A riqueza de Qatar

Muita gente me pergunta (e não apenas por correio eletrônico) a razão dos maiores tenistas irem jogar um torneio no emirado árabe. Elementar: essa competição paga adiantado e em termos convidativos, para eles irem.

Ganham os prêmios oficiais, e os 2 primeiros do ranking, recebem no mínimo 150 mil dólares. (Por fora, parece até a luta pela preferência na compra e venda dos caças). Nadal e Federer, jogam hoje as semifinais, quase certo fazerem a final amanhã.

Briatore, se julga injustiçado, está desesperado

Depois de condenado e expulso pela justiça esportiva, foi inocentado pela justiça comum. Diz, “vou me vingar de todos, principalmente os Piquet”. Não é nada disso.

Ameaça, intimidação, chantagem. Não tem problema de dinheiro, é riquíssimo, mas perdeu o prestígio. Tem na Sardenha, um luxuoso hotel, intitulado, “Billionaire”. Funciona apenas 4 meses por ano, como o “melhor do melhor”. O verão acabou e não foi ninguém.

Já conseguiu do “saltimbanco e malabarista do relacionamento”, Bernie Eclestone, a seguinte declaração:  “Pode voltar à Fórmula 1 quando quiser, ninguém mais é condenado à morte”. Para Briatore, não chega.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *