Alexandre de Moraes “exagerou” sobre filho de Bolsonaro, diz Eliana Calmon

Resultado de imagem para alexandre de moraes

Alexandre de Moares achou melhor não facilitar

Juliana Braga
Estadão

A ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, considerou “exagero” a defesa do ministro do Supremo Alexandre de Moraes de abertura de inquérito para apurar declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) de que só seriam precisos “um soldado e um cabo” para fechar o Supremo.  “É exagero o ministro Alexandre de Moraes dizer que é preciso abrir inquérito para apurar”, afirmou à Coluna.

Calmon, no entanto, não poupou de críticas o filho do presidenciável. “É um moço muito imaturo e inconsequente de dizer, como se fosse bravata, o que disse sobre o Supremo”, ponderou. Ainda assim, ela avalia que deu-se “muita importância” ao episódio.

IRRESPONSABILIDADE – Sem citar nominalmente o deputado Eduardo Bolsonaro, o ministro Alexandre deMoraesafirmou que as declarações dele são “absolutamente irresponsáveis” e defendeu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) abra uma investigação contra o parlamentar por crime tipificado na lei de segurança nacional.

“Porque mesmo com 30 anos de Constituição, temos que conviver com declarações dúbias, feitas de maneira absolutamente irresponsável, por um membro do Parlamento brasileiro”, criticou. “É algo inacreditável que tenhamos que ouvir tanta asneira da boca de quem representa o povo. Nada justifica a defesa do fechamento da instituições republicanas”, disse Alexandre de Moraes.

APOIO A BOLSONARO – Ao por panos quentes, Calmon destacou que Bolsonaro já o desautorizou e disse que ele “não é doido de ter isso na cabeça”. “Bolsonaro sabe que não pode governar contra a Constituição.” Ainda afirmou não acreditar que as Forças Armadas concordariam com a afirmação do filho do presidenciável.

Eliana Calmon declarou apoio a Jair Bolsonaro. Ela diz acreditar que o candidato é um homem sério, capaz de colocar o Brasil nos trilhos. “A gente precisa renovar. Precisa acabar com essa dobradinha entre PT e PSDB, com o MDB no meio tirando proveito de ambos”, afirmou.

CARTA AO DECANO Diante da polêmica, o candidato à Presidência do PSL enviou segunda-feira, 22, uma carta ao ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello após o magistrado classificar como ‘inconsequente e golpista’ as declarações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

No texto enviado ao decano, o presidenciável afirma que o STF é o “guardião da Constituição” e que “todos temos de prestigiar a Corte”.

26 thoughts on “Alexandre de Moraes “exagerou” sobre filho de Bolsonaro, diz Eliana Calmon

  1. A verdade dura e crua é apenas uma: Esse atual STF cumpre um deserviço a nação. Dias Toffoli soltar Zé Dirceu demonstra claramente o fundo do poço ao qual essa corte capós seu aparelhamento pelo estado Lulocrata

    • Como não tem como se defender de seus desmandos e da insegurança jurídica de que são constantemente acusados, este aí, tenta pegar um como “bode expiatório” para, através do medo e da ameaça, calar a seus críticos, que hoje é a esmagadora maioria dos cidadãos do mesmo país. Moraes presta um grande serviço a seus críticos, provando a todo país que realmente este STF precisa urgentemente de um expurgo saneante.

      • Eu creio em tudo que vejo, porque o real é fato e o inesperado é acidente.
        Mas não entendo o comportamento de certos juízes do STF. A realidade mostra que o Toffoli claudicou ao soltar o Dirceu, que o Lewandowsky rasgou a Constituição ao manter os direitos civis da Anta Dilma, que o Gilmar exorbitou de sua autoridade ao soltar bandidos amigos.
        Se é para dar vantagens a um grupo de 11 homens para encher o saco do brasileiro e compactuar com bandidos, sinceramente acho que devemos fechar essa quitanda de favores. Deve haver meios legais para isso: modificando a Constituição ou por Plebiscito. Sei lá, eu mal sei carpintar – mas sou honesto!

  2. Acho inacreditável que esses juízes do STF tenham um comportamento tão díspare.
    Petistas disseram coisas muito piores, ignoraram.
    Quando alguém vinculado à direita diz algo parecido, esses juízes agem como virgens pudicas e histéricas.

  3. Não há mais motivo pra repercutir a fala imbecil do Eduardo Bolsonaro. João Otávio de Noronha e Carlos Velloso já disseram que se trata de uma irrelevância. Se queria afetar alguma macheza ou mandar algum recadinho ao STF, botou o galho dentro, pois pediu desculpas 24 horas depois da divulgação da gravação. Eduardo Bolsonaro foi reduzido ao que é: um medíocre sem importância nenhuma.

  4. A verdade é que a educação-ensino neste país leva a essas reações histéricas como a do ministro do stf.
    Ela afasta as pessoas da realidade com valores ideológicos que contradizem a nossa natureza: nos afasta do óbvio.
    O interessante é que, por incrível que pareça, aqui no Brasil, quem não tem o tal curso “superior” e até quem não nem ler e escrever está mais conectado com a realidade do que essa gente nefasta que infelizmente nos governa.

    • Você já se deu conta que está fazendo o mesmo discurso que justificava a ascensão do apedeuta a presidência da república? Pra mim isso não é gratuito, deve haver alguma lógica, algum liame interno nessa coincidência.

      • Estou descrevendo uma triste realidade da educação-ensino no Brasil, que o coloca na contra mão do mundo civilizado em que não se usa mais acreditar em misticismos ideológicos como faz o nosso ensino com suas vítimas.

  5. “No texto enviado ao decano, o presidenciável afirma que o STF é o “guardião da Constituição” e que “todos temos de prestigiar a Corte”.”

    -É verdade.
    -A Constituição sempre foi muito bem guardada pela Suprema Corte. TÃO BEM GUARDADA que os ministros esqueceram onde a colocaram e por isso já nem se lembram do que está escrito nela, por isso tomam tantas decisões ESTAPAFÚRDIAS tomadas por aquelas Autoridades…

  6. Eu sempre aprendi que “IMUNIDADE PARLAMENTAR” era justamente para resguardar qualquer parlamentar de qualquer coisa que disser.
    O Brasil, pelo visto já revogou esta medida, parlamentar não pode mais dizer o que pensa, mas ministro do supremo, pode “interpretar a lei” a seu bel prazer, inclusive rasgando a própria constituição, que seus pares, não dizem uma única palavra de desagrado.
    Qualquer parlamentar pode propor a reforma do judiciário, incluindo ai a extinção do STF, porque parlamentar tem representação popular e a formação do judiciário, não é clausula pétrea da constituição.
    Isto que esta acontecendo, é que é a verdadeira ditadura, parlamentar que fala contra certos interesse, é ameaçado de processo e cassação.
    E tem mais, hoje apenas os que apoiam a candidatura Bolsonaro, é que estão ameaçados, já os seguidores de lula e petismo, podem dizer o que bem entenderem, ninguém se incomoda.
    Haja paciência para aturar tanta hipocrisia.

  7. Perdoem a sinceridade, quem é honesto não temem bandidos ou “soltadores de ladrões da Pátria” , pode perguntar a qualquer Cidadão de Bem desse país em todas as Classes Sociais se fecharem o STF eles irão sentir falta ! Garanto que em 10 Cidadãos 9 dirão “Não ou Nunca” e o que sobrar vai perguntar, prá quê serve isso se todos os dias rezo para voltar vivo para minha casa ´pois o Brasil tá sob comando de ladrões de todas as formas e conteúdos, bem soltos e livres para continuarem a delinquir????? !!!!

  8. Incrível como estes ministros do supremo não sabem ( agora já devem estar sabendo) que o Bolsonaro filho, apenas repetiu uma frase de Janio Quadros…”Com um cabo e dois soldados eu fechava o congresso”…e se dizem de notório saber….

  9. Eliana Calmon teria méritos para figurar entre os ministros do STF, já Alexandre de Moraes foi mais político do que juiz, passou de ministro da Justiça a ministro do STF nomeado por Temer, sem escalas. Daí a postura de um e de outro. Eliana Calmon não precisa mostrar força para intimidar ou mesmo massacrar a quem ousar contestar seu feudo. Acusar de crime tipificado na lei de segurança nacional é um despropósito e uma estupidez. Conseguirá sim chamar atenção para ele e aumentar ainda mais o abismo que separa hoje o povo brasileiro do STF, o qual ao povo e ao país deveria servir, mas o que vemos é gente de pequena estatura com um poder bem acima ao que não corresponde a responsabilidade necessária ao cargo que ocupa e é tão regiamente pago pelos altíssimos impostos arrancados do contribuinte.

  10. É uma frase famosa!O brigadeiro Eduardo Gomes em bravata é o autor da frase. Janio Quadros repetiu entre muitos agora o Deputado Bolsonaro a repetiu .O ministro Alexandre Morais desconhecia a
    famosa frase histórica .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *