Agnaldo Timóteo reclama do tratamento dado pela Organização Globo às notícias sobre a prisão de Aniz Abrão David.

O vereador de São Paulo e cantor Agnaldo Timóteo enviou correspondência à Organização Globo e ao diretor de jornalismo da Rede Globo, reclamando a respeito da cobertura dada à prisão do bicheiro Aniz Abraão David, presidente da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis. O texto é o seguinte, na íntegra:

Senhor Presidente do Complexo Globo de Comunicação e brilhante Diretor de Jornalismo.

A REDE GLOBO DE TELEVISÃO, nas ultimas quatro décadas, tem sido a grande beneficiaria da força dos ex-bicheiros, hoje, empresários vitoriosos.
Essa pergunta não pode calar:

– Por que este portentado mundial, permite que os referidos empresários, milionários, sejam bombardeados pelas ambições políticas do Beltrame e da Marta?

Alguma dúvida que todos os impostos não recolhidos pelos ex-bicheiros, hoje empresários vitoriosos, repito, tiveram destinação social? Inclusive, dando condições de vida aos ex-apenados?

O que é isto Dr. José Roberto?

O que é isto meu diretor Schroder?

Por que tamanha omissão? Por que tanta covardia dentro de um regime democrático?

Que mal o Anísio e seus colegas, fizeram ao Rio de Janeiro para merecerem tamanho exibicionismo.

O apartamento comprado ao saudoso Dr. Roberto Marinho teria sido pago com dinheiro sujo? O que é isso, ilustres comandantes?

SOCORRO!

Com respeito, mas indignado.

AGNALDO TIMÓTEO
Cantor e Vereador

###

NOTA DE REDAÇÃO – Timóteo, infelizmente, dirigiu a mensagem a José Roberto Marinho, filho de Roberto Marinho, mas que não é presidente da Organização Globo. Trabalhou um tempo na Rádio Globo, mas não passou disso. Quem manda mesmo na Organização é o João Roberto, que cuida diretamente do jornal. O outro irmão, Roberto Irineu, hipoteticamente dirige a Rede Globo, mas seu cargo é decorativo.

O outro destinatário está correto: é Carlos Henrique Schroder, diretor de Jornalismo e Esporte da Rede Globo.

O mais curioso da nota é a informação de que o luxuoso apartamento de cobertura onde Anísio hoje mora, na Av. Atlântica,  pertencia a Roberto Marinho, e a família não reclamou de ter recebido dinheiro fruto da contravenção.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *