A viagem alucinada do sonho que invade a natureza

O compositor, poeta e letrista carioca Sergio Roberto Ferreira Varela, conhecido como Sérgio Natureza, na letra de “Interiores”, em parceria com Cristóvão Bastos, faz uma viagem alucinada, ao soltar seu pensamento pela paisagem, até conseguir despertar. A música faz parte do CD “Um pouco de mim – Sérgio Natureza e amigos”, gravado, em 2005, pelo Selo Sesc.Som.

INTERIORES

Cristóvão Bastos e Sérgio Natureza

Sentei na pedra lisa sem musgo ou capim
O mundo inteiro tinha o cheiro de jasmim
Saí de mim, fui passear pelo sem fim
Meu pensamento viajante flutuou
No voo elétrico, infantil, do beija-flor
Por um Brasil rural, sutil pintura zen
Na tela viva, líquida, que estranha cor
Que o lago refletia essa paisagem

Ali fiquei, corpo em tensão
Mas libertei meu eu da prisão
Passei a tarde com tamanha liberdade
Que nem sei se foi verdade ou fantasia
Mas foi bom

O que me importa é que a porta
Se entreabriu
Meu coração tão oprimido reagiu
A reação num raio tênue de intuição
Bálsamo bento bem no centro da aflição

Tão de repente a certeza de que ali
A Natureza percebeu que eu percebi
Juntou-se o nada,
A água, a terra, o fogo e o ar
E eu consegui, por puro instinto
Despertar

                (Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *