Agora, Planalto alega que Temer ‘não sabia’ que o jatinho era de Joesley Batista

Resultado de imagem para Jatinho PR-JBSEduardo Barretto
O Globo

Após Joesley Batista, dono da JBS, dizer à Procuradoria-Geral da República que cedeu avião para o então vice-presidente Michel Temer e a esposa em 2011, o Palácio do Planalto mudou a versão. Antes, Temer teria usado “apenas” avião da FAB. Agora, a aeronave era particular, mas ele “não sabia” a quem pertencia.

Joesley disse aos procuradores que, em viagem de Comandatuba a São Paulo em 2011, em seu avião, Temer teria ficado até com ciúmes por causa de flores que foram colocadas para a esposa, Marcela Temer. O presidente teria feitos voos até São Paulo e Porto Alegre, de acordo com o delator.

NOVA VERSÃO – “O então vice-presidente Michel Temer utilizou aeronave particular no dia 12 de janeiro de 2011 para levar sua família de São Paulo a Comandatuba, deslocando-se em seguida a Brasília, onde manteve agenda normal no gabinete. A família retornou a São Paulo no dia 14, usando o mesmo meio de transporte. O vice-presidente não sabia a quem pertencia a aeronave e não fez pagamento pelo serviço”, diz nota do Planalto nesta quarta-feira.

Um dia antes, contudo, o discurso era diferente: a assessoria afirmara que o peemedebista viajou à capital do Rio Grande do Sul no começo de 2011, em viagem oficial, e em Comandatuba, em abril daquele ano, “apenas em aeronave da FAB”.

PERGUNTAS NO AR – O Globo perguntou ao Planalto para quem Temer pediu essa aeronave particular; por que ele fez esse pedido; a convite de quem; e quem o acompanhara no voo. O palácio ainda não respondeu aos questionamentos.

No último dia 17, o Globo revelou que o presidente deu aval para Joesley comprar o silêncio de Eduardo Cunha na cadeia. Temer é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução de Justiça. Nesta terça-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) segue julgando se cassa o mandato do peemedebista por abuso de poder econômico e político na eleição de 2014, na chapa com a ex-presidente Dilma Rousseff.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A explicação é que Michel Temer é apaixonado por aviões. Não pode ver um jatinho parado na pista que vai logo entrando, não quer nem saber quem é dono. Nem reparou que o prefixo do avião era PR-JBS. E ainda colocou toda a família a bordo, em viagem de turismo. Reparem que Temer se comporta como seu velho amigo e correligionário Sérgio Cabral, que não podia ver um helicóptero e logo colocava a família dentro, junto com a cachorrada. (C.N.)

5 thoughts on “Agora, Planalto alega que Temer ‘não sabia’ que o jatinho era de Joesley Batista

  1. Valores morais, éticos, estão deixando de ser prioridade neste país, políticos, justiça (com algumas exceções), acham que são impunes, nas suas atitudes, desmoralização geral no Brasil, vergonhoso estarmsos assistindo uma forma de proteção sem limites, tudo para manter o comando deste clã que se locupletam, estou abismado com o tamanho do cinismo de quem está no poder, seja da classe política, justiça e empresariado em geral, todos querem ver este país afundar de vez, muito triste esta geração.

  2. Parafraseando o nosso Editor, Temer é uma piada, e pelo visto do milênio.

    O Velho-Velhaco, quer convencer o povo brasileiro, que colocou a família num jatinho da JBS, com a presença do executivo da empresa, sem conhecê-lo.

    Temer é uma mega vergonha, cabeça a cabeça, com a lesada Dilma.

    Quando nos livraremos dessas pragas malditas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *