Acredite se quiser. Os especialistas internacionais acham que a corrupção no Brasil não está aumentando e permanece como antes.

Carlos Newton

Era só o que faltava. Os casos de corrupção se multiplicam, é fato público e notório, documentado fartamente pela imprensa mundial. Portanto, o Brasil deveria estar em alta no campeonato mundial dessa modalidade administrativa. Mas não foi o que aconteceu.

Após três anos de ascensão contínua, o Brasil caiu no ranking da Transparência Internacional que mede a percepção de corrupção em 183 países. No ano passado, o Brasil ocupava a 69ª posição. Aparece agora em 73º lugar, atrás de Gana, Namíbia, Botsuana e Ruanda, por exemplo, para citar apenas os africanos. Na América do Sul, está muito atrás do Chile, que ocupa a 22ª posição, e do Uruguai (25º).

A explicação é de que a mudança de posição no ranking, porém, não representa um aumento da percepção de corrupção no país. A nota atribuída ao Brasil ficou praticamente estável, era de 3,7 em 2010 e está agora em 3,8, numa escala que vai de 0 (muito corrupto) a 10 (nada corrupto).

O que aconteceu é que entraram novos países no ranking, como Santa Lúcia, Bahamas e São Vicente e Granadinas, que aparecem na frente do Brasil. Cuba, que empatara com o Brasil em 2010, melhorou e está agora na 61ª posição.

O ranking de países menos corruptos é liderado pela Nova Zelândia, seguida de Dinamarca e Finlândia. No fim da lista estão empatados Somália e Coreia do Norte, que aparece pela primeira vez no estudo.

Bem, de qualquer forma, espera-se que no próximo ano os especialistas prestem mais atenção ao Brasil e o coloquem na posição devida, em função do desempenho de nossos três apodrecidos Poderes, os quais ninguém sabe qual é o mais corrupto, sejamos francos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

4 thoughts on “Acredite se quiser. Os especialistas internacionais acham que a corrupção no Brasil não está aumentando e permanece como antes.

  1. Pingback: Acredite se quiser. Os especialistas internacionais acham que a … - Jornal do Brasil

  2. Pingback: Acredite se quiser. Os especialistas internacionais acham que a … « Veja, Brasil

  3. A que ponto chegamos … O que é que está faltando mais?
    Na próxima pesquisa (não duvidemos!!!) surgirá “O Mercado de Congressistas”, com os respectivos preços. Deputado simples: custa tanto. Deputado que garante cinco votos: custa tanto. Uma bancada inteira: custa tanto. Na verdade, isso já existe, mas os preços passarão a ser divulgados nos jornais e nas redes de tv.
    “Este senador aqui” … ” quer cinco milhões!!!” … “garante obras superfaturadas maravilhosas em três estados”.
    “Este outro senador aqui” … ” garante obras superfaturadas, e parcela tudo em dez vezes, mas só até o fim do mês!!!”
    “Este ministro aqui” … “garante diretorias no Banco do Brasil, na CEF e no BNDES, mas quer 15% de tudo que for roubado!!!”
    “Este outro aqui” … ” garante liberação de recursos do BNDES em tempo recorde!!! Mesmo sem projeto algum!!!”
    Já estamos quase chegando a este “nível” … !!!

  4. Pingback: Acredite se quiser. Os especialistas internacionais acham que a … | Veja, Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *