A humilhação de Sarcozy

Sebastião Nery

PARIS – O pai, africano, foi brigar no Vietnam como soldado francês. Acabou a guerra, voltou, o filho nasceu em Paris e foi ser motorista de táxi. Um cidadão francês negro. Tinha pavor de Sarkozy, o candidato da direita à Presidência da República nas eleições de abril de 2007 aqui na França (segundo turno em maio), quando me contou sua historia, trazendo –me do aeroporto para o hotel. Pôs uma musica de Gal Costa “em homenagem ao Brasil” e continuou seu discurso:

– “Sou um cidadão francês igual a Sarkozy. Filho de pai africano e mãe francesa. Ele é filho de pai húngaro e mãe grega judia. Mas, se ele pudesse, eu seria expulso da França como “imigrante” só porque sou negro. Ele é um racista. Tem horror de negro, de árabe, de muçulmano, de latino americano. Se for presidente, primeiro vai querer proibir novos imigrantes de entrarem aqui. Depois, vai querer mandar embora os que já estão aqui”.

###
DIREITA

O motorista entrou logo na campanha eleitoral:

-“A direita aqui sempre foi maior do que a esquerda. Só perde quando se divide e a esquerda se une. Mitterrand ganhou em 1981 e 1988 porque a direita se dividiu. Mas a direita que aqui nós chamamos de “civilizada”, como De Gaulle, Pompidou, Giscard d’Estaing, Chirac, não mete medo ao povo. Mas esse Sarkozy, não. Estamos todos com medo dele. Pode querer repetir o que fez em janeiro de 2006 contra os imigrantes.

– Mas a culpa foi dele?

– Foi, sim, e esta ele não vai conseguir tirar das costas. Ele era o ministro do Interior, mandava na polícia, que chegou aos bairros negros e árabes batendo nos jovens e prendendo. A reação popular veio na hora, queimaram milhares de carros. Ele, ministro, foi lá e, em vez de acalmar, chamou o povo de “gentalha” e “escoria”. Um dia a resposta virá.

###
O BERLUSCONI

Pela janela do táxi eu lia manchetes dos jornais coladas nas bancas:

1.- “Sarkozy consegue dizer uma coisa e o contrário ao mesmo tempo, sem que seus seguidores duvidem de nenhuma das duas”.

2.- “Sarkozy e Berlusconi são muito parecido por suas ligações com os bancos, os grandes poderes financeiros, os negócios e interesses da imprensa. Sarkozy vai concentrar o poder como ninguém antes, vai agravar as diferenças do tecido social, aplicando uma política em benefício dos mais ricos. Atrás dele estão sempre os poderes do dinheiro”.

Mesmo assim ele ganhou em 2007, a direita unida com ele.

###
HUNGARO

Depois de cinco anos Presidente, é preciso buscar na biografia dele a explicação para a sua vitória de 2007 e o desastre se sua derrota de agora.

Se você o encontrar numa rua de Brasília pensará que é o ex-senador Luis Estevão, mais baixo, o olhar mais agitado, as mãos agitadíssimas. Mistura de Luis Estevão com Berlusconi. “Baixinho abusado” como se diz na Bahia. Cara de ourives ou relojoeiro de Budapeste, como nos filmes.

Jovem, 57 anos (nasceu em Paris em 28 de janeiro de 55), filho de húngaro fugido do regime comunista da Hungria, foi criado em Paris com mais 3 irmãos, pela mãe e pelo avô materno, brilhante médico grego-judeu.

Na universidade, estudante de Direito, já era de direita. Entrou para a política e nunca mais fez outra coisa. Logo se ligou aos líderes mais conservadores e mais poderosos da direita francesa: Charles Pasqua, Eduard Baladur, Jacques Chirac, ministros, primeiro-ministros, presidentes da República. Servia a cada um de cada vez e sem escrúpulo nenhum.

Vereador de Neuilly em 1975, prefeito de Neuilly em 83, deputado federal em 88, ministro do Orçamento e porta voz do governo Baladur em 93, ministro do Interior de Chirac em 2002 e da Economia em 2004, presidente do partido governista UMP em 2004 e Presidente em 2007.

###
A DERROTA

Com o apoio absoluto de uma direita poderosa como a da França, como é que perdeu o primeiro turno? Por traição. Sarkozy traiu a França escandalosamente e está pagando o preço. Presidente, preferiu servir aos Estados Unidos, Israel, Alemanha, Inglaterra, banqueiros e grandes grupos financeiros,jornalísticos.Começa a perder de Francois Hollande de 28 a 25. Sarkozy pensou que enganaria a França. Está saindo humilhado.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *