A viola enluarada dos irmãos Valle jamais será esquecida

O cantor, instrumentista, arranjador e compositor carioca Marcos Kostenbader Valle e seu irmão Paulo Sérgio retratam na letra de “Viola Enluarada” um protesto contra a ditadura militar vigente no Brasil desde 1964. A música foi gravada por Marcos Valle no Lp “Viola Enluarada”, em 1967, pela Odeon.

 Paulo Sérgio e Marcos

VIOLA ENLUARADA
Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle
A mão que toca um violão
Se for preciso faz a guerra,
Mata o mundo, fere a terra.
A voz que canta uma canção
Se for preciso canta um hino,
Louva à morte.
Viola em noite enluarada
No sertão é como espada,
Esperança de vingança.
O mesmo pé que dança um samba
Se preciso vai à luta,
Capoeira.
Quem tem de noite a companheira
Sabe que a paz é passageira,
Prá defende-la se levanta
E grita: Eu vou!
Mão, violão, canção e espada
E viola enluarada
Pelo campo e cidade,
Porta bandeira, capoeira,
Desfilando vão cantando
Liberdade.
Quem tem de noite a companheira
Sabe que a paz épassageira,
Prá defende-la se levanta
E grita: Eu vou!
Porta bandeira, capoeira,
Desfilando vão cantando
Liberdade.
Liberdade, liberdade, liberdade…
(Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “A viola enluarada dos irmãos Valle jamais será esquecida

  1. Com maestria eles conseguiram produzir versos líricos com nuances de protesto driblando os truculentos censores da época, que não deixavam passar nada mas que não conseguiram embargar esta obra-prima que também foi interpretada, brilhantemente, por Milton Nascimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *