A poesia de um compositor que veio de campos e montes

Zé Geraldo busca na natureza a fonte para sua inspiração

O cantor e compositor mineiro José Geraldo Juste, na letra “Canções e Flores”, trouxe belas figuras poéticas para ornamentar sua saudade e, consequentemente, a sua volta aos braços da amada.  Essa música foi gravada por Zé Geraldo no LP No Arco da Porta de Um Dia, em 1986, pela Arca.

CANÇÕES E FLORES
Zé Geraldo

De mel é o sabor das lembranças
trazidas de minhas andanças
pra enfeitar sua saudade
Eu trouxe canções e flores
e um paraíso de cores
pra pintar sua cidade

Eu venho de campos e montes
e trouxe o cantar da fonte
pra dentro de sua janela
Noites de lua cheia
meu peito incendeia
pela moça mais bela

O que me prendeu por aqui
foi seu sorriso franco
e esse doce no olhar
Eu vim pra demorar bem pouco menina
agora eu quero ficar

     (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

One thought on “A poesia de um compositor que veio de campos e montes

  1. 1) Letra bonita e significativa.

    2) Zé Geraldo, bom nome MPB.

    3) Licença: em 22 de maio de 1819 faleceu em São Gonçalo do Sapucaí, MG, a poetisa Barbara Heliodora, esposa do poeta inconfidente Alvarenga Peixoto. Após a morte do marido e as perseguições aos bens da família, ficou “louca” e andava pelas ruas declamando poesias e simulava a distribuição de suas riquezas aos pobres. Dá um filmaço !

    4) Fonte: Biblioteca Nacional, Agenda, 1993.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *