A confiabilidade das pesquisas eleitorais

Paul G. Hoel

Uma caracterstica interessante de problemas como esse [pesquisas eleitorais] que, contrariamente crena da maioria das pessoas, a preciso de uma estimativa de proporo populacional (p) no depende do tamanho da populao, mas s do tamanho da amostra. Dessa forma, uma amostra de 2.500 eleitores tirada de 50.000.000 de votantes suficiente teoricamente para determinar a preferncia desses eleitores, com alta preciso.

Infelizmente, eleitores no se comportam sempre como tentativas num jogo de azar, de modo que o modelo da distribuio binomial [modelo estatstico de amostragem usado nessas pesquisas] no estritamente aplicvel a problemas desse tipo. Por exemplo, um votante quando entrevistado pode favorecer um candidato e, contudo, uma semana mais tarde, pode votar em outro candidato ou pode mesmo esquecer de votar. Pode tambm interpretar mal as perguntas do questionrio, e assim responder de modo incorreto.

A experincia tem mostrado que, devido a fatores humanos incontrolveis, a preciso de uma estimativa de proporo populacional (p) para votantes no aumenta muito aps se tirar uma amostra de 10.000. necessrio bom senso na aplicao de modelos matemticos vida real, principalmente quando se trata de seres humanos e de suas inconsistncias.

(Paul G. Hoel estatstico e matemtico da Universidade Califrnia,
em Los Angeles. Texto enviado por Wagner Pires)

###
NOTA DA REDAO DO BLOG – O problema das pesquisas eleitorais em pases como o Brasil a possibilidade de manipulao direta (fraude) ou indireta (direcionar parte da pesquisa para rea que seja reduto do candidato. O prof. Hoel fez bem em ressalvar a existncia de “fatores humanos incontrolveis”. Agora, no caso da sucesso no Brasil, as pesquisas vm indicando uma tendncia de queda da candidata reeleio e uma tendncia de alta dos candidatos da oposio. Com isso, est praticamente confirmada a possibilidade de haver segundo turno, que significa uma nova eleio. E as grandes novidades so as subidas de Acio Neves e Eduardo Campos no segundo turno. O resto folclore. (C.N.)

5 thoughts on “A confiabilidade das pesquisas eleitorais

  1. Geralmente quem canta vitria fora do “tempo” acaba acontecendo algumas desiluses, fracassos.
    O maior exemplo a Selecinha dos Filhos Bilionrios do Marinho, onde o famoso Pintor de Telas Prontas dizia ao trmino do jogo contra a Colmbia que o “Brasil j est com a taa na mo”., esquecendo que tinha um enorme problemo pela frente.
    Um dos maiores “problemo” (rua). da Grande Mdia Esgoto e seu Partideco de Extrema-Direitopata e seu hospedeiro “o homem do po” so os 40 milhes (ou mais) dos famosos bolsas-familias.
    No acredito em pesquisas eleitorais, e tem diversos exemplos de erros “fenomenais” que elas comentam, ainda mais em se tratando da folha do serra ou do instituto dos filhos bilionrios do marinho.
    Acredito somente na “rua”……
    E como diz a Cassandra da Avenue Foch, o resto “tertlia flcida para dormitar bovinos”……….

  2. Ainda bem que o Newton desistiu de lanar o Lula no lugar da Dilma e agora entra na firme determinaao de confirmar que HAVER segundo turno.

  3. Nova pesquisa Isto /Sensus ouve apenas 2000 eleitores e mente sobre a margem de erro que, de fato, de 3,3%.

    Como a amostragem foi realizada no mesmo tempo da pesquisa Datafolha, esta mais confivel, pois, realizou uma amostragem bem superior concorrente – 5.377 eleitores.

    A pesquisa Datafolha representa com fidedignidade as intenes do eleitorado brasileiro. J a pesquisa Isto /Sensus est maculada por erro de amostragem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.