Aécio desarma Serra com o lance das prévias partidárias

Pedro do Coutto
Em sua coluna no Globo, edição de terça-feira 20, o jornalista Merval Pereira revelou que o senador Aécio Neves, pré-candidato à presidência da República, aceita a realização de prévias partidárias para a escolha definitiva do nome que vai disputar pelo PSDB. Como lance político a iniciativa é importante sobretudo na medida em que inevitavelmente se reveste da característica de um desafio a José Serra que vem lutando por conseguir um espaço capaz de habilitá-lo às urnas de 2014.
Uma espécie de lance de dados, a cartada retira qualquer argumento de Serra de que estaria sendo sabotado ou bloqueado entre os tucanos, levando-se em consideração que o presidente da legenda é justamente Aécio Neves. Abrindo a  perspectiva de uma eleição interna pelo voto direto dos filiados, o senador mineiro restringe o espaço alternativo daquele que, de fato, é o seu principal opositor dentro da legenda e fora dela. Fora da legenda porque, nos últimos dias, vem buscando entendimento com o presidente do PPS, Roberto Freire, para que possa disputar a sucessão de Dilma Rousseff, independentemente do caminho que o destino reservar ao ex-governador mineiro.
Isso de um lado. De outro, ao condicionar a escolha do candidato do partido às prévias, Aécio Neves transfere a José Serra a responsabilidade de uma provável ruptura com o PSDB. Havendo prévias, e também a saída de Serra, esta seria caracterizada por sua condição de minoria contra a qual voltaria seu inconformismo. Serra passaria a ser o responsável por cisão que inviabilizaria qualquer candidatura tucana pela divisão decorrente de forças. Além do mais isolaria Serra, na medida em que o exporia à posição de dissidente e não de previamente excluído das cogitações partidárias. E tanto não se encontrava excluído que lhe foi aberta a perspectiva de disputar a indicação final do nome dentro dos quadros do PSDB.
O TEMPO VOA
Seria mais um argumento contra Serra, que se uniria a já ter disputado a presidência da República por duas vezes e no ano passado ter sido derrotado por Fernando Haddad na disputa pela Prefeitura da cidade de São Paulo. Serra ficaria, com as prévias, sem argumento capaz de justificar sua transferência para o PPS. E, no caso de recuar as prévias se consumar a transferência, contribuiria inclusive para abalar sua imagem política. E, na hipótese de se transferir, não dispõe de muito tempo pela frente. Tem que se decidir até 5 de outubro, um ano antes das eleições de 2014. E o tempo voa.
Uma outra hipótese, ainda de efeito mais negativo: disputaria as preliminares e, batido por Aécio, aí então ingressaria às pressas no PPS. Teria perdido a chance pelo PSDB e não teria encontrado perspectiva viável pelo PPS. Esta legenda, para a opinião pública, passaria a representar a última condução disponível no início da madrugada. Serra, com a jogada de Aécio, ficou praticamente sem escolha.

Escolha difícil também terá que ser feita pelo governador Eduardo Campos. Deixar o governo de Pernambuco em abril para concorrer ao Planalto? Muito arriscado. Mais prudente transferir para 2018 seu impulso no rumo de Brasília. Sobretudo porque o PSB integra o governo Dilma Rousseff. E, mesmo com os acenos de Lula, não é provável que possa substituir Michel Temer como candidato a vice-presidente. O PMDB possui uma estrutura partidária muito maior e um poder de acrescentar votos bem mais amplo do que a legenda do PSB.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Aécio desarma Serra com o lance das prévias partidárias

  1. Pedro,
    Pelo jeito ninguém gosta do Serra! Tá na hora de alguém dar um espelho pra ele! E pode ser um espelho lá da Zé Paulino, mesmo!
    O homem é feio, antipático, sem mensagem, prepotente, cheio de manha, ligado nos esquemões partidários, não faz oposição, etc..
    A rapaziada que esta nas ruas não quer gente assim!
    O próprio Dr. Ulisses, mesmo com o serviço que prestou à democracia, candidato a Presidente foi um fiasco.
    A hora do Serra já passou. Ele cansou. Nem a turma do partido dele o suporta!
    Espelho nele!
    SDS
    Vitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *