Agora, não há mais dúvida: o Planalto quer destruir Rosemary e levar Lula de roldão, para inviabilizar a candidatura dele em 2014.

Carlos Newton

Ninguém esperava por isso. Acreditava-se que o caso Rosemary estivesse caindo no esquecimento. Mas de repente tudo mudou. E o próprio Plaácio do Planalto passou a atacar Rosemary e trazê-la ao noticiário, depois de cinco meses de sigilo total.

Primeiro, foi anunciado que a Comissão de Ética da Presidência  iria apurar as implicações da Operação Porto Seguro. Depois, o próprio Planalto vazou a informação de que Rosemary Noronha já foi alvo de uma investigação sigilosíssima, solicitada pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que, ao ler o relatório, determinou a instauração de um processo administrativo contra a ex-funcionária e recomendou que o Itamaraty apurasse o episódio.

Ato contínuo, o Planalto também vazou a informação de que, com apoio da Controladoria-Geral da União, “técnicos do governo apuraram que a ex-chefe do Gabinete da Presidência da República não foi a Roma a trabalho”, referindo-se a uma visita à cidade eterna, quando se hospedou na Embaixada com o marido.

Vazou mais ainda o Planalto, divulgando que os tais “técnicos” recomendaram que Rosemary fosse investigada por suspeita de enriquecimento ilícito.

Traduzindo: o Planalto (leia-se: Dilma Rousseff e seus seguidores) quer arrebentar com Rosemary Noronha, não há a menor dúvida, e o alvo na verdade nem é ela. As baterias atiraram nela, mas querem acertar o ex-presidente Lula e detonar definitivamente qualquer possibilidade de candidatura dele, deixando Dilma Rousseff sozinha na escuderia do PT.

Alguém ainda tem dúvida? Essa é a jogada, que era de bastidores e agora é executada abertamente, mostrando que não há mais a dupla Lula/Rousseff. O que existe hoje é Dilma contra Lula, e isso significa Lula contra Dilma, e ninguém sabe nessa briga quem é Darth Vader ou Lucky Skywalker.

O assunto abala as estruturas do poder e amanhã a gente volta a focalizá-lo, analisando a estratégia dos dois grandes advogados contratados por Rosemary – Fábio Medina Osório e Aloisio Zimmer Junior. O Planalto não esperava o contra-ataque de Rose, que agora realmente está bem assessorada, para o que der e vier.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *