Aécio Neves sinaliza a aliados que pretende se candidatar a deputado federal

Resultado de imagem para alckmin

Alckmin acha que Aécio devia abandonar a política

Cristiane Jungblut
O Globo

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) sinalizou a parlamentares mineiros que vai concorrer a deputado federal nas eleições de outubro. Segundo aliados, o tucano concluiu que não há condições políticas para tentar obter nas urnas um novo mandato ao Senado. Apesar de aparecer em segundo nas pesquisas, o senador teria um índice de rejeição elevado, o que, na avaliação dos tucanos de Minas, inviabilizaria sua candidatura. Aécio é réu em uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura os crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça no episódio do repasse de R$ 2 milhões de Joesley Batista. Ele também é investigado no Supremo em inquéritos derivados da Operação Lava-Jato.

Oficialmente, a assessoria do tucano afirma que ele ainda não se manifestou sobre seu futuro político. Parlamentares do PSDB de Minas ouvidos em caráter reservado pelo GLOBO, dizem, no entanto, que Aécio, além de pensar na disputa da Câmara, tem refletido inclusive sobre a hipótese de deixar a política e não ser candidato.

PRAZO FATAL – A convenção do PSDB de Minas Gerais será dia 28 de julho. O presidente do diretório mineiro, deputado Domingos Sávio, afirma que os tucanos esperam um pronunciamento formal de Aécio até lá.

— A posição que o senador Aécio tomar será respeitada. Essa dúvida sobre o destino dele (Senado ou Câmara) toma conta de todos nós, mas ele irá responder sobre isso até o dia da convenção — diz Sávio.

Os tucanos mineiros relembram que a candidatura de Aécio ao Senado começou a naufragar na negociação da cúpula do PSDB que tornou o senador Antonio Anastasia o candidato do partido ao governo de Minas Gerais. Ex-governador mineiro sucedendo o próprio Aécio no cargo, Anastasia, que foi vice do tucano, teria incluído como condição para disputar o Palácio da Liberdade o veto do partido à reeleição do ex-companheiro de governo ao Senado.

ALTERNATIVAS – Nas conversas com tucanos de sua confiança, Aécio tem debatido a possibilidade de seguir dois caminhos: a candidatura a deputado e a desistência de disputar as eleições. A segunda opção, segundo os tucanos, agrada a própria família de Aécio, que pressionaria o tucano a deixar a política. Concorrer à cadeira na Câmara é considerado uma saída atrativa para Aécio porque ele manteria, caso eleito, as prerrogativas parlamentares que lhe asseguram tratamento especial nos casos em que é investigado.

O acerto em torno da candidatura de Anastasia contou com o aval do presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, que já confidenciou a aliados não querer “carregar” Aécio numa campanha a presidente. Alckmin é o pré-candidato do PSDB à Presidência e deve ter seu nome oficializado em convenção, no próximo dia 4 de agosto.

ALCKMIN OPINA – Em abril, pouco depois de o STF tornar Aécio réu, Alckmin afirmou afirmou que seria “ideal” para o partido que Aécio não fosse candidato ao Senado. O tucano argumentou que o veto a Aécio seria uma forma de demonstrar que o PSDB lidaria de forma diferente que o PT com as denúncias de irregularidades praticadas por seus filiados.

— Claro que o ideal é que não seja candidato, é evidente — afirmou Alckmin, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Para o PSDB mineiro, a prioridade é eleger Antonio Anastasia governador. Neste contexto, o partido poderá usar a vaga na chapa que seria de Aécio para atrair partidos que possam engrossar a aliança em torno do tucano. O PSD, por exemplo, indicou o deputado Marcos Montes (MG) como potencial vice de Anastasia.

32 thoughts on “Aécio Neves sinaliza a aliados que pretende se candidatar a deputado federal

  1. Sinceramente, mas aqueles que votarão em Aécio e Dilma, pois ambos serão candidatos no mesmo Estado, MG, precisam ser chamados à atenção!

    Nesses dois casos não se trata de democracia, mas de desprezo ao país e povo!!!

    Pelo amor de Deus, Minas deverá ter outras opções eleitorais do que esses dois ladrões, dois meliantes, dois traidores desta nação roubada e explorada pelos tucanos e quadrilha petista!!!

    Se forem eleitos, consertar esse país será muito difícil, praticamente impossível com uma população tão alienada e irresponsável como serão os eleitores desses dois bandidos!

    • Amigo Bendl

      Já foi o tempo que mineiro não fazia merda! Com dois candidatos assim, é pura desfaçatez com a política.

      Quero repetir. Votar não pode ser para qualquer sujeito! Tem de ser algo que responsabilize o eleitor.

      Não que estejamos melhor aqui no nosso estado!

      Abraço e saúde.
      Fallavena

        • Amigo Alex Cardoso
          Sinceramente, acho que és um gozador, provocador
          Acho eu que, até pelo sobrenome, és parente de FHC.
          Tuas provocações beiram absurdos, mas respeitaria se realmente fosse tua opinião.
          Abraço e saúde.
          Fallavena

          • O melhor combate ao pilantra Alex Cardoso é isolá-lo. Sem comentários o meliante desaparece rapidamente.

          • Caro Fallavena,

            Não são apenas opiniões, convicções, apartada da realidade, de quem observa o mundo, do alto de dogmas conservadores ou de radicalismos estéreis, a esquerda ou direita, mas uma construção, que reconhece o povo como sujeito de sua história, que luta pela própria sobrevivência, em um mundo injusto e desigual.

            saúde e paz

    • Com o povo idiota, Dilma vai deixar Minas na merda-lama. Culpa do Renan que ajeitou o impeachment para ela continuar com direitos politicos. Nói sofre.

  2. Eu faço fé nos mineiros; eles não votarão na anta.
    O Alckmin não deveria estar preocupado em carregar o “mala” do Aécio, pois como diz o dito popular, “para baixo todo santo ajuda”.

  3. Também acho Alckmim. O que ele quer mais? Só me resta lamentar a m….a que ele fez,sem precisão alguma. Nasceu rico, familia importante. Lamento muito mesmoi

  4. Com candidatos assim, partidos como os que temos e olhando o voto da maioria, qualquer sujeito com meio cérebro começa a pensar em não apenas anular ou votar em branco, mas em usar para outras coisas.

    E alguns crentes e idealistas deram a vida pela democracia.

    Opa, não estou falando dos bandidos, ladrões e aqueles que diziam estar defendendo a democracia.

    Qual a saída? Muitos estão indo embora. Outros pensando se pagam impostos ou sonegam. As opções não são muitas.

    Fallavena

  5. Fico me lembrando de Milton Campos, Gustavo Capanema, Afonso Arinos de Melo Franco, J K e outros e outros daqueles tempos. Que diferença . . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *