A caixa de Pandora

Mauro Santayana
As manifestações que tomaram as ruas de todo o país nas últimas semanas começaram de forma legítima e democrática, convocadas por uma organização conhecida, que existe há muito tempo, e que há muitos anos defende a mesma bandeira, acompanhada de outras organizações, muitas delas situadas à esquerda do espectro político.

O caráter apartidário do Movimento Passe Livre, o êxito da mobilização, a pauta relativamente aberta de reivindicações, foram logo vistos pela extrema direita como  oportunidade  para infiltrar, diretamente e pela internet, suas ideias no movimento, como o “Acorda Brasil”,  adaptação direta do  Deutschland  Erwacht! do nazismo, atribuído a Goebbels.

ÓDIO AOS POLÍTICOS

Passou-se a incitar o ódio aos  políticos, o desprezo pelas instituições, com a intenção de  desacreditar a imagem do país no exterior, e de atingir a governabilidade e a economia.
Em um primeiro momento, alguns setores da oposição democrática,  inseridos no sistema político normal,  podem ter sido atraídos  pelo movimento que exibia cartazes pedindo o impeachment da Presidente Dilma,  sem ver outros,  mais numerosos, pedindo indiscriminadamente a cabeça dos políticos e tachando-os, todos, de ladrões e corruptos.

Outros membros da oposição também  se sentiram certamente acuados,  ao se verem cercados no Congresso, ou em cidades e estados governados por seus partidos, por milhares de pessoas e por grupos armados de paus, pedras e fogo.

O que estamos vendo, resguardados os manifestantes comuns, é o vir à luz de um frankenstein político que, em nome da liberdade de manifestação, ataca, com bandidos   mascarados, instituições nacionais e militantes do PT, do PSTU, e do  PSDB,  quando estes ousam sair às ruas.

DANÇAR COM O DIABO

A tentação de dançar com o diabo, mesmo que por parte de uma minoria, é perigosa e enganadora. Muitos daqueles que apostaram no caos em 1964, pensando que ascenderiam ao poder – como Carlos Lacerda –  terminaram cassados e humilhados pela Ditadura.

Apesar do recuo das autoridades na questão do preço das passagens, continuam as manifestações, agora com a intenção deliberada de paralisar as capitais, como mostram as manobras sincronizadas de interrupção do tráfego em diferentes pontos, como aconteceu em São Paulo no início da semana.

Essa vertente fascista vem estendendo paulatinamente o seu controle, indireta e insidiosamente, sobre centenas de pessoas inocentes e bem intencionadas, e não se descarta a possibilidade de que estejam sendo pagos os vândalos que promovem quebra-quebras e desatam sua fúria diante das câmeras da imprensa internacional.

É contra esses inimigos ocultos da  democracia que as instituições, os homens públicos e os cidadãos, quaisquer sejam seus partidos, têm que se unir –  e agora.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

24 thoughts on “A caixa de Pandora

  1. No popular como nos botecos, pois certas conversinhas só nesta base:
    – Corta essa,ô malandragem, essas suas liçãozinhas de moral falsa não colam. Vê se aprende a ser jornalista ,pô!
    (o cara é lulista, petista e outro istas vermelhos. Só engana otários )

    PS. Não tem jeito, com malandro não dá para ser educado.

  2. Hélio,

    Pauta dos MPE e Estaduais:

    Igrejas pentecostais cometem os seguintes crimes:

    a)Estelionatos
    b)Lavagem de dinheiro
    c)Formação de quadrilha
    d)Charlatanismo
    f)Desvios de recursos dos fiéis
    g)Erriquecimento ilícitos
    h)Evasão de divisas

    Total: 07 crimes cometidos na cara da população e dos promotores federais e estaduais. E, nenhum deles si quer sabem onde ficam às igrejas e muito menos conhecem os lideres dessas quadrilhas que roubam em nome de Deus.

  3. Santayana conhecido de todos nós pelas suas posições políticas – um petista extremado -, exagera ao entender que os milhares de jovens que foram às ruas espontaneamente tivessem sido motivados pela direita.
    Se existem infiltrados nessas manifestações – e certamente eles existem -, na verdade pertencem aos radicais de esquerda que, surpresos com esta reação diante da gestão do PT, querem terra arrasada para culparem extamente quem eles sempre combateram, no entanto, não foi através de administrações irrepreensíveis tal combate, mas à base da corrupção e desonestidade!
    Os escândalos petistas fizeram o copo transbordar, além da sua ineficácia quanto à Educação, Saúde e Segurança, corroborados pelos parlamentares que se colocaram em um pedestal inalcançável de salários e mordomias,consubstanciados pela impunidade.
    A exigência de não haver bandeiras partidárias nas passeatas tem apenas esta causa:
    O mesmo divorciamento que partidos e políticos estabeleceram com o povo desta vez partiu de nós esta separação, que não os vemos mais como representantes populares porque também jamais fizeram algo em benefício de seus eleitores, simplesmente.
    A Caixa de Pandora que Santayana se refere não terá no seu fundo a esperança para o PT continuar no poder, inclusive os partidos que o apóiam, razão pela qual a surpresa que, aberta, mostra um povo que não suporta mais as mentiras e promessas de sempre, e na mesma ordem que os partidos considerados de direita faziam.
    Ou, por acaso, houve alguma gestão democrática ou ditatorial antes da petista que mais tenha proporcionado lucros aos bancos?!
    Que mais tenha colocado nas costas do trabalhador a maior carga tributária da nossa História?
    Que mais deixou propositadamente que as alícotas para desconto do IR estivessem tão despropositais à inflação e tão altas?!
    O PT e seus aliados se preocuparam com o trabalhador que continua sendo tungado em quase meio ano de trabalho para sustentar o poder e seus esbanjamentos?!
    O PT agiu sempre como de extrema direita e, o resultado, milhares de pessoas a reivindicar melhorias em todas as áreas.
    Santayana e o PT ainda não sabem o que sai da Caixa de Pandora, muito menos o que ficará dentro dela, que não será a esperança, repito, mas a insatisfação popular sempre que os governantes e parlamentares não agirem corretamente com o povo brasileiro e nosso País, e tanto faz se de direita, esquerda ou de centro!

  4. Rapaz….tem gente que não percebe que PTnique esta a deriva e indo a pique..a casco partiu ao meio e é questão de tempo para os náufragos nadarem para alguma ilha…e nessa trajetória não há bóias salva-vidas nem coletes, somente âncoras lançadas…

    Olha o que esta vindo…
    PARALISAÇÃO GERAL

    27-06-2013

    Em resposta à convocação que fizemos na data de ontem, estamos recebendo mensagens vindas do TRC de todo o Brasil, informando CONCORDÂNCIA UNÂNIME de apoio imediato às Manifestações Populares em andamento no país, com a consecutiva apresentação ao governo da PAUTA DE QUESTÕES QUE ENVOLVEM NEGATIVAMENTE O TRANSPORTE RODOVIÁRIO NACIONAL

    Assim sendo, o MUBC convoca todos os membros do TRC – Caminhoneiros, empresas e cooperativas de transporte e demais serviços relacionados ao setor – a promover uma PARALISAÇÃO PACÍFICA das suas atividades, até que as autoridades do país apresentem soluções para as questões nacionais e do TRC.

    INÍCIO: 2ª FEIRA – DIA 01/07/2013 – A PARTIR DAS 6:00 HORAS DA MANHÃ.

    TÉRMINO: (72 HORAS) 5ª FEIRA – DIA 04/07/2013 – 6:00 HORAS DA MANHÃ.

    Recomendamos a todos a não programarem viagens para esse período, de maneira a reduzir o número de veículos de carga em tráfego nas rodovias e, consecutivamente, eliminar qualquer possibilidade de transtornos aos demais usuários.
    PAUTA DO TRC:

    Subsídio no preço do óleo diesel (para baratear preços dos alimentos e produtos);
    Isenção para caminhões do pagamento de pedágios em todas as rodovias do país (para baratear preços dos alimentos e produtos);
    Criação da Secretaria do Transporte Rodoviário de Cargas, vinculada diretamente à Presidência da República, nos mesmos moldes das atuais Secretarias dos Trabalhadores e das Micro e Pequenas Empresas;
    Votação e sanção imediata do Projeto de Lei que aprimora a Lei 12619/12 (Lei do Motorista), e também define soluções para as questões: Cartão Frete, CIOT, concorrência desleal exercida por transportadores ilegais (causa dos valores defasados dos fretes), e outros…

  5. COMO GOSTARIA DE VER O BRASIL CONTINUAR COM ESTÁ NÃO SR. JORNALISTA FULERAGEM? ESSE LULADRÃO TARADÃO E O PT COLOCARAM O PAÍS NESTA SITUAÇÃO, DEVIDO SUAS MENTIRAS, ERROLAÇÃO E BABOSEIRAS. AGORA O POVO VAI DAR O TROCO, A PAUTA É EXTENSA MAIS VAMOS COMEÇAR E COM TODA CERTEZA IREMOS ALCANÇAR OS OBJETIVOS PARA TERMOS UM NOVO BRASIL. O LULADRÃO TARADÃO CULPADO POR MUITOS ERROS TEM QUE SER TAMBÉM RESPONSABILIZADO PELO “POSTE” QUE DEU ERRADO ESSA INCOMPETENTE DILMA. A CUT CHAPA BRANCA, OS SINDICATOS PELEGOS CHAPA BRANCA, A UNE CHAPA BRANCA E OS JORNALISTAS CHAPAS BRANCAS ESTÃO APAVORADOS POIS VÃO PERDER A BOQUINHA. ESSE PT É GOVERNO HÁ EXTOS DEZ ANOS E O FATOR PREVIDENCIÁRIO UM CRIME QUE ROUBA O SALÁRIO DOS TRABALHADORES QUANDO VÃO SE APOSENTAR EM ATÉ 40% É O MAIOR EXEMPLO DE COMO ESSES VAGABUNDOS TODOS NUNCA SE INTERESSARAM PELOS TRABALHADORES. VIVA O NOVO BRASIL QUE ESTÁ NASCENDO…

  6. Confiança e estabilidade econômica

    Muita gente ainda não percebe que é impossível manter a boa saúde econômica financeira do Brasil, caso as badernas junto com os continuados saques de lojas, bancos e concessionárias prossigam. Os responsáveis devem tomar enérgicas providências para por fim imediato, aos vandalismos, pilhagens e seguidos bloqueios de avenidas e de estradas.

    Caso a atmosfera de insegurança e desordem pública atinja certo nível, contaminando a classe empresarial, toda a Nação Brasileira será lançada ao caos econômico e financeiro, em pouco tempo, trazendo inevitável colapso da economia, produzindo desempregados, aos milhares, por todos os lados.
    Os únicos a escaparem de semelhante tragédia, são os ricos e milionários, com muita grana na Suíça e paraísos fiscais. O desespero passará a fazer parte do dia a dia do brasileiro, principalmente, dos jovens, sem lugar algum para trabalhar, e dos aposentados pelas reduções nas aposentadorias que virão. Para retornar aos atuais níveis internos e externos de confiabilidade no Brasil, caso venha tamanha desgraça, precisaremos de várias décadas de duro trabalho e supremas penúrias.

  7. É claro que os desmandos do PT no poder foram inúmeros e inaceitáveis, mas a maior praga de tudo isso, a corrupção, vem se alastrando como rama de batata desde o regime militar de 1964 – que não se tinha notícia de quase nada, passando a falsa impressão de que se roubaram menos -, culminando no governo de Sarney que ia ficar só quatro anos, quando a inflação estava a 20 por cento ao mês e para conquistar o quinto ano de mandato elevou-a a mais de 80 por cento ao mês. Ora, a máquina de fazer dinheiro funcionou como nunca. E daí para a frente nada mudou. Veio o sociólogo e importou até carvão vegetal do Uruguai para baixar preços aqui a qualquer custo, quebrando uma infiniade de empresas e deixando sem reajuste salarial por 08 anos o funcionalismo que se salvou dos PDVs da vida. Pressionado pelo Supremo, no final do seu governo concedeu reajuste insignificante abaixo de um por cento ao ano. Não é de hoje que o povo vem sofrendo humilhações, que continuaram com Lula (a pesar de este ter aliviado a barra um pouco) e com Dilma. A bomba um dia ia estourar. E estourou. Ia ser no colo de alguém. Sobrou para a presidente Dilma, que luta para capitular os bônus de tudo isso, quando a poeira abaixar. Dependendo da profundidade das reformas, ela poderá ainda paradoxalmente ser considerada como a melhor presidente do Brasil. Isso é apenas uma ideia.

  8. Esse cara endoidou de vez. Não acredito que seus neurônios estejam saudáveis. Durante muitos anos acompanhei as crônicas deste articulista com simpatia. Hoje não dá mais. Seus miolos estão “petetizados” e suas ideias só trazem decepção e desgosto por defender a mais sórdida e nojenta cambada que apareceu na política brasileira.

  9. O colunista está coberto de razão.Basta olhar pro mundo e ver que o que acontece agora aqui no Brasil(manifestações) ocorreram e ocorrem em vários países do mundo usando os mesmos métodos, e derrubam até governos.As insatisfações( serviços públicos) não apareceram agora, são HISTÓRICAS.Corrupção idem, enraizada, basta lerem a Tribuna da Imprensa(não este blog, mas todas as edições impressas anteriores).Inocentes são todos esses que pensam que os jovens “acordaram”, que o Brasil “acordou”, etc.
    O capital internacional não está contente e quer recuperar(mais) controle sobre nosso país e nossas riquezas.Querem muito colocar outro Collor ou FHC(entregou o patrimônio e endividou o país.Não sejam tolos, existem organizações internacionais que pensam e planejam isso dia e noite!!
    E aprendam a respeitar a opinião dos outros!!!Vcs não são donos da verdade!!

  10. A velha tática comuna atribuir aos adversários os próprios crimes.
    Segundo o Gilberto de Carvalho o pecado da Dilma foi ter tungado a verba de publicidade dos blogs chapa branca, não todos, alguns e vários jornalistas continuam amestrados.

  11. Cambada de inocentes úteis.
    Como ousam ir as ruas,pedir o fim da corrupção,preços das passagens de trasportes coletivos, mais baratos,saúde,educação,saneamento básico,respeito aos eleitores etc,etc?
    Vão para casa, aguardem a chegada do grande guru, Lula o “ergófobo”. A divina criatura, nos trará mais oito (8) anos de prosperidade,pujança nacional,trasparência
    na condução política,acabando com a corrupção, as mazelas do nosso povo tão sofrido. Ele,o divino,já nos deu mostra dos milagres que pode realizar:fazer acreditar
    que depois de organizar o mensalão (que não existiu),não sabia de nada.Nós,acreditamos! Não conhecia a Rose,nós acreditamos! E,mais ,muito mais.
    Fiquem quietinhos em casa,não saiam por ai,bancando a vaca de presépio para esses extremistas de direita. Lembre sempre,que o “Divino Ergófobo”,abençoará nossa pátria mãe gentil!
    PS: De quebra,virá mais um novo apostolo fervoroso: Santayana,o extremado!

  12. Aí no Rio o clima de mobilização está tão forte que hoje um cidadão no busão espirrou e uma senhora ao lado falou: SAÚDE! O motorista do coletivo: EDUCAÇÃO! …e todos cantaram o hino nacional.

  13. Que texto tendencioso, mentiroso, medíocre, cretino e enganoso. Quem vai acreditar neste senhor depois deste texto?

    A verdade Sr. Santayana, transcreva a verdade. Mesmo que ela esteja contra o seu governo.

  14. A hipocrisia dos reacionários e fascistas não resistem à luz ou ao tempo. Sob holofotes marcham a passos de gambá (ou seria de ganso?!), buscando se integrar a um Movimento alheio aos seus ideários.

    Sob a batuta do plim-plim doado/inaugurado em 1965 – reacionários e fascitóides deixam-se inebriar com a possibilidade de outro mergulho nas profundezas abissais milico-servis.

    Até quando a farsa da “história” tupiniquim se repetirá? – Jamais. Nada se repete… a não ser para os sepulcros caiados de branco.

  15. Mauro Santayana … tomou alguma droga pesada?
    Mauro Santayana … escreveu bêbado?
    Mauro Santayana … estava desgostoso com a vida e … a fim matar-se?
    Mauro Santayana … está com algum problema mental … ou coisa assim?
    Seus textos, concordemos com eles ou não, são sempre bem escritos e com roteiro lógico.
    Mas este!!! Não resiste à mais branda análise!!!
    O homem ficou louco!!!
    O homem perdeu o juízo!!!
    O Prêmio Nobel do “Nonsense” … já tem ganhador certo!!! O Prêmio da Insensibilidade, idem!!!
    E ainda de quebra, Santayana envolveu Carlos Lacerda, falando em caos, etc. Ora, “até as pedras da rua” reconhecem Lacerda como legislador e administrador notável.
    Eu … quando penso que estou começando a entender alguma coisa … vem o Mauro Santayana e … escreve ISSO AÍ. Vade Retro!!!

  16. Quem paga?

    De uns tempos para cá, as expressões “extrema direita” e “ultradireita” passaram a ser usadas para carimbar, com o estigma do nazifascismo, qualquer cidadão ou grupo que se oponha ao abortismo, ao casamento gay ou à proibição de opiniões religiosas na vida pública.

    Opiniões majoritárias, consagradas pelo uso universal e incorporadas de há muito na prática democrática das nações civilizadas, são assim, repentinamente, movidas para as trevas exteriores, para zona do anormal, do inaceitável e do proibido. A elite iluminada se autoconstitui em medida-padrão do normal e do certo, e, como o dr. Simão Bacamarte no Alienista de Machado de Assis, condena o povo inteiro como louco, fanático e extremista.

    Essa deformação semântica monstruosa, violência simbólica em estado puro, aparece com notável uniformidade tanto no discurso da esquerda em geral quanto na “grande mídia” da qual essa mesma esquerda, com a hipocrisia de quem sabe que domina os cargos de chefia em quase todas as redações do país, se finge de inimiga e vítima indefesa.

    O objetivo da operação é, de imediato, mergulhar a população cristã na “espiral do silêncio”, destituí-la dos meios verbais de autodefesa e, portanto, debilitar sua identidade ao ponto de dissolvê-la por completo. Já é, portanto, um genocídio cultural indisfarçado, cínico, criminoso no mais alto grau, que prepara a oficialização do anticristianismo militante como prática nacional obrigatória e a realização do sonho de Lênin: “Varrer o cristianismo da face da Terra”.

    Que uma política inspirada na religião cristã possa ter algum parentesco mesmo longínquo com o nazismo ou com o fascismo é uma crença indefensável sob todos os aspectos, quando mais não fosse pela obviedade de que foi precisamente a derrota do nazifascismo que trouxe ao poder, pela primeira vez na história europeia, partidos declaradamente cristãos, a Democracia Cristã na Alemanha e na Itália. Mutatis mutandis, foram os conservadores católicos e protestantes que, em toda a Europa, pregaram a resistência a Hitler quando os comunistas e esquerdistas em geral preferiam a acomodação, então favorável aos interesses de Moscou, que partilhava com os nazistas o cadáver da Polônia.

    Aliderança comunista explora despudoradamente a ignorância histórica de seus militantes quando os induz a crer que são “de extrema direita” precisamente aquelas opiniões majoritárias que trouxeram a paz, o equilíbrio e a normalidade democrática ao mundo após o pesadelo da Segunda Guerra Mundial, enquanto, nas zonas ocupadas pelo comunismo, as instituições repressivas criadas pelo nazismo eram simplesmente modernizadas e adaptadas às necessidades de uma ditadura mais astuta e mais eficiente.

    Hoje sabe-se, para além de qualquer dúvida razoável, que o nazismo jamais teria crescido às proporções de uma ameaça mundial se não fosse pela ajuda soviética, passada por baixo do pano por anos a fio e camuflada sob um antinazismo de fachada.

    Quando os comunistas tentam associar a imagem de seus inimigos conservadores à lembrança do nazifascismo, não fazem senão repetir o procedimento-padrão, estabelecido desde os tempos de Lênin, que consiste em cometer o crime e apagar as pistas rapidamente, lançando as culpas sobre o primeiro bode expiatório disponível antes que alguém sequer suspeite da verdadeira autoria.

    Nunca houve nem nunca haverá um comunista bem intencionado, pela simples razão de que o comunismo nega, na base, todo princípio moral e o substitui por uma nova “ética” em que não há outro Bem Supremo acima dos interesses da Revolução, nem outra obrigação moral superior à de fazer crescer, por todos os meios, o poder do Partido.

    Todo comunista, sem exceção, é um canalha e um manipulador, pronto a elevar-se ao estatuto de assassino e genocida tão logo, inchado de orgulho, seja convocado a isso pelo clero revolucionário. Ninguém jamais se tornou comunista por amor aos pobres, por idealismo humanitário ou por qualquer outro motivo elevado. Todos entraram nisso movidos pelo desejo de enobrecer-se e beatificar-se pela prática do mal transfigurada em virtude partidária.

    O comunismo não explora os sentimentos mais altos, e sim o mais baixo de todos, que é o desejo de inverter o senso moral para que cada um se sinta tanto mais santo quanto mais se emporcalhe na mendacidade e no crime.

    Novo e oportuno exemplo dessa inversão vem agora do sr. Tarso Genro, que atribui a “grupos pagos de extrema direita” as depredações ocorridas em várias cidades do Brasil. Esse grotesco arremedo de intelectual e escritor sabe perfeitamente bem que os atos de violência ocorreram sobretudo nos primeiros dias, quando havia praticamente só radicais de esquerda nas ruas – estes sim, pagos pelo sr. George Soros e pelo Foro de São Paulo –, muito antes de que qualquer cristão, conservador ou patriota fosse “melar”, como disseram os esquerdistas, o tão bem planejadinho tumulto destinado a forçar um “upgrade” do processo revolucionário comunista.

    É o bom e velho mote “acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é”, que os comunistas seguem à risca desde há um século. Como sempre, essa inversão prepara aquilo que eles mais gostam de fazer: perseguir os inocentes, enviá-los à cadeia, matá-los e depois ainda culpá-los.

    Homens que se entregam a esse exercício não merecem que nenhum cidadão honesto lhes dirija a palavra, e por isso mesmo não é com eles que estou falando. Estou falando ao que ainda resta de consciência moral entre empresários, juízes, promotores de Justiça, advogados, políticos e militares. E o que tenho a lhes dizer é simples e direto: Auditoria no Foro de São Paulo já! Veremos quem são os arruaceiros pagos.

    Olavo de Carvalho é ensaísta, jornalista e professor de Filosofia

    (transcrito do Diário do Comércio)

  17. O site do Cafezinho acaba de ter acesso a uma investigação da Receita Federal sobre uma sonegação milionária da Rede Globo. Trata-se de um processo concluído em 2006, que resultou num auto de infração assinado pela Delegacia da Receita Federal referente à sonegação de R$ 183,14 milhões, em valores não atualizados. Somando juros e multa, já definidos pelo fisco, o valor que a Globo devia ao contribuinte brasileiro em 2006 sobe a R$ 615 milhões. Alguém calcule o quanto isso dá hoje.

    A fraude da Globo se deu durante o governo Fernando Henrique Cardoso, numa operação tipicamente tucana, com uso de paraíso fiscal. A emissora disfarçou a compra dos direitos de transmissão dos jogos da Copa do Mundo de 2002 como investimentos em participação societária no exterior. O réu do processo é o cidadão José Roberto Marinho, CPF número 374.224.487-68, proprietário da empresa acusada de sonegação.

    Esconder dólares na cueca é coisa de petista aloprado. Se não há provas para o mensalão petista, ou antes, se há provas que o dinheiro da Visanet foi licitamente usado em publicidade, o mensalão da Globo é generoso em documentos que provam sua existência. Mais especificamente, 12 documentos, todos mostrados ao fim do post. Uso o termo mensalão porque a Globo também cultiva seu lobby no congresso. Também usa dinheiro e influência para aprovar ou bloquear leis. O processo correu até o momento em segredo de justiça, já que, no Brasil, apenas documentos relativos a petistas são alvo de vazamento. Tudo que se relaciona à Globo, à Dantas, ao PSDB, permanece quase sempre sob sete chaves. Mesmo quando vem à tôna, a operação para abafar as investigações sempre é bem sucedida. Vide a inércia da Procuradoria em investigar a privataria tucana, e do STF em levar adiante o julgamento do mensalão “mineiro”.

    Pedimos encarecidamente ao Ministério Publico, mais que nunca empoderado pelas manifestações de rua, que investigue a sonegação da Globo, exija o ressarcimento dos cofres públicos e peça a condenação dos responsáveis.

    O sindicato nacional dos auditores fiscais estima que a sonegação no Brasil totaliza mais de R$ 400 bilhões. Deste total, as organizações Globo respondem por um percentual significativo.

    A informação reforça a ideia de que o plebiscito que governo e congresso enviarão ao povo deve incluir a democratização da mídia. O Brasil não pode continuar refém de um monopólio que não contente em lesar o povo sonegando e manipulando informações, também o rouba na forma de crimes contra o fisco.

  18. O queridinho da imprensa golpista!

    As Promotorias Especializadas de Defesa da Saúde e do Patrimônio Público -MG entraram com uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-governador de Minas Gerais e senador eleito Aécio Neves e a ex-contadora geral do estado, Maria da Conceição Barros.Na ação é questionado o destino de R$ 3,5 bilhões que teriam sido declarados na lei orçamentária como dinheiro repassado à Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) para investimentos em obras de saneamento básico.

    Sob a grave acusação de desvio de R$ 4,3 bilhões do orçamento do Estado de Minas Gerais e que deveriam ser aplicados na saúde pública, a administração Aécio Neves/Antônio Anastasia (PSDB) – respectivamente ex e atual governador mineiro – terá que explicar à Justiça Estadual qual o destino da bilionária quantia que supostamente teria sido investida em saneamento básico pela Copasa entre 2003 a 2009.

    Devido à grandeza do rombo e às investigações realizadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) desde 2007, por meio das Promotorias Especializadas de Defesa da Saúde e do Patrimônio Público, o escândalo saiu do silêncio imposto à mídia mineira e recentemente foi divulgado até por um jornal de âmbito nacional.

    Se prevalecer na Justiça o conjunto de irregularidades constatadas pelo MPE na Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual sob o número 0904382-53.2010 e a denúncia na ação individual contra os responsáveis pelo rombo contra a saúde pública, tanto o ex-governador Aécio Neves, quanto o tucano Antônio Anastasia, o presidente da Copasa, Ricardo Simões, e a contadora geral do Estado poderão ser condenados por improbidade administrativa.

    Dos R$ 4,3 bilhões desviados, R$ 3,3 bilhões constam da ação do MPE, que são recursos supostamente transferidos pelo governo estadual (maior acionista da Copasa) para investimento em saneamento básico, na rubrica saúde, conforme determina a lei, entre 2003 e 2008. Como a Justiça negou a liminar solicitada pela promotoria no ano passado, para que fossem interrompidas as supostas transferências, a sangria no orçamento do Estado não foi estancada.

    De acordo com demonstrativos oficiais da Secretaria de Estado da Fazenda, somente em 2009 a Copasa recebeu mais de R$ 1,017 bilhões do governo Aécio/Anastasia para serem aplicados em ações e serviços públicos de saúde para cumprimento da Emenda Constitucional nº 29/2000, à qual os estados e municípios estão submetidos, devendo cumpri-la em suas mínimas determinações, como, por exemplo, a aplicação de 12% do orçamento em saúde pública (a partir de 2004), considerada a sua gratuidade e universalidade. Em 2003 a determinação era que se aplicasse o mínimo de10% da arrecadação.

    Da mesma forma que não se sabe o destino dos R$ 3,3 bilhões questionados pelo MPE, também não se sabe onde foi parar esses R$ 1,017 supostamente transferidos para a Copasa em 2009.

    O cerco do MPE às prestações de contas do governo estadual iniciou-se em 2007, quando os promotores Josely Ramos Ponte, Eduardo Nepomuceno de Sousa e João Medeiros Silva Neto ficaram alertas com os questionamentos e recomendações apresentadas nos relatórios técnicos da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária (CAEO), órgão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), desde a primeira prestação de contas do governo Aécio. Chamou-lhes a atenção, também, o crescimento, ano a ano, a partir de 2003, das transferências de recursos à Copasa para aplicação em saneamento e esgotamento sanitário.

    Os promotores Josely Ramos, Eduardo Nepomuceno e João Medeiros querem que a administração do governo de Minas e da Copasa, conduzida na gestão Aécio Neves/Anastasia, devolva ao Fundo Estadual de Saúde os R$ 3,3 bilhões que é objeto da Ação Civil Pública que tramita na 5ª Vara da Fazenda Pública Estadual e que segundo eles podem ter sido desviados da saúde pública.

    No pedido de liminar na ação, os promotores já antecipavam e solicitavam à Justiça que “seja julgado procedente o pedido, com lastro preferencial na metodologia dos cálculos apresentados pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, para condenar os réus, solidariamente ou não, à devolução de todos os valores transferidos à COPASA do orçamento vinculado às ações e serviços de saúde que não foram utilizados em saneamento básico entre os anos de 2003 e 2008, totalizando R$ 3.387.063.363,00 (três bilhões, trezentos e oitenta e sete milhões, sessenta e três mil e trezentos e sessenta e três reais), a serem depositados no Fundo Estadual de Saúde.”

    Como o MPE encurralou o governo e Copasa

    Para encurralar o governo do Estado e a Copasa, o MPE se valeu de sua autonomia investigativa e requereu às duas instituições as provas que pudessem revelar como foram aplicados os recursos públicos constantes das prestações de contas do Executivo e nos demonstrativos financeiros da empresa.

    O que os promotores constataram foi outra coisa ao analisarem os pareceres das auditorias externas realizadas durante esse período: “Além disto, as empresas que realizaram auditoria externa na COPASA, durante o período de 2002 a 2008, não detectaram nos demonstrativos financeiros da empresa os recursos públicos que deveriam ser destinados a ações e serviços da saúde.”

    As discrepâncias contidas nas prestações de contas do Estado levaram os promotores a consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), à qual a Copasa deve apresentar seus demonstrativos financeiros e balanços anuais.

    Em sua resposta à consulta, a CVM respondeu ao Ministério Público Ofício que “após análise de toda a documentação, não foram encontrados evidências da transferência de recursos da saúde pública para investimentos da COPASA, nos termos da Lei Orçamentária do Estado de Minas Gerais e na respectiva prestação de contas do Estado de Minas Gerais, conforme mencionado na consulta realizada por esta Promotoria de Justiça”.

    Na página 26 das 30 que compõem a ação, os promotores afirmam o seguinte sobre a ausência das autoridades convocadas para prestar esclarecimentos sobre o assunto:

    “Ressalte-se que a COPASA recusou-se a prestar informações ao Ministério Público sobre os fatos aqui explicitados. Notificado a comparecer na Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, seu Presidente apresentou justificativa na data marcada e não compareceu.A Contadora Geral do Estado também notificada a prestar esclarecimentos, na condição de técnica que assina a Prestação de Contas, também apresentou justificativa pífia e não compareceu na data marcada. Finalmente, a Auditora Geral do Estado, que também assina as Prestações de Contas do Estado, que poderia e até deveria colaborar com a investigação, arvorou-se da condição de servidora com status de Secretário de Estado, por força de dispositivo não aplicável à espécie, contido em lei delegada estadual (sic) e não apresentou qualquer esclarecimento ao Ministério Público.”

    FONTE

    https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&newwindow=1&site=&source=hp&q=a%C3%A9cio+acusado+de+desviar+bilh%C3%B5es&oq=a%C3%A9cio+acusado+de+desviar+bilh%C3%B5es&gs_l=hp.12…1199.9746.0.11436.32.32.0.0.0.0.476.5585.9j9j12j1j1.32.0…0.0…1c.1.5.hp.ryuGYIyqpcU

    Fabrício Menezes – Jornalista

    Ei, reaça…homem de “pouca fé”…não acredita nesta fonte???e que tal essa, da sua adorada Globo, (ainda que aqui, os golpistas da “Vênus Platinada” tentem relativizar a corrupção de Aécio)que claro, não fez estardalhaço com a matéria(a notinha saiu no roda pé do jornal)….afinal, trata-se de um tucanóide de alta plumagem, não??
    http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2010/12/acao-civil-contra-senador-eleito-aecio-neves-e-ajuizada-em-promotoria.html
    http://www.novojornal.com/politica/noticia/cvm-investiga-sumico-de-3-5-bilhoes-no-balanco-da-copasa-03-01-2013.html

    Leia mais:

    Abril de 2013

  19. Corruptos a nação acordou e vão encontra-los! Desistam de seus cargos, não continuem lesando o contribuinte, a população irá encontra-los, dos 196 milhões de brasileiros mais da metade já sabe que o gigante acordou, nunca se viu em plena copa ninguém nas ruas, ninguém brincando com a camisa de times nem ” sorrindo ” a ” pátria de chuteiras” a marolinha está se formando em onda, e você que mexe com dinheiro público se sinta intimado a responder a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *