Acio e Alckmin: unio s nas fotos

Julia Duailibi
Estado

Os candidatos tucanos Acio Neves e Geraldo Alckmin cumprem agendas eleitorais juntos, posam para fotos sorrindo, trocam elogios mtuos, mas nos bastidores a relao no essa maravilha. Preocupado com a sua reeleio, Alckmin adotou medidas que foram na contramo do que queria o presidencivel do PSDB.

O governador paulista fechou coligao com o PSB no Estado, dando o cargo de vice para o presidente estadual do partido, Marcio Frana. A aliana se traduziu em palanque no maior colgio eleitoral do Pas para um dos adversrios de Acio, Eduardo Campos. Alckmin tambm atropelou as negociaes do PSDB para dar a vaga ao Senado em sua chapa para Jos Serra e a negociou com o PSD, de Gilberto Kassab.

Aliados de Acio achavam essa negociao pssima para o presidencivel: o tempo de TV do candidato ao Senado poderia ser usado a favor de Dilma Rousseff, j que o ex-prefeito apoia a reeleio da petista. A contragosto de Acio, Alckmin tentou ainda resolver a sua vida defendendo Serra como vice do presidencivel assim teria a vaga do Senado livre para negociar com outros partidos.

No conseguiu porque Acio segurou no brao a articulao.

COM EDUARDO CAMPOS

Desde que comeou a eleio, a equipe de Alckmin conversa com integrantes da equipe de Campos para definir estratgias comuns no Estado. E agora comeam a pipocar pelo interior paulista fotos e propaganda dessa parceria entre o governador e o presidencivel do PSB.

Hoje, no QG de Acio em So Paulo, a orientao era criar comits pelo interior paulista para fazer frente a essa parceria Alckmin-Campos. Os tucanos tinham em mente quatro principais cidades: Campinas, Marlia, Limeira e So Jos do Rio Preto, que so governadas pelo PSB e que estimulam a dobradinha.

Por trs desses desencontros entre os dois tucanos, esto as perspectivas eleitorais de longo prazo. Alckmin candidato a presidente em 2018 e sabe que o caminho s ser possvel ou pelo menos mais fcil com a derrota de Acio em 2014.

Mais ou menos o mesmo raciocnio que o mineiro fez em 2010, quando Serra era candidato a presidente e perdeu a eleio em Minas, onde no contou com a ajuda do correligionrio.

IMAGEM DE UNIDADE

Acio sabe disso e tenta se blindar da melhor maneira possvel. Tanto que convidou um paulista, o senador Aloysio Nunes Ferreira, para ser vice na sua chapa. Oficialmente, at o final da campanha, a imagem vendida para o pblico ser de unidade, como na caminhada do sbado em MBoi Mirim, quando os dois com o mesmo figurino, camisa social de mangas arregaadas, tentavam reforar o clima de unio. Alckmin foi escalado para a agendas de Acio em So Paulo e ir participar de todas elas. Nos bastidores, porm, a distncia ser cada vez maior at 2018.

4 thoughts on “Acio e Alckmin: unio s nas fotos

  1. No publica no devido lugar, vai aqui mesmo!

    Durante 30, 35 anos o trabalhador, aquele que trabalha, forma um peclio considervel. Na hora de aposentar o valor base sera a mdia dos ltimos ganhos que vai resultar num valor bem menor do que o integral, que privilgio de alguns.
    Com o valor mdio, j reduzido vem os fdps e aplicam mais uma trolha, o fator previdencirio re-reduzindo o valor em uns 30% .
    O valor recebido vem escorchado com mais descontos e ainda temos de pagar 30/40% de indiretos.
    Na esperana de uns trocados a mais, apela-se para o cassino da cef onde, 18% vai para a SEGURIDADE social, 13,8% para imposto de renda ou, mais SEGURIDADE social e, caso faa um bolo, s para apertar alguns comandos cobrado mais 39%, 39%, 39%, tanta safadeza, so tantos parasitas que, no temos que pagar o pato.

  2. A toda ao corresponde a uma reao, igual ou em sentido contrrio. Acio no entrou com todas as suas foras nas candidaturas presidenciais de Serra e de Alckmim, as quais ambos perderam. Ento, agora paga o preo da traio. Lembro do clssico do cancioneiro popular: “…voc pagou com traio, a quem sempre lhe deu a mo…”.

    Algum poderia pensar que os dois perdedores agiriam de maneira diferente? Quem bate esquece, contudo, quem apanha jamais.

    A diviso da oposio entre aspas favorece a candidatura governista. A poltica semelhante a um time de futebol, no qual para vencer preciso a unio de todos, assim como: ‘um por todos e todos por um”.

    Por exemplo: O Brasil perdeu a COPA de 2014, (l vem a depresso ps- COPA de novo) pela falta de conjunto e por excesso de individualismo. O tcnico apostou em um gnio somente, mas e os outros dez jogadores? Na poltica tambm preciso deixar de lado o individualismo e a aposta na carreira pessoal em detrimento da vitria do candidato escolhido pelo Partido Poltico. Operar em dissonncia a esses ditames, significa perder a oportunidade de empalmar o poder central.

    Entretanto, os pgmeus da poltica insiste no erro fatal. Depois reclamam da vida e da deciso do povo nas urnas.

  3. Acio, o deslumbrado.
    Alckmin, o recalcado.
    Campos, o que acha que , mas no .
    Dilma, a perdida no espao e no tempo.

    LULA, O VENTRLOQUO DE SI MESMO.

    Resumindo, ns eleitores, estamos literalmente f….s.

  4. O Vampiro Brasileiro no gosta de nenhum dos dois.
    Por isso Vampiro est “mandando” a podrido do pudim do aeroporto l das Catacumbas da Moca….
    Espero e toro para que o Vampiro “envie ” mais noticias podres do Partdio Franco-Tucano-Suio para seu jornal predileto.
    O mundo inteiro sabe que os frias jamais abandonariam seu hospedeiro.

Deixe um comentário para Jose Sem Patrocinio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.