Afinal, por que Tiririca desistiu da Prefeitura de São Paulo?

Carlos Newton

Como diz seu slogan eleitoral, Tiririca sabe que, com ele,  “pior não fica”. Se fosse candidato a prefeito de São Paulo, tinha poucas chances de ser eleito, mas quem sabe o que aconteceria? O eleitorado está tão descrente dos políticos profissionais que poderia até votar nele, como forma de protesto. É uma possibilidade meio remota, mas que não deve ser descartada.

Seu nome tinha sido apontado pelo PR como pré-candidato, em uma tentativa de valorizar o partido e pressionar a presidente Dilma Rousseff a devolver à legenda o comando da pasta dos Transportes, uma das maiores máquinas caça-níqueis do governo.

Mas a estratégia não funcionou e Tiririca, que nunca mais foi procurado pelos correligionários para tratar do tema, disse ao repórter Eduardo Bresciani, do Estadão, que desistiu de disputar a prefeitura de São Paulo.

“Mal comecei a campanha e já acabou. Eu não estou preparado para isso e no partido não me falaram mais nada sobre essa candidatura. Disseram que iam fazer pesquisa e não me procuraram mais. Então eu não vou ficar alimentando isso. Estou fora”, afirmou o deputado federal.

Abandonado por sua legenda, Tiririca decidiu deixar de fazer parte do jogo do PR. Disse que vai focar sua atenção em projetos que apresentou na defesa de artistas de circo. “Quero mostrar que um palhaço pode fazer coisa séria”.

Como a política hoje é um a piada, Tiririca deveria ser levado mais a sério.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *