A era do crescimento econômico fraudulento já está esgotada

Darcy Leite

Acho cômico quando alguns articulistas escrevem que a economia tem dado provas de robustez, diante da crise mundial, graças às políticas econômicas de Lula-PT e Dilma-PT. Essa política econômica salvadora não passou de farta distribuição de dinheiro através das diversas “bolsas” e dos empréstimos consignados – neste caso, até que as famílias se endividassem a ponto de comprometer quase toda a renda familiar com o pagamento desses empréstimos.

E chegando a esse ponto, o consumo parou e o crescimento murchou. Depois de um PIB de 7,5%, em 2010, no auge do crescimento via consignado, alcançamos PIBinhos ínfimos em 2011 e 2012 e tudo caminha para ser igual em 2013.

Foi uma política econômica rudimentar, pois tinha um prazo de validade para dar com os burros n´água: o teto de endividamento das famílias.

Agora vemos a produção industrial cair por absoluta falta de poder de compra da população, já saturada em dívidas, e o preço dos alimentos aumentarem por absoluta falta de investimento em infraestrutura. E segue a economia morro abaixo devido a essa política econômica.

VOTO NULO

Portanto, em 2014 a única medida correta que teremos será o voto nulo,para melar as eleições e dar uma nova mensagem de mudança aos políticos porque as alternativas ao governo petista são bastante desanimadoras.

A partir do momento em que tenhamos partidos políticos que tenham alguma representatividade e defendam,sem interesse material,um programa legítimo de metas e objetivos, poderemos tratar de preservá-los e respeitá-los.

O que temos hoje são balcões de negócios e de pessoas que se juntam para defender algum projeto para o qual tenham alguma vantagem a auferir. O mesmo pode ser dito em relação aos podres poderes que pairam sobre nós, principalmente aquele reduto de bandidos que se chama Congresso Nacional.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

16 thoughts on “A era do crescimento econômico fraudulento já está esgotada

  1. Para mim, enquanto o nível de desemprego for menor ou parecido com a taxa dos USA, estamos no caminho certo. O resto vem a reboque, PIB, Inflação, Taxa disso ou daquilo.
    Tendo emprego, tem salário.

  2. Infelizmente, concordo plenamente, é uma demonstração de insatisfação do povo em relação a corrupção estampada, endividamento da população devido a facilitação para poder pagar suas dívidas, principalmente os aposentados e pensionistas, que viram nesta oportunidade, já que não obtinham o reconhecimento do governo da política de FHC e continuada no governo Lula e Dilma, de achatamento das aposentarias e pensões, de poder pagar as dívidas que seus benefícios não poderiam mais cobrir, pois estavam muita defasadas, onde o aposentado que tanto trabalhou, está sendo tungado a cada ano, com o propósito do governo de fazer com que todo aposentado receba apenas 1 salário mínimo e passar a previdência social para bancos privados.
    Todo o povo brasileiro deve repudiar esta política, tanto o aposentado quanto o trabalhador futuro aposentado.

  3. O endividamento das famílias brasileiras não pára de aumentar, mês a mês.

    Há famílias que literalmente já estão precisando escolher: – ou pagar a prestação do carro ou então comprar comida. Evidentemente já nem usam mais o carro, pois não há dinheiro para a gasolina, manutenção e IPVA.

    Nem dá para deixar de lembrar que o governo continua incentivando a venda de automóveis. Aliás continua incentivando o consumismo, de um modo geral, não se importando com o aumento do endividamento das famílias.

    E quando a bolha estourar…

  4. Darcy, você está certo, O PT (Lula) não teve um projeto de nação, apenas paliativos,
    ainda ajudou a empobrecer mais o país com a concessão de 2,6 mil KM de rodovias federais ao
    grupo ESPANHOL OHL, isto porque não há uma lei de remessas de lucros. esses pedágios são
    verdadeiras coletorias, produz um lucro altíssimo, que é enviado para a Espanha. Se fosse
    entregue a iniciativa privada brasileira, pelo menos o dinheiro ficava aqui.

  5. A população se endividou. E não foi só com o consignado que é crédito livre; endividou-se também com o crédito vinculado – compra de veículos e imóveis.

    Não podemos falar, ainda, em bolha de crédito, pois, segundo o Banco Central o nível de inadimplência está baixo.

    A tendência de queda da inflação que estamos vendo comprova a redução da demanda. O nível de endividamento das famílias em 44,20% do orçamento anual familiar (um absurdo) fez a população frear o consumo. Os recursos estão sendo canalizados para pagamento de dívidas. A divulgação do PIB do primeiro trimestre de 2013 mostra que o consumo das famílias variou em apenas 0,01%. Ou seja, praticamente não houve crescimento.

    O produto interno bruto (PIB) é dado pela soma do consumo das famílias, consumo do governo, investimento, e saldo do balanço de pagamentos (exportações menos importações). Ora, o balanço de pagamentos está horroroso apresentando déficits seguidamente; os investimentos, por enquanto não se deslancharam e estão, praticamente, atrelados à política de concessões que só surtirá efeito a partir do ano que vem; o governo tem de melhorar seu gasto direcionando-o à infra-estrutura; o consumo das famílias parou. Então, para o PIB crescer, inclusive gerando emprego, basicamente, dependemos dos investimentos.

    Espera-se que as concessões do governo petista surtam efeito a partir do próximo ano, porque em 2013 a única variável que pode mudar este quadro – investimento – caminha a passos de tartaruga. O país perdeu a quarta posição entre os países com destino de capital externo. Digo isso em relação ao investimento estrangeiro direto (IED) que, por enquanto, responde por 31% do nosso PIB e foi o responsável por tornar o Brasil a 6ª economia mundial. Este desinteresse pelo Brasil está sendo gerado pela pífia política econômica do governo petista que demorou a tomar as medidas de concessão e, de quebra, gastou mal os recursos públicos.

    Crescemos apenas 0,6% no primeiro trimestre. Se anualizarmos isto, teremos um crescimento máximo de 2,4% em 2013. Como a inflação sinaliza ficar em torno de 6%, o crescimento se mostra insustentável já que a própria inflação se incumbe de corroer os ganhos da economia.

  6. A exemplo de governos populistas como o do finado Chaves na Venezuela o PT, para preservar o poder, dá prioridade às práticas clientelistas negligenciando a política econômica. A diferença é que lá eles têm abundância em petróleo enquanto nosso país necessita solucionar problemas estruturais básicos que ainda bloqueiam o seu crescimento como a Reforma Tributária, por exemplo.
    Não é exagero afirmar que: “SE O GOVERNO FOSSE TÃO EFICIENTE E ÉTICO NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS QUANTO É NA ARRECADAÇÃO, O PAÍS ESTARIA EM OUTRO PATAMAR DE DESENVOLVIMENTO”!

  7. Wagner Pires, falando apenas no precário aumento do investimento que vem a ser a taxa de crescimento do estoque de capital, nem isso estamos conseguindo devido à baixa qualidade do gasto público.
    Que incremento produtivo um mega-estádio de futebol proporcionaria comparado a construção/manutenção de estradas para escoar a produção ou ao reaparelhamento/ampliação de escolas técnicas?

  8. Cid Adão, saudações.
    E se iniciássemos um processo objetivando a captação de recursos para uma poupança que o país não tem, e de que tanto necessita?
    Estão aí mesmo o PGBL e o VGBL (planos de previdência complementar aberta)com bilhões de reais à espera de iniciativas governamentais para serem utilizados em programas de saneamento, infra-estrutura e outros. Empresas como SulAmérica, Porto Seguro, Mongeral, Capemisa e os bancos clamam por isto. O Brasil daria saltos de progresso, de desenvolvimento. E o dinheiro que está no mercado de seguros? E no de consórcios?
    Este modelo de crescimento está esgotado, sim, já foi para o esgoto há muito tempo.

  9. Américo Nunes é perfeitamente possível, ressalvando apenas que diferentemente da Caderneta de Poupança, esses recursos financeiros estão alocados para atender necessidades específicas e, portanto não podem correr riscos em sua aplicação.
    Considerando que financiar o governo é uma aplicação quase livre de risco nada impede que boa parte desses recursos seja destinada à obras de infraestrutura como você mencionou até como estratégia dos gestores desses fundos na montagem do portfólio para elevar a sua rentabilidade.

  10. É verdade Cid Adão. O governo não carreia recursos para obras de infra-estrutura e logística, mas, faz isso para obras da copa e olimpíadas. Um absurdo!

    O PT teve mais de 10 anos para trabalhar os problemas estruturais do país. Ficou lançando programas menores sem consolidar as reformas necessárias – tributária, trabalhista, saúde, educação, logística.

    Exacerbou a política de consumo com Lula, e depois, mesmo vendo a insustentabilidade desta política por conta do limite de produção da industria nacional, baixou o juros, facilitou o crédito e induziu ainda mais a manutenção do alto consumo.

    A resposta está aí com a persistente inflação pelo excesso de consumo, déficit na balança comercial pela crescente importação, necessidade de aumento da taxa Selic para reter dólares, atrair o capital externo e frear o consumo, além da pressão para segurar a taxa de câmbio por conta das importações.

    O que o governo deveria ter feito desde o início como medidas prudenciais?

    Deveria ter concedido ao setor privado os setores econômicos logísticos, enxugado a máquina pública diminuindo o número de ministérios e cortado despesas correntes de custeio, ampliado as frentes de investimento junto com o capital privado – as parcerias público-privadas.

    Paralelamente a isso, deveria ter incentivado a poupança e construído o binômio poupança-investimento que alavancariam o crescimento da economia, sem se descuidar do tripé de estabilização econômica: controle do câmbio, da inflação e economia orçamentária (superávit primário) para pagamento da dívida e dos juros.

    Mas o PT não quer saber de formação bruta de capital fixo (investimento) e empurra isso para o setor privado. Aliás, esse governo empurra tudo para a população. E não é por falta de gente capaz, é má-fé mesmo.

    A propósito, A FBKF ficou em 18,1% em 2012. Este ano não deve ser muito diferente. Uma lástima!

    Mas, os estádios de futebol estão tinindo Cid Adão.

  11. Só para lembrar: nossa pífia poupança que está em 12% do PIB (deveria estar em 30%) é utilizada para financiar a construção civil.

    Creio que é perfeitamente possível o governo utilizar o portfólio dos fundos de pensão para promover obras de infra-estrutura.

  12. MARAVILHA!!!!!!!!

    ESTOU DO LADO DO LULA

    Não sei quem escreveu. Só sei que , seja quem for, é GENIAL, inclusive com os trocadilhos… CONFIRA!!!
    … Além de melhorar o humor, você pode realimentar sua IRA CÍVICA…

    1) Hoje, refletindo sobre o efeito do nada, sobre o p… nenhuma, me dei conta de que o Brasil é o único país do mundo que foi:

    a) governado por um alcoólatra que instituiu uma lei seca;
    b) um semi-analfabeto que assinou uma reforma ortográfica;
    c) Um semi-analfabeto que tem um filho formado em p… nenhuma, mas que é o gênio das finanças;
    d) Um semi-analfabeto que recebeu o título de “doutor honoris causa” de 5 Universidades brasileiras;
    e) Um semi-analfabeto que cobra US$ 20.000,00 por palestra (sobre qualquer assunto, a escolher) no exterior;
    d) que teve a cara de pau de pedir a Deus para dar INTELIGÊNCIA a Barack Obama, que é formado em Harvard.

    2) Considerando o acima exposto e depois de muito refletir, EU TINHA QUE MUDAR DE LADO.

    – Resolvi ficar ao lado de Lula. Que me desculpem os meus amigos e, por favor, não me critiquem, nem mandem e-mails indignados. Antes, reflitam melhor sobre a situação atual. Tenho certeza que também ficarão ao lado do Lula …

    – Afinal, se eu ficar atrás… ele me caga e se eu ficar na frente… ele me f…. Portanto, a melhor opção é ficar ao lado dele.

    ENQUANTO ISSO, ESPERO E SONHO QUE TUDO VOLTE AO NORMAL.

    3) Será o dia em que:

    ARRUDA será uma simples plantinha pra espantar mau-olhado;
    GENUÍNO será algo verdadeiro;
    GENRO apenas o marido da filha;
    SEVERINO apenas o porteiro do prédio;
    FREUD voltará a ser só o criador da Psicanálise;
    LORENZETTI será só uma marca de chuveiro;
    GREENHALGH voltará a ser um almirante que participou de nossa história;
    CACHOEIRA será apenas um lindo acidente geográfico criado pela natureza;
    CABRAL será apenas um longínquo e antigo navegador português que descobriu o Brasil;
    MARCONI será apenas um genial cientista que inventou o radio
    DEMÓSTENES será apenas um filósofo e brilhante orador grego; e
    LULA APENAS UM FRUTO DO MAR!!!
    Dirceu, Palloci, Delúbio, Silvio Pereira, Berzoini, Gedimar, Luiz Paulo Cunha, Valdebran, Bargas, Expedito Veloso, Gushiken, Renan, Arruda, Cachoeira, Genuíno, Lula, etc, serão simples… presidiários…

    4) Finalmente, quando olho meu título de eleitor velhinho, coitado, sempre usado desde 1988 e vejo o Lula aliado ao Collor e, pasmem, na defesa da vida ilibada dos Sarneys, e, finalmente, aliado de Malluf, concluo que agora entendo o verdadeiro significado do nome ‘ZONA ELEITORAL’ escrito nele!”

    Autor: desconhecido..rsrs

  13. Darcy, saudações
    Amigos advogados me dizem que, no caso da eleição ser anulada por falta de quorum de eleitores … uma nova eleição será convocada com OUTROS candidatos. Como seja: é possível, sim!, cassar estes ratões e ratazanas todos, de uma só vez.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *