ABI processa Bolsonaro por expor jornalistas ao risco de contraírem coronavírus

Paulo Jerônimo aponta dois crimes cometidos por Jair Bolsonaro

Carlos Maia 

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI), ingressou com notícia-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente Jair Bolsonaro, sob argumento de que o chefe do governo cometeu “mais um crime” ao romper o isolamento e reunir jornalistas, após supostamente ter sido contaminado pelo coronavírus.

O Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal emitiu comunicado pedindo que veículos de comunicação suspendam a cobertura presencial no Palácio do Planalto

DIZ A ABI – Em nota, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), afirma: “Mesmo informado de que estava infectado com o Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro continua agindo de forma criminosa e pondo em risco a vida de outras pessoas. Nesta terça-feira, rompendo o isolamento recomendado pelos médicos, recebeu jornalistas de veículos que considera alinhados com suas políticas para informar pessoalmente que está contaminado com o coronavírus. Na ocasião, o presidente esteve próximo dos jornalistas e chegou a retirar a máscara.

Segundo a entidade, Bolsonaro infringiu o Código Penal, em seu artigo 131, que diz: “Praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio. Pena: reclusão, de um a quatro anos, e multa.”

OUTRO ARTIGO – A nota da ABI assinala que Bolsonaro infringiu também o artigo 132 do mesmo código, que prevê pena de detenção de três meses a um ano para quem expuser “a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”. E acrescenta:

“Não é possível que o país assista sem reação a sucessivos comportamentos que vão além da irresponsabilidade e configuram claros crimes contra a saúde pública. Diante dessa situação, a ABI está entrando com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente”, afirma o jornalista Paulo Jerônimo de Sousa, presidente da ABI.

10 thoughts on “ABI processa Bolsonaro por expor jornalistas ao risco de contraírem coronavírus

    • Cerceamento de imprensa e nem ameaça e interrupção do trabalho dos jornalistas ocorriam nos Governos Lula e Dilma.
      Aliás, Dilma sempre recebendo e respondendo a Imprensa. Às vezes impaciente. Mas nunca ofendendo ou ameaçando – o que mais faz Bolsonaro além de fugir das perguntas quando incomoda ou é emparedado.

  1. Paulo Jeronimo de Sousa ( Page ) – Presidente da ABI – esta grande entidade federativa para o Brasil, sempre em defesa dos Jornalistas e da Imprensa Brasileira, a ABI defende a Liberdade de Imprensa, Opinião, Expressão e a Democracia no Brasil, a ABI foi fundada em 1908 e tem 112 anos de fundação, a ABI foi a primeira entidade no Brasil a Emiti a Carteira de Jornalista da ABI no Brasil, Obs. a Carteira de Jornalista da ABI ( Identidade de Jornalista ) – Reconhecida pela Lei federal N. 5.250 de 09 / 02 / 1967 – a lei da Imprensa no Brasil – está e a ABI no Brasil e tem o site -www.abi.org.br

  2. Obs. Foi lançado agora em 2020 a campanha de ajuda a ABI – com o apoio do grande jornalista internacional Jorge Pontual ( Filiado a ABI ) – Grupo Globo – e vamos Apoiar, apoiando ABI estamos apoiando a Democracia no Brasil – 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *