Algo vai acontecer, ninguém sabe quando

Resultado de imagem para terceirização charges

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Carlos Chagas

O “Sistema Único de Saúde é inviável!”  proclamam aqueles que desde a degola de Dilma Rousseff e do PT passaram a contestar a Constituição de 1988. Empenhados em suprimir o elenco de direitos tidos até agora como imprescindíveis, os novos donos do poder lançaram-se na campanha pelo retorno de seus privilégios e a extinção das prerrogativas das massas. Insurgem-se diante do tratamento médico gratuito para quem não possa pagá-lo, condenando os pobres à miséria e os ricos à indiferença.

Do corte de direitos sociais à supressão de pensões e aposentadorias, do aumento de impostos ao abandono das maiorias carentes e ao desemprego crescente, desenham um novo Brasil rachado ao meio. Ainda agora estão beneficiando quantos enviaram dinheiro roubado para o exterior e hoje poderão repatriá-lo sem maiores punições.

Em tempo rápido o governo Michel Temer vai revogando conquistas sociais que levaram décadas para ser implantadas. O triste é que a sociedade não reage, ou reage muito pouco. O trabalhador deixa de ganhar as ruas, preocupado em reconquistar o emprego perdido, mesmo às custas de redução  salarial. A classe média fecha os olhos e as elites ampliam reivindicações e benesses.

Enquanto isso, multiplicam-se as apreensões. Alguma coisa vai acontecer, mesmo ignorando-se quando e como. Pode ser amanhã. Até hoje.

6 thoughts on “Algo vai acontecer, ninguém sabe quando

  1. Erro de tempo verbal: O Temer não vai revogando e sim, tenta revogar. Até o momento nada de concreto. Mas, o Brasil tem que ser passado a limpo e o Temer não parece ser aquele que vai faze-lo. Falta-lhe carisma e está aliançado com os bandidos não petistas. Vôo curto.

  2. O bom funcionamentos do SUS depende mais dos prefeitos. Moro perto do SUS da Praça Seca e sei que no tempo do Cezar Maia, ( goste-se ou não dele) o SUS funcionava tão bem, ou melhor que muitos planos de saúde. Após a eleição do Eduardo Paz, o SUS foi abandonado, na prática deixou de existir.

  3. O único paquiderme que voa tal qual um pássaro é o dumbo.
    Para o país prover de tudo e a todos não sai barato, o que segue parece maluquice mas, ……. é :
    Trabalhar 5, 6 meses para pagar as exigências do livrinho é notório e justo se os serviços fossem de primeira, se não houvessem propinas, superfaturamentos, desperdícios, descaso.
    O assalariado que recebe a média de 2 mil reais contribui com cerca de 800 de indiretos para as burras e para esculhambar ainda mais o empresário tem de recolher mais 800 reais (icms, pis/cofins, ipi),

    2 mil igual a 1,6 de tributos resumindo; eternamente 3º mundo, desemprego, subemprego, violência.
    A solução são as reformas políticas, trabalhistas e da previdência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *