A dor de amor, encantada por Nelson Motta e Dori Caymmi

O jornalista, escritor, roteirista, produtor musical, compositor e letrista paulista Nelson Cândido Motta Filho, em “De Onde Vens”, parceira com Dori Caymmi, fala sobre o validade banéfica que a dor do amor possibilita. A música faz parte do LP “Dori Caymmi” lançado, em 1972, pela Odeon.

Nelson, Dori e Marcos Valle
DE ONDE VENS
Dori Caymmi e Nelson Motta
Ah, quanta dor vejo em teus olhos
tanto pranto em teu sorriso
tão vazias as tuas mãos
de onde vens assim cansada
de que dor, de qual distância
de que terras, de que mar
Só quem partiu pode voltar
e eu voltei prá te contar
dos caminhos onde andei
fiz do riso amargo pranto
no olhar sempre teus olhos
no peito aberto uma canção
Se eu pudesse de repente te mostrar meu coração
saberias num momento quanta dor há dentro dele
dor de amor quando não passa
é porque o amor valeu

                                                 (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “A dor de amor, encantada por Nelson Motta e Dori Caymmi

  1. Porto Alegre, 03 de junho

    No próximo dia 07 de junho, estaremos lembrando os 24 anos da morte da grande interprete que foi Nara Leão. Tentei contato com o Paulo Perez mas não consegui(sou péssimo no computador)Quero pedir, quero sugerir que seja pu
    blicado o poema de Ferreira Gullar (183) Uma
    Voz. Por favor, nós, fãs
    da cantora Nara Leão, te
    mos muitas saudades da nossa Musa. Muito Obrigado.
    Paulo Nührich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *