Além de oposicionistas, faltam homens de verdade no Parlamento brasileiro.

José Carlos Werneck

O fato político mais deplorável desta semana ocorreu na Câmara. Deputados do DEM e do PT trocaram insultos, na tarde de quarta-feira, por causa de um painel lembrando 2005, ano em que ocorreu o escândalo do Mensalão, confeccionado pelo DEM e colocado no corredor que dá acesso ao plenário da Câmara.

O painel que faltava…

No local, o PT expõe fotos em comemoração aos 33 anos de existência do partido e dez anos no comando do País, mas omitindo o ano do Mensalão.

Tudo começou quando o deputado Amauri Teixeira ,do PT baiano retirou o painel. Os parlamentares do DEM protestaram e a discussão foi levada à plenário. O vice-líder do PT, Sibá Machado, do Acre, repudiou a atitude do DEM e pediu que fosse reforçada a segurança da Câmara para o ato em comemoração ao aniversário de seu partido.

O vice-líder do DEM, Onyx Lorenzoni, do Rio Grande do Sul, refutou as críticas dos petistas e defendeu a atitude de seus correligionários de expor o painel, considerando-a como democrática. Lorenzoni criticou os petistas por não fazerem referências ao Mensalão.

Revoltado, o petista Devanir Ribeiro, de São Paulo, tirou o microfone das mãos do parlamentar do DEM, chamando-o de canalha.

No início da noite, a bancada petista, o presidente do partido, Rui Falcão, e a ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, fizeram a abertura, simbólica, da exposição com as imagens que relembram a trajetória do Partido dos Trabalhadores.

Eu estava no Congresso Nacional, durante todo o decorrer destes lamentáveis acontecimentos, e cheguei a triste conclusão,que além de oposicionistas, faltam homens de verdade no Parlamento brasileiro.

Em passado,não muito distante,o mínimo,que se poderia esperar do deputado Onyx Lorenzoni é que desse um tiro na cara do deputado Devanir Ribeiro,que numa atitude truculenta,além de lhe cassar a palavra,a que tem direito,como representante do povo,ofendeu-o,em sua honra,chamando-o de canalha

Que saudades dos anos 60,quando,ainda havia mais gente honrada e corajosa,no Congresso Nacional!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *