A hora dos vazamentos do listão da Odebrecht

Resultado de imagem para lista da odebrecht charges

Charge do Baggi, reprodução do Jornal de Brasília

Carlos Chagas

A lista do fim do mundo não se limita apenas aos 78 executivos da Odbrecht que traficaram propinas com deputados, senadores e ministros de recentes governos do PT e demais partidos. Os sacripantas da empreiteira responderão pela corrupção que promoveram, ainda que venham a ser beneficiados pelas delações em vias de concretizar-se. Punições bem mais consistentes serão exigidas para os políticos envolvidos na trama, ou seja, para quantos receberam dinheiro sujo da Odbrecht para facilitar as atividades da empresa.

Traduzindo: cada executivo apresentará não apenas um criminoso, mas muitos. Dai a previsão de que perto de 200 políticos serão chamados a defender-se por haver-se enrolado no recebimento de propinas.

Tanto os que detém mandatos eletivos quanto os já postos fora da atividade parlamentar receberão sentenças pelo mau comportamento. Precisarão responder e devolver o que receberam. Os que vierem a ser julgados no Supremo Tribunal Federal por prerrogativa de função e os que foram lançados na vala comum conduzida pelo juiz Sérgio Moro.

A dúvida é calcular o tempo, pois meses passarão até que cada um desses prováveis 200 processos cheguem à sua conclusão. Alguns conseguirão provar inocência, mas a maioria, não. Como tanta gente parece envolvida, tem-se a impressão de vazamentos ganharem rapidamente os meios de comunicação. Bem feito para todos…

TRIO ATACANTE – Renan, Geddel e Jucá formam um trio atacante digno dos louvores de qualquer locutor esportivo. Pena que pertençam a um clube único, no caso o PMDB. São os nomes mais referidos na bolsa de especulação da Odbrecht. Pode até haver injustiça na escalação, mas é o que transita pelos corredores do Congresso. Bem que o técnico fará tudo para livrá-los, até por ser farta a lista dos convocados. O time poderá ser composto com facilidade. Resta saber o potencial do adversário, com Moro podendo escalar muito mais do que onze craques.

2 thoughts on “A hora dos vazamentos do listão da Odebrecht

  1. Se o país fosse parlamentarista, já teria dissolvido este congresso apodrecido, corrupto, ineficiente, atrasam o progresso de um país que sofre pela má gestão dos recursos públicos, o povo não aguenta mais tanta ineficiência, incompetência, os serviços públicos que são pagos pelo cidadão/contribuinte, não oferece o que o mesmo paga, são hospitais precários, segurança despreparada, educação atrasada, investimentos ineficientes, o Brasil nas mãos deste governo e congresso, anda para trás, não consegue dar um passo a frente, o que saiu se locupletou com sua trupe e o que está ai é titubeante, não tem pulso para fazer o que o país precisa, prefere ficar bem com os políticos, não tem a preocupação com o povo brasileiro.

  2. Esperamos que o STF, ande a passos de coelho, com os politiqueiros, e deixe de ser stf, conivente à acusados do roubo do cofre público, a conivência, direta ou indireta é corrupção, é crime de lesa-Pátria.
    Que a Mídia, esclareça, para o povo, o sistema parlamentarista, o republicano, virou republiqueta, mas, acima de tudo, Vergonha na cara e Amor à Pátria, é Preciso., para o Brasil voltar a se justo para se povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *