A falta que Juscelino ainda faz

Resultado de imagem para jk

Ao assumir, JK foi capa da revista “Time”

Sebastião Nery

O telefone tocou na casa de praia de Madame Schneider, uma francesa amiga de Juscelino Kubitschek, a 20 quilômetros de Saint Tropez, no sul da França, onde ele, dona Sarah, as filhas Márcia e Maristela e o ex-secretário amigo dileto Olavo Drummond, passavam uns dias descansando, depois de deixar a presidência da República em 31 de janeiro de 1961.

Era o empresário, poeta e redator de alguns dos históricos discursos de Juscelino, Augusto Frederico Schmidt, falando do Rio: “Juscelino, estou recebendo um clipping das revistas dos EUA. A revista “Time” está dizendo que você é “a sétima fortuna do mundo”.

Conversaram, Schmidt desligou e Juscelino ficou deprimido, amargurado.

AO LADO DA BRIGITTE – Olavo o chamou para darem uma volta: “Presidente, hoje de manhã, quando fui comprar os jornais, quem estava na banca era a Brigitte Bardot. Podemos encontrá-la de novo.

Juscelino riu. Saíram. A primeira pessoa que viram foi a Brigitte Bardot, no auge do sucesso, com aquela carinha de paraíso terrestre depois da maçã, cercada de fãs, tirando fotografias. Juscelino se afastou:

“Olavo, se eu sair com essa mulher em um fundo de fotografia, a imprensa vai dizer no Brasil que estou namorando com ela”.

Mas não esqueceu a história da “sétima fortuna do mundo”.

Quatro anos depois, a embaixada da Inglaterra no Brasil mandaria a Londres um documento para o “Foreign Office”, sob o cód.371/179250: “O ex-presidente Kubitschek retornou ao Brasil. Não há dúvida de que ele é popular, com seu charme e suas ideias’.

AGRESSÃO DE JÂNIO – Na véspera de passar o governo a Jânio Quadros em 31 de janeiro de 1961, Juscelino reuniu um grupo de ministros, auxiliares e amigos no Palácio da Alvorada. Chega Jose Maria Alkmin:

– Juscelino, estou seguramente informado de que o Jânio vai fazer um discurso agressivo contra você, na sua frente, na solenidade de transmissão do cargo, no Palácio do Planalto.

– Vou passar o cargo ao presidente que o povo elegeu. Só o Dutra passou. Quero dar uma demonstração ao mundo de nossa Democracia.

– E se ele fizer um discurso agressivo?

– Dou-lhe uma bofetada na cara e o derrubo no meio do salão. Vai ser o maior escândalo da história da República.

Não houve discurso nem bofetada.

Foi em 22 de agosto de 1976 que ele se foi. O Brasil o perdeu e nunca mais tivemos um presidente igual. E que falta ele faz.

PT QUEBROU O PAIS – O país está fiscalmente quebrado. Os gastos públicos são superiores à arrecadação, produzindo um “déficit primário” de 2,2% do PIB (Produto Interno Público).

Sobretudo no governo de Dilma, os investimentos em infraestrutura, saúde, segurança, educação e outros foram as principais vítimas. A dívida bruta em relação ao PIB produziu o desastre em que estamos mergulhados.

Em 2017, o déficit primário previsto é de R$ 159 bilhões. Para 2018, o cenário não será diferente.

A falta de rudimentares conhecimentos da economia da maioria dos políticos e de muitos analistas na área jornalística, não enxerga a gravidade do momento em que está mergulhada a economia brasileira. No Congresso e na imprensa prevalece a falta de racionalidade no enfrentamento realista, com propostas que se mostrem consistentes, seja à direita ou à esquerda.

32 thoughts on “A falta que Juscelino ainda faz

  1. A falta de rudimentares conhecimentos da economia da maioria dos políticos e de muitos analistas na área jornalística, não enxerga a gravidade do momento em que está mergulhada a economia brasileira.
    No Congresso e na imprensa prevalece a falta de racionalidade no enfrentamento realista, com propostas que se mostrem consistentes, seja à direita ou à esquerda.

    Senhores politicos, ouçam a voz da experiencia. Sebastião Nery não escreve bobagens.Essas afirmações são a mais pura verdade. Voces continuam brincando com fogo. Criem vergonha na cara e cheguem logo a um minimo de regras razoaveis para as próximas eleições. Entre as regras razoaveis está a volta do financiamento privado devidamente declarado e regulado, sob pena de assistirmos a eleição de vários politicos do PCC, muito além do razoável. Outra medida importantissima é o minimo de valorização dos partidos.VOTO DISTRITÃO PURO é uma enorme besteira.Há que se valorizar o minimo o voto no partido, por isso mesmo tem que se manter alguma proporcionalidade. Fim de coligações é uma boa medida, cada partido tem que se garantir por si só. Isso, se fizer como deve ser feito, levará a uma futura aglutinação de partidos coerentes com sua ideologia e interesses mais diretos(ex.: ruralistas, esquerdistas, evangélicos/religiosos, gays, etc…) Quem fizer votos terá representantes quem não fizer fica sem. Simples assim E finalmente clausula de barreira: chega de partidecos de aluguel, se não tiver o minimo de porcentual de votos no país, não tem razão para continuar existindo e principalmente mamando nas tetas públicas. n

  2. Não existem mais homens da têmpera de Juscelino e Brizola, REALIZADORES.
    Atualmente, só ladrões e incompetentes!

    Juscelino faz falta, portanto, como muito bem escreveu o experiente Nery, e alerta quanto à incapacidade de nossos parlamentares e governantes a respeito de economia, situação que jamais o Brasil registrou com tamanha gravidade como nesses dois últimos anos.

    Escrevi várias vezes neste blog incomparável que, se Temer quisesse alavancar a economia, se quisesse nos tirar desta recessão cruel, deste desemprego alarmante, desse endividamento do brasileiro que bate recordes, a sua primeira medida deveria ter sido convocar as empresas construtoras ESTRANGEIRAS, haja vista as nossas maiores empresas neste sentido estarem envolvidas na Operação Lava Jato, e licitar a construção de ferrovias, rodovias, pontes, elevadas, viadutos, túneis, metrôs mesmo de superfície ou usando trilhos aéreos como existem em centenas de cidades pelo mundo afora, com a seguinte condição:
    O uso comercial desses empreendimentos por quarenta/cinquenta anos, PORÉM tais obras seriam feitas somente com a mão de obra do trabalhador brasileiro, de modo a diminuir substancialmente o desemprego!

    Fosse com JK, e o nosso país se rivalizaria com a China como canteiro de obras, mas somos os únicos no globo terrestre como o mais corrupto existente, a grande tarefa dos presidentes pós-ditadura, os denominados “eleitos pela democracia”.

    E, por mais que esta imprensa VENAL, COMPROMETIDA POLITICAMENTE, alardeie que a economia está reagindo – mentira torpe, asquerosa -, a verdade está estampada insofismavelmente no exército de cidadãos desesperados por trabalho, que precisam pagar as suas contas, que necessitam viver!

    Neste aspecto, o Nery tem plena razão quando acusa esquerda e direita como ineficazes, que eu complemento afirmando também insensíveis ao sofrimento do povo, comprovando as minhas colocações a desmedida violência, que aniquila mais de sessenta mil vidas a cada ano, que, se adicionarmos as vítimas da saúde pública e dos que ficam paraplégicos e tetraplégicos em razão de acidentes nas estradas por falta de fiscalização e manutenção, este número macabro sobre assustadoramente para perto de DUZENTAS MIL PESSOAS MORTAS E INCAPACITADAS pela irresponsabilidade de parlamentares e governantes, corruptos, desonestos, traidores do povo e país!

    Critiquem como quiserem JK, mas era HONESTO, e se não fosse o mineiro, que uniu o Brasil quando construiu Brasília, sabe-se lá como estaríamos neste momento.
    Acredito que seríamos uma espécie de Leste Europeu, sem indústria, colhendo receitas do turismo, em face da orla do Mar Adriático, belíssima, diga-se de passagem, e sem qualquer maior colaboração no sentido de alimentar o mundo, vender commodities, de oferecer carne suína, frango, gado, soja, minério, afora o que nos exploram gratuitamente porque os governantes não se importam com o Brasil!

    Uma pena que tenhamos nos transformado em exemplo do que não presta, de se roubar o povo, de explorá-lo e, o mais grave, DE IMPUNIDADE!

    Inacreditável para qualquer nação hoje existente, que tenhamos um parlamento e executivo CONTRÁRIOS À MORALIDADE E ÉTICA NO PAÍS, que combatem as medidas levadas a efeito para prender os criminosos, e que contam com a concordância e apoio da Suprema Corte!

    Excelente artigo, apesar de surgirem os detratores de JK, que ainda hoje, 57 anos depois, MAIS DE MEIO SÉCULO, criticam a existência de Brasília, como se a permanência da capital no Rio de Janeiro impedisse a corrupção generalizada de hoje no Brasil!

    Citem-me um presidente melhor do que JK até a presente data, por favor!

    • Bendl, acho que JK pecou ao oferecer a tal dobradinha, inclusive o pagamento de aluguel ao pessoal que ia para Brasilia. Dai nasceram as mordomias que vivem até hoje!
      JK tinha seu plano de metas; 50 anos em 5; inicialmente, Brasilia não estava no plano, Entretanto, na última hora
      o plano incluiu mais uma meta, ou a meta-síntese: a construção de Brasília e a transferência da capital federal, o grande desafio de JK. Foi criada a NOVACAP –
      A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil com a finalidade única de gerenciar e coordenar a construção da nova Capital do Brasil.

      Na música de Juca Chaves ele fala “voar da Velha Cap pra Brasilia…. O Rio de Janeiro passou a ser a Velhacap

      • Composto durante o governo de Juscelino

        Presidente Bossa Nova
        Juca Chaves

        Bossa nova mesmo é ser presidente
        Desta terra descoberta por Cabral
        Para tanto basta ser tão simplesmente
        Simpático, risonho, original.

        Depois desfrutar da maravilha
        De ser o presidente do Brasil,
        Voar da Velhacap pra Brasília,
        Ver a alvorada e voar de volta ao Rio.

        Voar, voar, voar, voar,
        Voar, voar pra bem distante, a
        Té Versalhes onde duas mineirinhas valsinhas
        Dançam como debutante, interessante!

        Mandar parente a jato pro dentista,
        Almoçar com tenista campeão,
        Também poder ser um bom artista exclusivista
        Tomando com Dilermando umas aulinhas de violão.

        Isto é viver como se aprova,
        É ser um presidente bossa nova.
        Bossa nova, muito nova,
        Nova mesmo, ultra nova!

      • Minha querida Carmen Lins,

        Quem não erra nesta vida?!

        Importa que o legado de JK é inestimável, indiscutível, e que impulsionou o país rumo ao desenvolvimento!

        E agora?

        Nada de obras e somente corrupção, roubos, exploração do povo – o que nos deixam os governantes se não sangue, suor e lágrimas?!

        Esta é a diferença, Carmen, quando um homem consegue desenvolver um país quando pensa no povo e na pátria, e oferece chance de crescimento através de obras, exatamente o que os governantes sempre nos negaram, mantendo-nos a cabresto, com rédeas curtas, e roubando, explorando, mentindo, roubando, explorando, mentindo … e assim sucessivamente!

        Um forte abraço, guria.
        Muita saúde e paz, pois quero te encontrar neste blog incomparável por muito tempo ainda, haja vista tu trazeres a beleza e a sensibilidade femininas para este espaço democrático.

  3. Não sei não, mas minha concepção, errado ou não, é que Juscelino foi um anão, que fundou Brasil no fim do mundo e deixou o carioca na mão.
    Tenho ou não razão?

    • Leia o livro de José Neumanne Pinto, “O que sei de Lula”. O autor faz considerações muito interessantes sobre o governo Juscelino.

  4. NÃO!

    O Rio ficou na mão, Toga, por conta de governadores corruptos, incompetentes, ladrões!

    O Rio ficou na mão por conta de uma assembleia de venais, de deputados vagabundos, de parlamentares que jamais trabalharam para o bem do carioca!

    Alias, o meu RS se iguala ao Rio exatamente no que aleguei acima, sem tirar nem pôr!

    Um abraço.

  5. E cadê as propostas dos partidos, à direita, à esquerda e ao centro, pelo oposição ou pela situação ? Que tal um novo Juscelino para construir uma nova Brasília, ou seja, um novo paraíso da corrupção luso-tupiniquim ? Fala sério. A única proposta alternativa de política e de nação que existe neste país, é extrapartidária, e é deste humilde escriba que lhes digita esses mal traçadas linhas, e atende pelo nome de RPL-PNBC-DD-ME, e que realmente resolve os últimos 127 anos de Brasil, e que se não resolver eu corto os bagos do Leão na Pça. dos Três poderes , em Brasília, e jogo-os aos cachorros do Gilmar Mendes para comerem, porque o resto, ” data venia “, é tudo florzinha de estufa, tudo mais dos me$mo$. E tenho dito.

    • Bah, Leão, mas o teu comentário é loas somente prá ti, para o teu projeto político, tu sendo a solução tão esperada por todos.

      Menos, menos, e, quem sabe, encontrarás a tão sonhada credibilidade nos teus planos, pois desta forma eles são um tanto quanto quixotescos, prá falar a verdade!

  6. Há controvérsias.

    Pois foi na época do PT que o Brasil chegou ao pleno emprego, forte redução da desigualdade social, com superávits primários constantes e bilhões de dólares em divisas internacionais.

    E se ha combate a corrupção hoje no Brasil, e não jogo de cena, como nós acostumamos a ver na era tucana, devemos a postura institucional do PT na presidência e das leis aprovadas na gestão petistas.

    Combate a corrupção? Hoje? Com o PMDB/PSDB no poder? Tá difícil de ver….

  7. Espectro,

    Complicado assim, seria mais correto o final do teu comentário, pois sem qualquer fundamento a tua opinião, aliás, palpite!

    O frequentador e leitor da Tribuna da Internet merece textos mais condizentes com a sua inteligência e com a capacidade que tens, Espectro, de escrever muito melhor, indiscutivelmente.

    Mais a mais, qual é a tua idade?

    Se nasceste depois da construção de Brasília, os teus conhecimentos sobre a cidade ter sido erguida vão da insensatez à desinformação, logo, um pequeno estudo da história à época, e o bem que Brasília fez para o Brasil vão te ajudar.

    Quanto à corrupção, PELO AMOR DE DEUS, mas quando que vão deixar de acusar uma localidade como culpada pelo péssimo caráter de parlamentares??!!

    Tá, pelo menos diz que é a água do Paranoá, as baixas umidade do ar, a vegetação do cerrado … mas Brasília, a cidade, o local??!!

    Um abraço, Espectro, podes muito mais que isso que postaste, muito mais.

  8. Alex,

    Em respeito a mim mesmo, aos eleitores, frequentadores, comentaristas, articulistas e ao Moderador, deixo de te mandar para …

    Postando textos desta forma, estúpidos e mentirosos, enganadores e tendenciosos, a tua função neste blog incomparável será sempre contestada e veementemente!

    Segue como sectarista, sem problemas, mas nos respeite, por favor!

    Um abraço.

    • Não vi nenhuma contestação. Nenhum argumento. Apenas agressividade.

      Quem não enxerga a complexidade da economia chega a verdades absolutas e equivocadas.

      • Bom, imaginei que saberias a razão pela qual dificilmente encontras apoio às tuas palavras, mas como és permanentemente uma pessoa muito bem educada, reitero, a minha fundamentação é esta:

        O DESEMPREGO E A INADIMPLÊNCIA DO POVO tem como causa a nefasta política econômica da quadrilha petista, e seu falso pleno emprego que, se fosse verdade, não estaria acusando recordes de gente desesperada à procura de trabalho.

        Lula construiu um castelo de areia, e deu no que deu!

        E agora? Agi como fizeste comigo, sem agressividade e com fundamentos?

        Outro abraço.

        • Falso pleno emprego?

          Diga isso a BBC que constatou em 2010 que era Lula encerrava com emprego record mas com risco inflacionário.

          A BBC tb constatou que em oito anos de Lula, o consumo da classe média cresceu 6,8 vezes.

          O alerta na época era o risco da inflação e a perda de competitividade do produto brasileiro no mercado internacional, que vinha sendo prejudicada em função da valorização da moeda brasileira.

          Duvidar do pleno emprego é meio complicado.

          • Então por que durou tão pouco Alex??!!

            Por que tivemos a diminuição do consumo inicialmente e, em decorrência, o início do desemprego e de forma avassaladora?!

            O que faltou para Dilma, a gerentona, dar sequência à política econômica de Lula?!

            Competência, Capacidade ou a forma escolhida pelo seu criador era frágil, que não se sustentaria por muito tempo e ruiria quando a economia interna deixasse do seu aquecimento imposto, e surgissem os números manipulados e alterados de Dilma, que a levou ao impeachment?!

            Tu esqueces que neste teu “pleno emprego”, as empresas que queriam ampliar as fábricas, tinham grandes dificuldades de encontrar MÃO DE OBRA QUALIFICADA, pois a realidade brasileira é de um povo inculto e incauto, a ponto que notícias de hoje à tarde dão conta que, UNIVERSITÁRIOS não sabem ler e escrever a contento!!

            E economia cresceu durante o governo de Lula pela demanda estar reprimida por anos a fio internamente!

            Justiça seja feita porque não sou um radical estúpido, mas os reajustes do salário mínimo acima da inflação contemplaram o brasileiro com um poder aquisitivo melhor, que se somava ao emprego fácil por conta deste consumo refreado que, solto, explodiu as vendas, até o momento que este mercado se saciou, então a sua queda vertiginosa!

            Lula errou na sua política externa, optando por países que consumiam também muito pouco, não lhe restando outra alternativa que exportar a nossa matéria prima, commodities, que sofria internacionalmente outra queda de preços alucinante, principalmente o petróleo!

            Lula ao entregar o poder para Dilma, sabia que ela pegaria um rabo de foguete, mas, esperto, imaginava substituí-la nas próximas eleições, quando a crise estaria começando e, Lula, o salvador da pátria!

            Deu com os burros n’água!

  9. Composto durante o governo de Juscelino

    Presidente Bossa Nova
    Juca Chaves

    Bossa nova mesmo é ser presidente
    Desta terra descoberta por Cabral
    Para tanto basta ser tão simplesmente
    Simpático, risonho, original.

    Depois desfrutar da maravilha
    De ser o presidente do Brasil,
    Voar da Velhacap pra Brasília,
    Ver a alvorada e voar de volta ao Rio.

    Voar, voar, voar, voar,
    Voar, voar pra bem distante, a
    Té Versalhes onde duas mineirinhas valsinhas
    Dançam como debutante, interessante!

    Mandar parente a jato pro dentista,
    Almoçar com tenista campeão,
    Também poder ser um bom artista exclusivista
    Tomando com Dilermando umas aulinhas de violão.

    Isto é viver como se aprova,
    É ser um presidente bossa nova.
    Bossa nova, muito nova,
    Nova mesmo, ultra nova!

  10. DEUS DO CÉU, quanto desperdício de dinheiro público com a estrutura supérflua e podre da república 171 do partidarismo-eleitoral, do golpismo-ditatorial e dos seus tentáculos, velhaco$. Me dói muito ter a consciência de que o possível Novo Brasil confederativo pode ser instalado em Brasília com toda a estrutura do Novo Governo Confederativo em apenas um só prédio desses que aí estão da república 171 expostos e fotografados como monumentos ao desperdício do dinheiro público que vaza pelos ralos da corrupção da federação falida e exaurida, principalmente sob o aspecto moral e da pobreza de espírito. https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/08/29/centrao-intensifica-cruzada-para-por-ministerios/

  11. Juscelino, foi ao FMI pegar um empréstimo, mas o FMI só daria o empréstimo se o presidente, obedecesse a cartilha a ele apresentada, tendo como base a inibição do consumo, isto é, arrochar os salários, para acabar com a inflação. Juscelino respondeu que não iria acabar com a inflação com a fome do povo. Houve emissão de moeda e consequentemente inflação. Em compensação em cinco anos adiantou o Brasil em cinquenta anos. ao cumprir as 33 metas do governo, gerou emprego e riqueza.

  12. Tenho cá minhas divergência sobre o governo do Juscelino.A febre da industrialização no Brasil na época do presidente mineiro, concentrou-se exclusivamente em três estados do sudeste:São Paulo, Minas e Rio.São Paulo levou o maior quinhão.

    E , para ficar só no Nordeste, pergunto:o que fez o Juscelino pela Região? Nada, absolutamente nada!

    Se eu estiver errado que me desmintam.

    Abraço.

    • Caro Cezar,
      a dívida que o Juscelino deixou era de poucas dezenas de bilhões. a dívida pública, começou a se agigantar após 1964.
      O progresso aumentou as receitas, que numa comparação,compensou de sobra o aumento da dívida.
      O que temos hoje do lado bom do Brasil, devemos agradecer ao governo Juscelino.

  13. Vindo à Minas, não deixem de visitar Diamantina, cidade das serestas de que tanto gostava JK. Vocês vão ouvir uma música do Milton Nascimento que deixava JK apaixonado pela melodia. Grupo de seresteiros percorrem a cidade, de sexta a domingo, cantando músicas românticas.
    “Peixe Vivo
    Milton Nascimento

    A minha alma chorou tanto,
    Que de pranto está vazia
    Desde que aqui fiquei,
    Sem a sua companhia

    Não há pranto sem saudade
    Nem amor sem alegria
    É por isso que eu reclamo
    Essa tua companhia

    Como pode um peixe vivo
    Viver fora da água fria?
    Como poderei viver
    Como poderei viver
    Sem a tua, sem a tua
    Sem a tua companhia?
    Sem a tua, sem a tua
    Sem a tua companhia?

  14. César, meu irmão nordestino,

    Não se trata de estares errado, claro que não, mas precisas ampliar esta tua visão para o seguinte fato:

    Rio e São Paulo eram as locomotivas nacionais à época:
    Os cariocas a cultura nacional e, os paulistas, a industrialização.

    Ora, nada mais natural que utilizar o que estava pronto para ampliar o parque industrial existente.

    Quanto ao Nordeste, o mesmo acontecendo ao Sul, a grande obra de JK foi nos aproximar através das estradas abertas, caminhos que antes nunca existiram encurtaram as distâncias, e o brasileiro conheceu o seu país!

    O pessoal esquece o extraordinário impulso que Brasília trouxe ao país de empresas estrangeiras, que não sabiam que existíamos, que pensavam que esta terra só havia índios e matas!

    O gaúcho conheceu o jeito de falar do cearense;
    o amazonense se fez amigo do paulista;
    o maranhense se deu bem com o mineiro;
    o catarinense se apresentou ao acriano;
    e sulistas casaram-se com nordestinos;
    nortistas com o pessoal do sudeste;
    o centro-oeste escolhia quem se apaixonasse!

    César, só quem esteve antes, durante e depois da inauguração de Brasília, como este teu amigo, que para lá desceu com os seus mijados em 59(!), viveu um ano SEM ÁGUA E LUZ(!!), PASSOU A DIRIGIR QUALQUER VEÍCULO COM RODAS AOS 11 ANOS pela necessidade de mão de obra, sabe o que diz, sabe o que escreve, sabe o bem que foi Brasília para o povo e Brasil, acredita.

    A turma de hoje apenas balbucia a palavra esperança, sem tê-la visto se concretizar. Brasília foi a esperança finalmente viva, oferecendo-se àquelas pessoas que queriam trabalhar e crescer, pois as oportunidades eram imensas, pipocavam, existiam, estavam ao alcance de TODOS, INDISTINTAMENTE!!!

    Um forte abraço.
    Saúde e paz, deste brasileiro, depois gaúcho, que poderia ter nascido em qualquer outro Estado, que teria orgulho desta terra!

      • Paulo2,

        Te enganas redondamente!

        Cometes o pecado de esquecer o quanto estamos sendo roubados desde Sarney até os dias de hoje, os escândalos, as mutretas, os assaltos às estatais, fundos de pensão, empréstimos consignados, BNDES, que não existiram naquela época, Paulo2!

        Observa:
        Propositadamente evitei mencionar o Collor, pois um capítulo à parte.
        Vamos lá:

        DUVIDO, desafio, lanço um repto em circuito nacional, QUEM ME APONTAR PREJUÍZO MAIOR AO POVO E BRASIL do que o ocasionado pelo ex-presidente criminoso, quando confiscou a poupança e o dinheiro do povo!

        Apontem-me, quero ver, dano maior à continuidade da vida do cidadão e do país, após a medida ASSASSINA de Collor, vamos lá, aguardo!!!

        E, Paulo2, tu me apareces com esta comparação??!!

        Olha, a gente se dá bem neste blog incomparável, nos respeitamos, respondemos aos comentários que nos dirigimos mutuamente, mas faço essas afirmações exatamente pela consideração que tenho por ti, um cara legal, antenado, bem intencionado, e querendo um país melhor!

        Porém pesquisa, lê, busca mais subsídios em revistas da época e jornais daquele período, e constatarás a verdade, que é esta que posto neste espaço democrático e em respeito à tua pessoa.

        Um abraço.
        Saúde e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *