Os sabotadores e a economia

Mauro Santayana

Se a intenção era sabotar a economia, atingiram seus objetivos os provocadores ocultos atrás dos vândalos e arruaceiros que incendiaram as ruas nas últimas semanas, atearam fogo em repartições públicas, invadiram,  depredaram e saquearam  estabelecimentos comerciais, agências de automóveis, usaram coquetéis molotov e destruíram ônibus e outros veículos.

Houve denúncias de recrutamento de “carecas” em São Paulo por integralistas. Um fuzileiro naval participou da invasão ao Itamaraty. A polícia mineira identificou a presença de grupos organizados de outros estados no cerco ao Mineirão. Essas imagens, divulgadas no mundo inteiro,  deterioraram profundamente a imagem do Brasil no exterior, e afetaram de forma grave as perspectivas econômicas do país nos próximos meses.

Em consequência, tornou-se mais difícil  o desempenho da União e dos estados. Não se trata apenas dos 700 milhões de reais de prejuízo para o comércio, só no dia 20 de junho. Foram bilhões de reais perdidos, com milhares de toneladas de leite e seus derivados, além de outros alimentos perecíveis, como carne e peixe,  que apodreceram nas estradas bloqueadas, por dias inteiros, afetando a inflação e o abastecimento. Registrou-se o atraso no embarque de produtos para o exterior, e houve a queda na ocupação dos hotéis, que, em alguns lugares, como a cidade de São Paulo, se reduziu a 40% em média durante plena Copa das Confederações.

Alguns colunistas de jornais especializados em economia afirmam que os diretores executivos de empresas estrangeiras no Brasil têm tido como principal missão explicar às matrizes que nosso país não está vivendo uma situação de pré-guerra civil.  A CNN mexicana informa que as manifestações no Brasil espantam  investidores em bônus da dívida brasileira e da Bolsa, que já perdera mais de 20% este ano devido a outras questões, como as que envolvem as empresas de Eike Batista.

INFRAESTRUTURA

Os problemas de infraestrutura, agravados pelo fechamento constante de importantes rodovias, vão afundar o superávit comercial este ano – cuja queda é estimada em  70% – para cerca de 7 bilhões de reais.

O real tende a se desvalorizar cada vez mais, aumentando a pressão sobre as reservas internacionais. É difícil que o Investimento Externo Direto acompanhe o nível do ano passado. Quem ousaria investir seu dinheiro aqui, com as cenas de violência que estão sendo vistas lá fora?
As aquisições e fusões já caíram 50% no primeiro semestre, com relação ao primeiro semestre do ano passado. Esse tipo de situação tampouco favorece a oposição. Se houver uma queda no consumo, na produção, nos investimentos e no emprego, sofrerão democraticamente gregos e troianos que estiverem ocupando cargos de governo.

Segundo o Datafolha, a aprovação da Presidente Dilma caiu de 57% a 30%. Mas Geraldo Alckmin, principal governador do campo oposicionista, caiu também, de 52 para 30%.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

12 thoughts on “Os sabotadores e a economia

  1. Por essas e outras o blog se estagna.
    A preferência aqui por mistificadores é nítida.
    Esse chapa-branca velho de guerra contra a democracia capitalista nunca veio aqui para criticar o que o governo que ele apoia faz com o dinheiro público. Uma depredação de bilhões de dólares. Dinheiro desse povo cujas manifestações ele descaradamente quer anular com seu misticismo venenoso.
    Como ele fez com o STF e os juizes que condenaram os colegas de Lula, a quem ele dedicou artigos o elogiando como um santo.
    Enfim, entre os misticismo e a realidade, a preferência popular é pela segunda.
    Quem tem contato com as pessoas da rua vê nelas a alegria quando se lhes apresenta fatos que as fazem ficar livres daquilo que as enganam.
    E quem gosta de ser enganado?

  2. Que não se esqueça este jornalista “pturbado” que os vândalos que exerceram o terrorismo em Brasília, no jogo de estréia do “elelefante-mais-branco-ainda” foi uma turminha braba contratada pelo gabinete civil da presidência. Deu na mídia.

  3. Na verdade, para arrumar um pouco o País, temos que pagar o preço. Não dá para fazer um omelete sem quebrar alguns ovos. Mais importante que se preocupar com a redução dos Investimentos Diretos do Capital Internacional em Títulos da Dívida Pública e na Bolsa de Valores, é eliminar nosso Duplo Deficit, do Orçamento Federal e da Balanço de Pagamentos Internacional. Eliminados estes Deficits, não precisaríamos de Investimento Externo nenhum, e poderíamos trabalhar com nosso Capital Nacional. Esse que é o CAPITAL BOM. Exportando Capital, em vez de Importando, nosso Padrão de Vida Médio iria subir muito, porque se temos Capital até para Exportar, é porque estamos muito bem. Abrs.

  4. Sr. Mauro Santayana,
    O Sr. representa ou é um dos verdadeiros sabotadores do Brasil? Sinceramente, a coisa tava boa antes das manifestações? Em que planeta o Sr. vive?

  5. Grande desgraça bem a vista

    Para os que desconhecem o desespero do primeiro mundo, o estado geral da economia dos EUA e da Europa, continuam muito ruim. Sem certeza alguma. Sem terra à vista. E, nessa hora de desespero mundial, com milhares de pais de famílias desempregados, prosseguir com bloqueios de rodovias impedindo a livre circulação de mercadorias e de encomendas visando comprometer toda a malha de abastecimento, inclusive, de suprimento dos meios de produção, por certo que estarão empurrando a economia do Brasil para a desestruturação total, em pouco tempo, logo após o estouro da boiada do descrédito geral, por parte dos empresários e investidores, internos e externos. Com toda a certeza desse mundo que irão mergulhar o Brasil numa longa e tenebrosa noite, de décadas de cruéis sofrimentos e humilhações, decorrentes do geral desmantelamento de nossa indústria e comércio, fazendo milhares de desempregados por todo o Brasil junto com farta violência. Que Deus nos ilumine.

  6. O que o povo brasileiro vê, hoje?
    Vândalos-vampirescos de todos os partidos, associados ao REICH PETISTA, destruindo o Brasil. Alguns dos maiores escroques da nossa História estão no Poder. Nos três poderes.A corrupção é aberta, escancarada, sem qualquer pudor ou temor, pois que a impunidade é garantida. Mas … se o povo se manifesta contra toda esta podridão, “causa prejuízos” ao Brasil. Eu muito apreciaria ver o Sr Mauro Santayana abordar (por exemplo) a construção dos estádios de futebol … que na verdade foram a construção de muitas fortunas, com o dinheiro público, dinheiro do Estado Brasileiro (que jamais será recuperado). Em outros países, a Copa do Mundo custou 6 bilhões … 8 bilhões … a nossa já está em 27 bilhões. Copas são disputadas em 6 cidades. A nossa … em 12. Que vergonha, os seus argumentos, Mauro Santayana!!! Escreva sobre isto!!! Escreva sobre a criminosa cobrança de impostos, próximo aos mais elevados do mundo!!! Escreva sobre Erenice Guerra!!! O gigante Plínio Arruda, frente a frente com Dilma, na TV, questionou sobre as “tenebrosas transações” de Erenice, que perduram até hoje!!! Escreva sobre os mensaleiros ainda livres!!! Escreva sobre o empresário (argh!!!) Eike Batista e o desmonte das suas empresas X!!!
    Como costumava dizer o Gigante João Saldanha: “fique pensando, o senhor tem 200 anos para me responder”

  7. Este Blog vem crescendo e crescendo. O número de acessos vem aumentando avassaladoramente. É saudável e auspicioso, poder confrontar nossos posicionamentos. Fica bem claro … de onde vem a SABOTAGEM ao desenvolvimento do Brasil. Basta ler o artigo do Mauro Santayana.

  8. A função do jornalista é informar. Não é o caso desse cidadão que usa a profissão com objetivos políticos, partidários. Comete assim traição à humanidade.

    Ele desconheceu , que há pouco, antes das manifestações , a falta de infraestrutura para o transporte de mercadorias para exportação.
    O governo que ele se valendo da sua profissão apoia, o que é imoral, está aí há 10 anos e, da parte dele não se viu nenhuma crítica à situação da infraestrutura e pior, da desgraça do povo com suas péssimas condições de vida.
    Aliás, para ele, que vive a vida com conforto e boa comida, este povo que está aí nas ruas, devia estar melhor que os canadenses.

  9. Quem é esse Santayana? No mínimo algum petistinha mamando em alguma teta farta do dinheiro público, do nosso dinheiro. O que esse boçal entende de economia? Se entendesse, saberia que o quadro por ele descrito derivou da incomPeTência crônica do desgoverno para o qual ele presta vassalagem apoiado nas 4 patas. Que vergonha a Tribuna dar espaço para um tipinho como esse, um mero “burguês do capital alheio”.

  10. sou contra o vandalismo mais sem ele não havia impacto em relação as autoridades que não nos representam no brasil não existe partidos existe sigla de aluguel reforma politica no brasil somente fechando o congresso

  11. Resumindo: pessoas como esse santayana, que usam a profissão de jornalismo a serviço de suas crenças, comete crime contra a humanidade.
    Jornalismo é para informar e o povo tem direito direito à informação.

  12. Sr. Almerio Nunes, os 27 b ilhões de reais incluem TODAS AS OBRAS DE MOBILIDADE URBANA EM EXECUÇÃO NO BRASIL, com centenas de quilometros de viadutos, novas avenidas, corredores excluisvos de ônibuis (BRTs), financiamento para compra de ônibus, terminais de ônibus, etc. Vá até o portal da transparência, e verifique onde foi e está sendo aplicado o dinheiro. Em estádios, foram gastos menos de 8 bilhões de reais. E eles vão ficar aí para sempre. seria interessante verificar, além do que gasta o governo, quanto ele economizou nestes ultimos anos. No ultimo ano do governo FHC, depois da queima em praça pública de nossas enmpresas estatais, as reservas internacionais eram de 30 bilhões de dolares, com uma divida de 40 bi de dolares cvom o FMI, hoje elas estão em 372 bilhões de dolares, depois de zerada a divida com o FMI. Os gastos com a “Copa” representam 5% disso. A divida interna liuquida caiu de 58 para 35% e o BRasil é o terceiro maior credor individual externo dos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *