A tragdia de So Paulo. O maior estado, a maior prefeitura, h 16 anos dominada pelo PSDB, culpa a chuva por tudo o que acontece. Comeando mais 4 anos, sempre Covas, Alckmin, Serra, novamente Alckmin.

Helio Fernandes

Governantes municipais e estaduais, no conseguem ultrapassar esse limite e se transformarem em nacionais. O ciclo peessedebista comeou em 1994, com Covas j doente, com um cncer que o mataria. Tinha sade ruim, em 1986, candidato ao Senado, sem adversrios, Covas teve que parar a campanha por causa de um enfarte. Eleito, eram s ele e FHC.

Quem era seu vice? Geraldo Alckmin. Covas quase no toma posse como governador, mas os partidos que o apoiavam eram quase todos. S ganhou no segundo turno do quase desconhecido Rossi. E precisou do apoio fundamental de Maluf, apoio coordenado pelo futuro presidente FHC, ligadssimo a Maluf.

Mesmo antes da posse, surgiu uma lista enorme de doadores de campanha, nessas listas, empreiteiras acusadas dos maiores escndalos nacionais e estaduais. Tomou posse (Alckmin de sentinela por causa da doena) com novas acusaes. Durante quase 4 anos, a Tribuna impressa denunciou empreitadas.

E o filho Zuzinha (mais tarde, exemplo para Lula), sempre envolvido. Garantiu que ia processar jornalistas da Tribuna, ficou sempre na inteno. Mas o zigue-zague de Covas continuava.

Em 1997 FHC lanou a campanha (comprada) da reeleio. Covas ficou contra. Alegao: A reeeleio vai permitir que o ocupante do cargo se reeeleja, utilizando a mquina e o dinheiro pblico. Ha!Ha!Ha!

No fizera outra coisa, e logo depois mudava de opinio, aceitando a reeeleio. Em 1998 ganhou de Dona Marta, mas perdeu para Maluf. No segundo turno, Dona Marta, seu marido Suplicy e outros fizeram uma frente antiMaluf. A ganhou, 9 milhes e 800 mil votos, contra 7 milhes e 900 mil de Maluf.

Comeou ento a insistente substituio, tendo Alckmin como segundo e construindo a carreira de vice. O que dizer se Sarney chegou a presidente com a morte do efetivo? Mas como no tomou posse em 1995, o governador de fato foi Alckmin.

Onde estava o governador eleito, Mario Covas? Nos EUA, operando um cncer na bexiga. Voltou, no se curou nunca, mas mesmo convalescente, foi empossado 15 dias depois, com Alckmin no cargo. O maior estado da Federao tinha um governador doente e um vice administrativamente desimportante.

Juntos, Covas-Alckmin no conseguiram eleger Serra, em 1996, para a maior prefeitura do pas, no chegou nem ao segundo turno. Que foi disputado por Luiza Erundina e Celso Pitta. Este apoiado abertamente por Maluf e veladamente por FHC. Covas votou e mandou votar em Luiz Erundina, perdeu feio.

Em 1998 Covas foi reeleito, a nica satisfao que deu para a mudana de convico, foi se desincompatibilizar 9 meses depois. Transferiu o cargo a Alckmin, uma farsa, ele j governava, o que garante que far agora, 12 anos depois.

Covas foi reeeleito, Alckmin ficou o tempo todo no Palcio Bandeirantes, o local estava vazio. Covas o tempo todo no hospital, fazendo quimioterapia. Isso durou at 2002, quando acabava o mandato de Covas-Alckmin. A, apesar de duas eleies (no importa se como vice ou governador de fato), Alckmin se lanou pela terceira vez. Inacreditvel.

Isso era ilegal, imoral, inconstitucional. Aproveitando a mquina e os dinheiros pblicos (royalties para Covas), Alckmin ganhava o primeiro mandato dele mesmo, embora no fizesse nada pela terceira vez. E a tragdia de hoje, era anunciada desde aquela poca. Agora, Alckmin se justifica: Vamos RETOMAR AS OBRAS. Retomar? Ento porque estavam paradas.

Apesar de invicto e virgem em administrao, Alckmin em 2006 transferiu o cargo para Serra, lembram? Duas vezes derrotado para prefeito. E o senador Waldeck Ornelas, dizia no plenrio, na presena do personagem: Serra no FILANTRPICO e sim PILANTRPICO.

Com tudo isso, mantinha a dinastia do PSDB no maior estado da Federao.

Serra no fez nada at agora, 2010, entregou o cargo a quem? Ora, ao vice e depois governador Geraldo Alckmin. Enquanto se revezavam frente do maior estado da Federao, perdiam trs vezes para presidente da Repblica. (por enquanto, duas derrotas para Serra, uma para Alckmin. Mas a tragdia ainda no terminou).

Jogam a culpa na chuva. Mas desde 1994 o maior estado do pas governado pelo PSDB. E sempre, nesses 16 anos, que garantem ir a 20, Alckmin-Serra, com Covas fazendo figurao. Lanaram apenas rodovias (que provocam a tragdia das chuvas), que chamaram e chamam de M-A-R-G-I-N-A-L, denominao biogrfica ou autobiogrfica.

No existe representatividade pelo fato de no existirem partidos, mas o povo no votou trs vezes nesses mesmos candidatos. S que no tm constrangimento, continuam se assanhando, os dois disputam a quarta candidatura presidencial entre eles.

Alckmin alega; S perdi uma vez, tenho direito a perder a segunda. Serra afirma (no esqueam do discurso, no adeus e sim at logo), nas duas vezes fui para o segundo turno.

Continuam se hostilizando diante de 40 milhes (populao do estado) ou de 13 milhes (os moradores da capital), sem direito a coisa alguma. Na mesma noite da derrota, quando abraou efusivamente Alckmin, eu disse aqui: Serra ser candidato, no sei a qu, depende da pesquisa.

***

PS- Como a eleio mais prxima a de 2012, j mandou fazer levantamento. Pode ser, 2014 muito longe, a no ser que seja presidencivel. Tanto Alckmin quanto Serra s entraro no Planalto, numa circunstncia.

PS2 Se forem vice de Dilma ou de Lula. Michel Temer no vice? Pelo menos eles tinham votos para governador, Temer para deputado e olhe l.

PS3 Continua chovendo, gente morrendo, Alckmin-Serra perdendo. S que ainda no perceberam o quanto so repudiados. E houve uma poca que So Paulo queria se separar do pas: Somos a locomotiva, carregando 21 vages vazios.

PS4 Declarao de Alckmin, ontem, escandalosa, vergonhosa, acintosa: impossvel FAZER OBRAS EM 24 HORAS. Impressionante. Na verdade, quarta vez que assume o governo de So Paulo.

PS5 E resume tudo, APENAS A 24 HORAS? No estou aqui para desmentir ningum. Mas em todos os outros 3 mandatos (dois de Covas exercidos por ele mesmo, outro ilegal mas existente, o quatro comeou agora) NO FEZ NADA MESMO. Que Repblica.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.