A impunidade continua garantida: mais de 70% dos mandados de prisão no país não são cumpridos

Carlos Newton

É um festival de inércia e falta de responsabilidade funcional. No Brasil, quando não é a Justiça que se omite, a Polícia então se encarrega de garantir a impunidade dos criminosos.

A Agência Brasil, que pertence ao governo federal, divulga (sem comentários) um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informando que mais de 70% dos mandados de prisão emitidos no país não foram cumpridos.

De acordo com números do Banco Nacional de Mandados de Prisão, dos 268.358 mandados expedidos entre junho de 2011 e janeiro de 2013, 192.611 ainda aguardam desfecho.

Segundo o levantamento, os estados com maior déficit de cumprimento, tanto em números absolutos quanto relativos, são Paraná (30.431), Minas Gerais (28.641) e Goiás (20.885). Esses estados representam, respectivamente, 15,79%, 14,86% e 10,84% do total de mandados em aberto no país.

O CNJ informa que 65.160 mandados foram cumpridos e 10.587 tiveram o prazo expirado. O Rio de Janeiro teve o maior número de prisões efetivadas em números absolutos (14.021), seguido por Pernambuco (7.031) e Espírito Santo (6.370).

Detalhe: não há um só estado que cumpra os mandados de prisão “a tempo e a hora”, como se dizia antigamente. Uma vergonha nacional.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *