Adeus, Bahia

Governador eleito em 2002, Paulo Souto era favoritíssimo para a reeeleição. Perdeu para Jacques Wagner (das melhores figuras do PT), que nem acreditava na vitória, só não queria dar a vez a algum correligionário-adversário. Ganhou.

Agora, o favorito é Wagner, no Poder, mas quem será o governador? Paulo Souto. Geddel, que já disse horrores de Lula, deixará o ministério em 31 de março, a partir de janeiro de 2011, estará desempregado.

Mão Santa, decapitado pelo
PT nacional e o PMDB estadual

Em julho de 2008, fazendo análise da sucessão em vários estados, registrei: “Mão Santa, que já governou o Piauí e é senador destacado, não terá legenda para voltar ao Senado”. E concluí: “Foi o acordo feito entre o PT e o PMDB, sacrificando excelente representante”.

1 ano depois, tudo se confirmou, Mão Santa teve que ir para uma legenda mínima. Mas não festejem antes do tempo. Os votos são do Mão Santa e não do PMDB.

Um exemplo irrefutável: Garotinho foi candidato a presidente pelo PSB, (que ninguém conhecia) teve 15 milhões de votos. E Garotinho não é nenhum Mão Santa.

Aécio-José Alencar-Itamar Franco

Se os três forem candidatos ao Senado, luta duríssima e rigorosamente imprevisível. O atual vice, pela resistência contra o câncer, pela grandeza exibida, pela repercussão que teve junto à coletividade, não deve perder. Pela doença, pela idade, fica muito bem concorrendo.

Itamar Franco, com opulenta biografia, basta esta duas lembranças. 1 – Senador em 1974, pelo MDB, foi reeleito em 1982 pelo mesmo partido, só que já era PMDB. 2- Senador, governador, presidente, embaixador, jamais foi acusado da “mais mínima” irregularidade. Podem até combatê-lo, mas não acusá-lo.

Aécio terá que esperar. Pode até ser favorito sem ser candidato. E senador não é “o seu sonho de consumo”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *