Alcolumbre manda Senado bancar doutorado de diretora que ganha R$ 44,6 mil mensais

Ilana é uma boa companheira

Ilana Trombka vai receber yambém passages, diárias e seguro 

Cristiano Mariz
Conexão Política

Pelos próximos dois anos, a diretora-geral do Senado, Ilana Trombka, realizará um curso de doutorado em administração de empresas na FGV (Fundação Getúlio Vargas), em São Paulo/SP. As despesas serão pagas com dinheiro público.

Em ofício assinado pelo presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP), o parlamentar autoriza que a Casa arque com o pagamento das aulas, que custarão R$ 200 mil. A informação é do site Metrópoles.

SALÁRIO BRUTO – Nesse período, a servidora continuará a receber o salário bruto de R$ 44.600,00 e deve manter as atividades no órgão em home office. O doutorado começa no ano que vem.

Além do próprio curso, o Senado também custeará a inscrição, diárias, passagens e seguro-saúde. Esses valores ainda não foram divulgados porque dependerão da quantidade de vezes que a profissional terá de ir a São Paulo entre 2021 e 2022.

Ao ser questionado, o Senado Federal emitiu nota dizendo que aulas de aperfeiçoamento se justificam porque “são essenciais para a gestão e administração do Senado e compatíveis com a função desempenhada pela servidora”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Sempre lembrando o portentoso e genial Tom Jobim, “é a lama, é a lama”. (C.N.)

5 thoughts on “Alcolumbre manda Senado bancar doutorado de diretora que ganha R$ 44,6 mil mensais

  1. No Brasil há o virus doctorvid: em vez de se aperfeiçoar no que faz, fazendo, as pessoas procuram o vil papel para se auto-realizarem. O resultado é um montão de doutores de anedotas, inúteis para a vida da comunidade. Bill Gates nem se graduou, assim também foi com Steve Jobs. No entanto, os caras sabiam o que queriam; Einstein escreveu uma tese a contragosto porque achavam que ele deveria ter o título desgastado. Doutorado se justifica no meio acadêmico, fora é simples oportunidade de conhecer as oropas e os states ou tirar umas férias do trabalho diário. (O mesmo se aplica aos acadêmicos da ABL – geralmente são uns chatos com fardão!)

  2. O legislativo se tornou a casta do escárnio, do deboche, do desprezo pelo povo, sendo um poder absolutamente corrupto, ladrão, incompetente e vagabundo!

    Mas, esse tipo de violência contra a população brasileira, composta de NEGROS, BRANCOS, PARDOS, AMARELOS … não há protestos, reclamações, passeatas, quebra-quebras … nada.

    O dinheiro que está sendo desviado para beneficiar uma funcionária, cujo salário é bem maior que o teto estabelecido, quantas pessoas pobres e miseráveis ajudaria?

    Alcolumbre comprova que é mesmo um safado, ladrão do dinheiro do contribuinte, que usa o poder em benefício próprio e para seus apaniguados.
    Se esta senhora quer se aperfeiçoar na função, ela tem plenas condições de custear as despesas concernentes ao curso.

    Afora os dias que não “trabalhará”, que estará recebendo seu milionário provento mensal, ainda o povo terá de pagar pela vaidade e ambição da diretora-geral do senado?

    Pobres e miseráveis terão a responsabilidade de contribuir para que esta senhora, que tem um emprego vitalício, ganha muitíssimo bem, para que faça um curso em São Paulo??!!
    Não tem em Brasília?
    Não pode ser online?
    Não poderia assistir por vídeo-conferência?

    Então pagaremos passagens de avião, diárias em hotel luxuoso, obviamente, refeições caras e sofisticadas, evidentemente, enquanto a fome aumenta junto com a miséria, a pobreza e o desemprego no Brasil??!!

    Mas que decisão mais porca e canalha do não menos porco e canalha presidente do senado!!!

    Agora, muito me admiro da servidora, e da sua “sensibilidade” com relação ao país e povo!
    Uma bela e enorme figa para nós, pois ela quer se aperfeiçoar ou, nas palavras do corrupto Alcolumbre:
    “são essenciais para a gestão e administração do Senado e compatíveis com a função desempenhada pela servidora”.

    Uma pergunta ao irresponsável presidente do senado:
    Quanto tempo essa senhora tem como servidora?
    Entrou no serviço público por concurso ou através de assessora de algum parlamentar ladrão e, com o tempo, foi registrada como tal?
    Quanto tempo está na diretoria do senado?
    E somente agora que o rotundo Alcolumbre se deu conta que ela precisa fazer esse curso em São Paulo??

    Uma pena que nós, o povo brasileiro, perdemos há muito tempo a nossa dignidade, disposição, ânimo, o nosso patriotismo, e até mesmo o amor pelos nossos filhos, parentes e amigos.

    Medida desonesta e inconsequente como esta, deveria ser cobrada a sua anulação através de protestos veementes em frente ao antro de venais; palavras de ordem; acampamentos; vigílias, até essa decisão for revogada!

    Não sei até onde vai a safadeza do parlamento mas, espero, um dia o povo reagirá e não sobrará pedra sobre pedra!

    Rezo para que eu participe dessa reação antes de morrer!

  3. No entanto, o senador Alcolumbre só faltou se ajoelhar para beijar os pés do patrão que assinou uma ordem para consertar o transformador de sua terra natal. É, a verdade é clara: falta autoridade de valor em nossa terra – só temos vira-latas!

  4. Francisco Bendl, muito bom seu comentário.

    Apenas acho que o povo jamais terá condição de reagir, pois Brasília é longe do povo. Foi construída para ficar longe do povo.

    Acho que jamais veremos essa situação mudar, não apenas em razão de nossas idades, mas, também por ser a árvore da corrupção muito resistente e difícil de ser derrubada.

    Paz e saúde, pois vamos precisar de muita para aguentar o que vem por aí …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *