A ona vai beber gua

Charge O Tempo 03/07
Tosto
O Tempo
A Copa continua espetacular, com muita qualidade, muita emoo e muita festa nos estdios. A nica coisa que no est boa a atuao da arbitragem, com muitos erros decisivos, na marcao de pnaltis e nos impedimentos. Parece Campeonato Brasileiro. J na conduo do jogo, na marcao de faltas, tudo timo.
Se a Costa Rica ganhou da Itlia e do Uruguai e empatou com a Inglaterra na fase de grupos, pode ganhar da favorita Holanda. A Costa Rica marca muito bem e rpida nos contra-ataques. Ruiz e Campbell so muito bons jogadores e fazem a diferena para a equipe costa-riquenha. A Holanda mostrou, contra o Mxico, que, alm de defender e contra-atacar bem, como fez em vrios jogos, sabe pressionar e virar o placar. A equipe possui tambm muitos jogadores altos e bons nos lances areos. O volante De Jong est fora da Copa. Contra selees fortes, que vo atacar, ele vai fazer falta, pois marca muito.
A Argentina, como se esperava, teve enormes dificuldades para ganhar da Sua. Como tm sido boas as atuaes do goleiro e da defesa, to criticados antes do Mundial, aumentam as chances de a Argentina ser campe, pois, com Di Mara eMessi, h sempre uma grande possibilidade de gols. Foi sensacional a arrancada de Messi, com abola colada aos ps, driblando o zagueiro que tentava derrub-lo, at dar a bola, com acar e com afeto, para Di Mara marcar.
Enfim, a Blgica mostrou um timo time na disputa da Copa do Mundo, com muita troca de passes, o que no faz o Brasil. Como os volantes costumam avanar, Messi pode ter muitos espaos contra a Blgica, o que seria decisivo. Certamente, o tcnico no tem dormido pensando em como par-lo. Por outro lado, o ataque envolvente da Blgica vai criar tambm chances de gol. O desequilbrio est nos dois craques argentinos. Amanh, falo do confronto entre Brasil e Colmbia e de Frana contra Alemanha, dois jogos que devero ser marcados pelo equilbrio na briga por vagas nas semifinais da competio. Chegou a hora de a ona beber gua.

3 thoughts on “A ona vai beber gua

  1. Realmente, chegou a hora da ONA beber gua. J imaginou se ela tivesse que beber a gua do volume morto? Felizmente as fontes de onde as ONAS esto, dispem de boas reservas de gua limpa.

  2. Se a Ona vai beber gua no sabemos, mas que grande a chance de o Leo acuar os lobos, hienas, cabritos e CIA da mesmice, isso , certamente. NA COPA DAS COPAS QUE INSTIGA A ELEIO DAS ELEIES ELEITOR EST BOCEJANDO E ANDANDO PARA A ELEIO . a captura feita pelo Blog do Josas de souza, face ltima pesquisa Datafolha, que, pela sua tica, definiu o momento eleitoral com uma multido espera de uma grande novidade, moda Eleio das Eleies, instigada pela Copa das copas, alm das candidaturas que esto postas pelos partidos. Diz o texto do Josias: A grande novidade das ltimas pesquisas eleitorais a ausncia de grandes novidades. No novo Datafolha, os pesquisados ajustaram a moldura. Mas no alteraram a paisagem. Sobe daqui, oscila dali o essencial o seguinte: h um ms, Dilma tinha 34% contra 32% de todos os seus rivais somados. Agora, h um empate: Dilma 38% X 38% rivais de Dilma. Ou seja: mesmo sob o clima da Copa, cresceu a chance de a partida ser prorrogada para o segundo turno. De resto, o que h o mesmo desejo majoritrio de que algo mude a partir de 2015. Um desejo procura de um candidato que o personifique. Mal comparando, como se o eleitor estivesse na posio do meio-campista que lanou a bola na grande rea e espera que algum craque faa o gol. E espera. E espera. E espera Na falta de algo menos pior, Dilma sobressai. O fato que, no Brasil, chegamos ao Mega, Mega-Tempo, Mega-Copa, Mega-Eleio, Mega-Unio e Mega-Soluo. Tudo a ver. E todo mundo est vendo isso, exceto a nani-oposio, esquilo, mequetrefe e sem desconfimetro, limitada ao micro e velho “quanto pior, melhor”, que, no obstante ” minoria fragmentada com complexo de maioria”, face condio de donos de siglas partidrias, ignorando que Democracia deciso de maioria, teima em tentar impor a tudo e a todos, goela abaixo, as mesmas, velhas e minsculas vaidades, ambies e interesses pessoais imediatos, fingindo no enxergar o paredo popular que est sua frente e que deseja caminhar noutro sentido, pelo novo caminho, rumo ao descortino de novos horizontes.

  3. OLHA A GALINHA DOS OVOS DE OURO A, GENTE: ARRECADAO E GASTO DE CAMPANHAS ELEITORAIS J VO ALM DA CASA DO BILHO, SEM COMPUTAR AS ESTRIPULIAS DO FAMIGERADO CAIXA DOIS, CLARO. Somados os oramentos partidrios nos 27 Estados da Federao com os gastos que comeam a ser anunciados pelas campanhas presidenciais, facilmente iro se computar custos declarados que iro superar, em muito, a marca do R$ 1 bilho. Com o atual modelo de financiamento privado de campanhas polticas, o cu parece ser mesmo o limite no jogo da caa ao eleitor. (Fonte: Brasil 247).Ta a razo maior da resistncia do velho continuismo da mesmice, em fazer a reforma poltica, posto que, entre elles, ningum da turma do velho partidarismo-elleitoral velhaco, que d as cartas e joga de mo, do bagrinho ao bagro, ensaboados, quer matar a galinha dos ovos de ouro, em prol da Meritocracial Eleitoral, que exclu o dnheiro da competio e coloca o justo merecimento de cada um em seu lugar.

Deixe um comentário para Lucas Leonel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.