Adivinhe quem está mentindo: Marcelo Calero ou Geddel Vieira Lima?

Resultado de imagem para CALERO E GEDDEL

Não parece muito difícil saber quem está mentindo

Celso Serra

Palavras de Marcelo Calero ao se demitir do Ministério Da Cultura: “Não tenho nada a temer. Não tenho rabo preso, não sou metido em maracutaia, sou um cidadão de classe média, servidor público, diplomata de carreira, assalariado, não tenho nada a esconder. Nunca agi errado, nunca roubei. Sou um cidadão normal”.

O Globo publicou que o baiano Geddel Vieira Lima foi “ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal , ex-ministro e ex-deputado federal (PMDB-BA) teria usado sua influência política para atuar em favor de interesses da construtora OAS dentro do banco público e também na Secretaria de Aviação Civil e junto à prefeitura de Salvador”. Como se percebe, o distinto é PHD de safadezas.

Assim, não é difícil concluir que Marcelo Calero foi vítima de uma “baianada”, que, segundo o dicionário do Aurélio, significa “ação desleal, suja; sujeira, patifaria”, com todo respeito ao grande povo da Bahia, que teve a lucidez de não eleger Geddel Vieira Lima para governador ou senador. Como diz o ditado, “baiano burro garanto que nasce morto”.

###
DEMITIR GEDDEL SERIA A LIBERTAÇÃO DE TEMER

Roberto Nascimento

Se o ministro Calero não sai, seria saído pelo grupo dos quatro. Ali, um protege o outro e ao mesmo tempo se digladiam pelo Poder. Infelizmente, o presidente está refém dos próprios amigos. Lembro muito bem do grupo dos quatro na China, que se formou após a morte de Mao Tsé Tung. Foram defenestrados do Poder pelo Partido Comunista Chinês pela alta periculosidade em relação aos interesses da nação.

Tirar Geddel seria um ato de coragem de Temer e serviria para libertá-lo dos grilhões da cúpula do PMDB. Sobrariam Eliseu Padilha e Moreira Franco para decidir por ele. Romero Jucá, que agora é líder do governo, e Henrique Alves não tinham condições de continuar.

SIMILARIDADE – Temer precisa fazer a diferença em relação a Dilma. No entanto, os fatos teimam em decretar a similaridade entre os dois governos. A gestão econômica mudou com Meirelles, mas apenas na retórica, pois a recessão só vem aumentando. E na política propriamente dita os escândalos se sucedem em cascata.

A pauta da Operação Abafa na Câmara e no Senado tem tudo para transformar o Brasil numa versão liberal da Venezuela de Chaves e de Maduro. O Legislativo em frangalhos perante a opinião pública, aprovando pautas de interesse dos parlamentares e das empreiteiras, tais como Acordos de Leniência, Abuso de Autoridade, e Anistia do Caixa Dois. Nos últimos dias lançaram também o Amordaçamento do Judiciário, com o fim das transmissões da TV Justiça e a proibição de escuta telefônica por mais de 15 dias.

DESMORALIZAÇÃO – Por falar em Judiciário, o Congresso, via Renan Calheiros, imprime uma dura campanha de intimidação e desmoralização da Justiça, agora incrementada pela denúncia dos supersalários acima do teto constitucional, mas o próprio Legislativo também será alvejado.

Infelizmente, a Lava Jato caminha para sua derrocada, assim como ocorreu na Itália de Berlusconi. Os métodos são os mesmos que acabaram com a operação Mãos Limpas. Na Itália como no Brasil, “nada se cria, tudo se copia”, já dizia o Chacrinha.

9 thoughts on “Adivinhe quem está mentindo: Marcelo Calero ou Geddel Vieira Lima?

    • A pergunta é o pessoal da tribuna já protocolou o pedido de Impeachment de Temer ?!??

      Micheque Temer cometeu crime de responsabilidade ao não exonerar o Geddel.

      Portanto IMPEACHMENT nele !!!

      FORA Trem Sem Medo !!!

  1. Já estão completando 1.880 páginas de TI que passadas numa peneira mais de 90% dos artigos só tratam de canalhices, de centenas ou milhares de canalhas, vigaristas, escândalos, falcatruas, incompetência,…….

  2. Repito sentença do autor: “Infelizmente, o presidente está refém dos próprios amigos.”
    Sou eu agora: não está mesmo! É ele o presidente, é ele quem tem a faca e o queijo na mão. Se tivesse a coragem e a determinação de um líder de verdade, claro que ele jogava a coisa no ventilador e mostrava quem era quem. Mas não o faz, seja pela idade avançada, seja por pusilanimidade própria da sua natureza – talvez por cumplicidade, quem sabe. É isso que temos como presidente. Para conforto nosso, melhor ele a um Kim Jong-un.

  3. Tudo a ver com o “balança” mas não cai…

    Tantos tremores já deixam o presidente numa coleira bem apertada, correndo o risco de ser defenestrado a qualquer momento do palácio….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *