prefeito tem problemas de ordem financeira para manter a máquina em funcionamento. E o pior – o governo federal é perdulário.aplica mal os recursos arrecadados e o final da história é o que estamos cansados de assistir:nada é feito e o pouco que é – é mal feito – fora o que é roubado. Vamos de mal a pior – e aí a dona presidenta ameaça a quem faz protestos.

  16. Olha vocês parecem mais como um bordel. Pois desvios que existem na área de saudê são meteóricos. E os senhores se silenciaram e deixaram a população abandonada. E os seus colegas recém formados na arena com os “leões”. E alguns em seu feudo de poder, alheios aos atos despudorados do poder governante se silenciam. DOU UMA SINGELA SUGESTÃO, AO INVÉS DE BOTAR OS ACADÊMICOS A FRENTE DE MANIFESTAÇÕES, QUE SE DENUNCIE OS MAUS FEITOS DOS GOVERNANTES, QUANDO EM ALGUMAS UNIDADES FALTA ATE ESPARADRAPO. VAI SE IMPORTAR ESPARADRAPO? CADE OS GESTORES QUE DERAM SUMIÇO NO ESPARADRAPO. BOA SORTE AOS SENHORES. E MESMO OS QUE POSSUEM PLANO DE SAUDÊ ESTÃO ILUDIDOS COM UM SERVIÇO QUE NÃO É CAPAS DE ATENDER SIMULTANEAMENTE NEM 0,01%, dos usuários, OU OS SENHORES NÃO SABEM DISSO TAMBÉM? resgatem vossa dignidade. e viva aos bolivianos que aqui já estão trabalhando não sei como, os senhores sabem?
    alfredo cezar

  17. Eu adoro saber a opinião da classe média alta, ex funcionários publicos ex militares, por isso adoro este blog, em relação ao assunto em questão, (médicos cubanos): Tenho uma sugestão: metade dos comentaristas seriam tratados por médicos vindo Norte, mas não do Brasil! mas sim americanos,
    não seria chique. E a outra metade colocariamos no interior do Amazonas, Para, Roraima e diriamos assim: medico SR. só tem um Cubano, serve?

  18. Medicina é a carreira de ensino superior com o melhor desempenho trabalhista e com maior escassez de profissionais, revelou estudo do Ipea (Instituto de Política Econômica Aplicada) divulgado nesta quarta-feira (3).

    Um ranking criado pelo instituto considerando quatro variáveis –salários, jornada de trabalho, cobertura previdenciária e taxa de ocupação– mostrou que os médicos têm o melhor resultado global.

    Área da saúde é a que mais gerou vagas entre profissionais técnicos
    Setor de TI liderou geração de vagas entre profissionais com ensino superior

    Considerando dados de 48 profissões de todo o país, medicina é a carreira que oferece o maior salário médio (R$ 6.940,12) e a maior taxa de ocupação (91,8% dos profissionais estão trabalhando). Além disso, possui a décima maior cobertura previdenciária: 90,7% dos trabalhadores tem algum plano de aposentadoria, seja público ou privado.

    O bom desempenho da categoria nesses três critérios compensou o posicionamento ruim no ranking de jornada de trabalho. Dos 48 grupos de profissionais analisados, o de médico é o quarto que mais trabalha. Sua jornada média semanal é de 42,03 horas.

    De acordo com Marcelo Neri, ministro interino da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República e presidente do Ipea, os números revelam que há uma escassez de médicos no país.

    Ele disse que o estudo busca dar informações úteis para elaboração de políticas públicas que ataquem esse problema, mas ressaltou que a pesquisa teve início antes da presidente Dilma Rousseff propor a importação de médicos de outros países, não tendo intuito de corroborá-la.

    Neri indicou, porém, que a atração de “talentos” do exterior pode ser interessante se feita tomando o cuidado de trazer profissionais de qualidade e de preservar os direitos dos médicos brasileiros.

    Para Neri, a falta de profissionais é um bom problema, muito melhor do que crise de desemprego.

    “A maior gravidade desse problema é que para você formar pessoas com qualidade demora tempo. Os indicadores não deixam dúvidas de que faltam médicos”, afirmou.

    Neri destacou que a distribuição de médicos não é homogênea no país. Há um grande número de profissionais no Sudeste e uma enorme carência principalmente na região Norte, quando comparado o número de médicos com o tamanho da população dessas regiões.

  19. O melhor lugar para médico trabalhar é em Jeremoabo-Bahia.

    Quem não conhece o Hospital Regional de Jeremoabo, o mesmo pertencia ao Estado da Bahia, posteriormente passou para o Município, e o Município de Jeremoabo contratou uma firma para administrar, mais ou menos como a FIFA fez com o Brasil.

    Conforme informações o Médico Diretor do Hospital é contratado pela COOF/Saúde, e recebe mensalmente de salários mais do que um Ministro de Estado ou mesmo mais que a Presidenta da República.

    Enquanto isso a saúde de Jeremoabo se encontra na UTI, nem um parto mais simples que seja faziam em Jeremoabo, não sei se já estão executando.

    A parturiente quando entrava em trabalho de parto, era obrigado a se deslocar dentro de uma ambulância para Paulo Afonso distante 84 Km, Antas 30 Km ou Aracaju mais de 200 km.

    Com toda essa precariedade mensalmente o DIRETOR MÉDICO entre Produtividade que não sabemos de que, e diárias também não sabemos para onde, recebe mais de R$ 65 mil reais.

    Isso é todo mês, não sei como a Presidente Dilma com um Salário de Marajá desse não encontra médicos para atender no interior, a não ser que Jeremoabo seja uma exceção.

  20. magistério, indicando a baixa valorização da carreira de professor.

    O estudo do Ipea foi feito com base nos microdados do Censo Demográfico de 2010, do IBGE.

    Ranking por salário Carreira Salário Mensal Jornada (horas semanais) Ranking por jornada
    1º Medicina R$ 6.940,12 42,03 45
    2º Estatística R$ 5.416,10 39,05 20
    3º Engenharia civil R$ 4.604,41 41,74 43
    4º Engenharia química R$ 4.549,12 41,53 40
    5º Serviços de transportes R$ 4.460,89 41,91 44
    6º Setor militar e de defesa R$ 4.433,67 42,46 47
    7º Engenharia mecânica e metalurgica R$ 4.258,69 40,96 32
    8º Odontologia R$ 4.238,65 37,46 12
    9º Arquitetura e urbanismo R$ 4.206,01 39,78 24
    10º Engenharia (outros) R$ 4.168,05 41,01 34
    11º Direito R$ 4.104,84 38,94 18
    12º Engenharia naval e aeronautica R$ 4.089,29 42,85 48
    13º Economia R$ 3.914,51 40,58 28
    14º Veterinária R$ 3.782,46 41,43 39
    15º Engenharia elétrica e automação R$ 3.734,10 41,73 42
    16º Sociologia e ciência política R$ 3.672,37 38,45 17
    17º Comunicação social (jornalistas) R$ 3.655,01 39 19
    18º Psicologia R$ 3.529,77 35,68 3
    19º Marketing e publicidade R$ 3.517,69 40,98 33
    20º Artes R$ 3.229,36 37,43 11
    21º Biblioteconomia R$ 3.140,29 38,08 16
    22º Outras ciências físicas (gerais) R$ 3.124,56 34,41 1
    23º Outras ciências sociais R$ 3.102,22 37,27 9
    24º Administração – diversos R$ 3.057,31 41,27 37
    25º Agronomia, pecuária e pesca R$ 2.964,62 42,06 46
    26º Farmácia R$ 2.964,38 40,88 31
    27º Física R$ 2.961,39 37,97 15
    28º Computação R$ 2.886,57 40,73 30
    29º Turismo, viagens e lazer R$ 2.884,15 40,26 27
    30º Administração e secretariado R$ 2.866,27 41,07 35
    31º Engenharia, produção e processamento R$ 2.785,79 41,72 41
    32º Serviços de segurança R$ 2.785,47 41,41 38
    33º Outras – saúde (reabilitação) R$ 2.609,16 36,45 5
    34º Química R$ 2.606,01 39,9 25
    35º Contabilidade e atuariais R$ 2.588,04 41,07 36
    36º Biologia e ciências da vida R$ 2.454,90 37,38 10
    37º Serviço social R$ 2.428,14 36,58 6
    38º Educação física e esportes R$ 2.423,49 39,72 23
    39º História e arqueologia R$ 2.304,05 36,97 7
    40º Enfermagem R$ 2.282,46 39,32 22
    41º Filosofia e ética R$ 2.261,28 37,67 13
    42º Letras, línguas e culturas R$ 2.228,33 35,98 4
    43º Matemática R$ 2.216,96 37,69 14
    44º Outros serviços pessoais (beleza e domésticos) R$ 2.205,83 39,3 21
    45º Proteção ambiental R$ 2.187,21 40,03 26
    46º Geologia e ciências da terra R$ 2.181,34 37,14 8
    47º Educação e formação de professores R$ 1.844,29 35,52 2
    48º Religião R$ 1.413,01 40,71 29

  21. Faltam médicos no Brasil?

    4,5 médicos por mil pessoaséataxadacidadedeSãoPaulo0,3 médico por mil pessoaséataxamédiadosmunicípioscomaté20milmoradores,ondevivem32milhõesdebrasileiros

    País está melhor que Chile, pior que Cuba

    Número de médicos por mil habitantes (Banco Mundial, 2010)

    EtiópiaSudãoChileBrasilEstados UnidosInglaterraArgentinaPortugalCuba

  22. A sugestão do comentarista de que metade seja tratada por médicos norte americanos é um besteirol ideológico que não funcionaria na prática, porque eles nunca aceitariam trabalhar pelo que o SUS ou os planos privados pagam aqui. Lá em Boston um plano simples familiar de casal e dois filhos pequenos custa 1200 dolaricos mensais com franquia de 6 mil dolaricos. E saúde universal não existe, quanto mais ineficiente como aqui. Duvido que portugueses e europeus aceitem, mesmo na atualidade, porque os salários ainda são maiores que os pagos aqui. Então, para não politizar e acabar com essas contendas ideológicas, a solução é se criar estruturas hospitalares adequadas no Brasil e incentivar os nossos profissionais. Aí, vamos nos chocar com interesses de poderosos grupos financeiros que não aceitam aumento de gastos públicos em áreas sociais. Toleram no máximo bolsinhas alimentação e esmolas. Lembro que anteontem a classificadora de risco financeiro S&P já advertiu que rebaixará a nota atual de risco BBB do Brasil se ceder ao clamor das ruas em matéria de gastos públicos. E a nota logo abaixo é considerada de “risco especulativo” para investidores externos. Voces acham que esse governo tem cacife para peitar?

  23. Olha ja temos um candidato para os médicos americanos, sabe até quanto ele tem que pagar,
    Mas estamos falando de saude publica no brasil, e não ser atendido nos EUA, tiremos a ideologia ja que voce não tem uma, e me explique como vamos ter médicos atendendo nas regiões distantes, que médico sem ideologia vai para os confins do judas? Voce iria? Comparações e dados eu também
    posso dar, veja as porcentagens de médicos estrangeiros em paises que acha evoluido, só os que voce acha que são evoluidos ok.

  24. Não. Falou de chacota em ser atendido aqui por médicos norte americanos. E lhe disse que se portugueses e europeus não aceitariam o que se paga por consulta no SUS ou planos privados, implicitamente menos ainda aceitariam os norte americanos que ganham muito mais. E levantei na segunda parte do meu comentário questões fundamentais a se discutir. Médicos e profissionais especializados vão para o interior se se criam condições de permanência e incentivos salariais. Muitos foram viver em Brasília nos anos 60 e 70 porque se pagava dobrado, fornecia-se moradia, etc. No mais, informei o preço de um plano privado simples nos EUA e condição de atendimento, o comentarista nada informou. Não sou candidato a plano de saúde nos EUA e pare de babaquice comigo. Tenho ideologia, sim, mas não sou propagandista. Além do mais, o tema aqui é saúde e estou de saco cheio com conversas de Fidel, Coréia do Norte, tigres asiáticos e chatices aqui trazida por aqueles que não querem tratar na prática de discutir com seriedade problemas do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *