A casa mágica de Walter Queiroz tem um vizinho, que é um bêbado velhinho

TRIBUNA DA INTERNET | A casa encantada e carnavalesca de Walter ...

Walter Queiroz é a alegria personalizada

Paulo Peres
Poemas & Canções

O advogado, publicitário, cantor e compositor baiano Walter Pinheiro de Queiroz Júnior usa várias figuras de linguagem, tornando mais bonito o conteúdo poético da letra de “Pode Entrar”, na qual ele fala da sua casa. Walter Queiroz gravou a música “Pode Entrar” no LP “Filho do Povo”, em 1975, pela Phonogram.

PODE ENTRAR

Walter Queiroz

A casa escancarada, a lua ali
Meu cachorro nunca morde
Meu quintal tem sapoti
tem um roseiral crescendo lindo
Quem for louco ou for poeta
Pode entrar, seja bem vindo

Aqui passa o bonde da Lapinha
Passa a filha da rainha
Passa um disco voador
As vezes ele gira para e pisca
Como quem quase se arrisca
A parar pra conversar

Mas não me sinto só,
Tenho um vizinho
Que é um bêbado velhinho,
Que acredita no destino
Ele mora em cima do arvoredo
Ele tem muitos brinquedos
Ele sempre foi menino

Agora se vocês me dão licença
Eu vou ver um passarinho
Que me chama no quintal
Depois vou me deitar para sonhar
E dançar com a cigana
Que eu perdi no carnaval

4 thoughts on “A casa mágica de Walter Queiroz tem um vizinho, que é um bêbado velhinho

  1. 1) Bela poesia ecológica.

    2) Licença… Estrofe Dezenove…
    Antonio Carlos Rocha

    É minha sina
    Esperar a vacina
    Contra o Covid
    Vide saúde
    Pois não quero
    Ir para o ataúde*

    (*) Tentativas de rimas em cima da hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *