A anistia das dívidas dos clubes, que hoje são balcões de negócios

Tostão (O Tempo)

Para aproveitar a festa da Copa, o governo, brevemente, vai anistiar todas as dívidas dos clubes, com as alegações de que são de interesse social, que não visam lucros e que vão quebrar, segundos os dirigentes, se não houver o perdão. Justificam ainda que haverá contrapartida, com investimentos em projetos sociais e na formação de atletas olímpicos. Tudo balela! Essa mamata afronta o cidadão.

Os clubes, que arrecadam hoje muito mais que antes, são balcões de negócios, rodeados de dezenas de interesses, alguns escusos. Com a anistia, vão aumentar ainda mais os gastos, até oficializarem mais um calote.

 RÉVER E DEDÉ
Parece que Réver ganhou a disputa com Dedé para ser o quarto zagueiro convocado para a Copa das Confederações. Os outros três serão David Luiz, Thiago Silva e Dante. Dedé jogou mal. Mesmo sem, novamente, atuar bem, Ronaldinho deve ser chamado, já que Kaká não foi bem contra a Rússia e continua na reserva no Real Madri. Não será tanta surpresa se Felipão não convocar nenhum dos dois. Oscar, Lucas e Neymar precisam jogar para evoluir. Imagino que Ronaldinho só será chamado se for para ser titular.A propaganda é de que os novos estádios construídos para a Copa terão o mesmo nível dos melhores gramados da Europa. Houve muitas reclamações dos jogadores. Uma das condições essenciais para melhorar o futebol brasileiro é ter ótimos gramados.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “A anistia das dívidas dos clubes, que hoje são balcões de negócios

  1. Mestre Tostão. Não creio que a comissão técnica da seleção brasileira irá insistir no erro grotesco, crasso mesmo, de chamar novamente o Ronaldinho. Felipão e Parreira são homens inteligentes e competentes. São campeões do mundo. Têm um nome profissional a zelar. Chamar Ronaldinho para seleção é de uma burrice oceânica, já que há muito tempo não joga nada, mormente na seleção, e Dunga foi o primeiro a ver isto ao não convocá-lo para a última copa. Ronaldinho, também conhecido como “firuleiro improdutivo”, é um grande perdedor. Perdeu a copa de 2006, a medalha de ouro olimpíca de 2008 e vai perder o campeonato mineiro para o Cruzeiro. Chega desse enganador!!!

  2. Tostão, me ajude.
    Dizem que na Lei Pelé está previsto que os dirigentes responsáveis pelas contas das suas gestões responderão com seus bens pelos estragos causados aos clubes que dirigiram. Isto é verdadeiro? Se é, por que nada sabemos a este respeito? E se não é, por que não fazer disto uma lei para ser efetivamente cumprida? No dia em que os presidentes de clubes e TODAS AS SUAS DIRETORIAS forem obrigados a se responsabilizar pelas falcatruas e roubalheiras que cometem, aí sim!, teremos justiça. O que está, como está, representa uma afronta a todos nós. Perdoar bandidos? Mas que país é este, Francelino?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *