Alcolumbre vai recorrer à emenda da reeleição de FHC para viabilizar manobra no Senado

Proposta defendida por aliados será ser encaminhada ao STF

Deu na Folha

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), vai usar mesma tese apresentada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para emplacar a reeleição em 1997 a cargos do Executivo para tentar ficar mais dois anos no comando da Casa.

A proposta defendida por aliados do senador deverá ser encaminhada ao STF (Supremo Tribunal Federal) na ação impetrada pelo PTB para proibir a manobra sonhada por Alcolumbre. Caberá à advocacia da Casa enviar a manifestação.

ALINHAMENTO – O presidente do Senado também quer um alinhamento com a Câmara para uma defesa conjunta da tese. A ideia é que, se Rodrigo Maia (DEM-RJ) não encampar o mesmo argumento, ao menos não o confronte perante o Supremo. Maia, embora negue publicamente que vá tentar se reeleger, já reconheceu a aliados em privado que se houver brecha ele poderia disputar a eleição.

A ação do PTB, partido comandado pelo ex-deputado Roberto Jefferson, recém-convertido ao bolsonarismo, visa a proibir a possibilidade de reeleição dos comandantes do Senado e da Câmara numa mesma legislatura.O relator do caso, ministro Gilmar Mendes, instou na semana passada as duas Casas a se manifestarem, além da AGU (Advocacia-Geral da União) e do MPF (Ministério Público Federal).

REELEIÇÃO – Os mandatos dos presidentes do Senado e da Câmara se encerram em fevereiro do ano que vem, quando haverá novas eleições para as duas Casas. A Constituição veda a possibilidade de reeleição numa mesma legislatura, isto é, o período de quatro anos entre uma eleição e outra.

Desde o ano passado, Alcolumbre articula junto aos pares, governo e até no próprio STF um meio de pavimentar um caminho para se manter na cadeira. Para isso, previa justamente fazer um questionamento à corte na esperança de que os ministros revissem o entendimento sobre o que diz a Carta Magna. O PTB, porém, ao provocar a corte, acabou por antecipar esse debate e tornou desnecessário que partisse do Senado a discussão.

8 thoughts on “Alcolumbre vai recorrer à emenda da reeleição de FHC para viabilizar manobra no Senado

  1. A mordomia é boa demais, Brasil sofre nas mãos de mercenários, só pensam neles, enriquecem as custas do erário público, também tudo de graça, pago pelo povo trabalhador contribuinte.

  2. Uma das maiores desgraças patrocinadas pelo mafioso Don Fhcorrupto foi a reeleição.
    Dizem os especialistas de plantão que a compra da reeleição pelo nefasto corrupto chegou na casa dos trilhões….
    E agora está fazendo escola, como se dizia antigamente.
    E o pior de tudo, o ladravão ainda está solto…

  3. Esse senador é o pior do Brasil. A Constituição é boa e por culpa deste corrupto que tem rabo preso é que fez o toma-la-da-ca e os Ministros do STF que merecem ser julgados pelo Senado não são.

    Ainda tem a falta de sangue na cara de querer ser reeleito, que proíbe a Constituição, porém o sem-vergonha quer porque quer. Esse aí na próxima eleição não deve entrar nem para deputado. Se o Brasileiro y tem um pouco de vergonha não pode eleger este mal político.

  4. Alcolumbre foi de longe uma das piores surpresas do congresso, de completo desconhecido, a famoso canalha. Obra do Sr. Rodrigo Maia e Onix Lorenzoni.

  5. Como pode, um lindo país como o nosso, parir um espécime dessa qualidade. Será que quando se candidatou não falaram para ele que o mandato era de dois anos? Haverá coisa mais abjeta e imoral do que a mudança das regras depois do jogo começado? Esses mandatos deveriam ter feito parte das cláusulas pétreas da Constituição, mas, também não sei se resolveria, a esculhambação é geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *