Alemães traficantes de armas e paraquedistas portugueses estão presos na Síria

Carlos Newton

A agência de notícias MSNBC revela que nas últimas semanas as forças de segurança da Síria prenderam mais de 40 alemães nas águas internacionais diante da costa de Siria, com carregamentos de armas para abastecer os rebeldes e mercenários.

A reportagem cita um jornalista alemão. Ele revela que os traficantes de armas são empregados de uma empresa de segurança de Alemanha, com sede em Stuttgart, que recentemente havia participado de diferentes projetos na Libia.

A fonte acrescentou que os alemães estão encarcerados junto com outros 300 mercenários estrangeiros, entre os quais um grupo de paraquedistas portugueses, detidos durante os últimos meses na Siria.

Até agora, nenhuma autoridade alemã ou portuguesa se pronunciou a respeito. Como se sabe, desde março de 2011, a Síria é cenário de uma onda de violência, organizada e financiada por países estrangeiros, entre os quais a Arábia Saudita e o Qatar, enquanto a imprensa ocidental trata de apresentar o governo de Damasco como causador da crise, a fim de possibilitar uma intervenção militar da OTAN, nos moldes do que aconteceu na Líbia. E assim caminha a humanidade, somos obrigados a reconhecer.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *