Algum est mentindo os auditores do Coaf ou os ministros do Supremo?

Resultado de imagem para gilmar e toffole

Toffoli e Gilmar so perseguidos ou caram na malha fina?

Carlos Newton

Com toda certeza, comeou mal e no vai acabar bem essa briga que o Supremo Tribunal Federal abriu contra os auditores da Receita Federal, com apoio entusistico do Tribunal de Contas da Unio. uma situao emporcalhada, que fede a quilmetros de distncia, porque no h dvida de que os dois tribunais esto extrapolando suas competncias e desrespeitando flagrantemente a Constituio. E porque esto agindo assim?

Como dizia Geraldo Vandr, na clebre cano Pra no dizer que no falei de flores, quem sabe faz a hora, no espera acontecer. E os ministros do Supremo e do TCU resolveram se antecipar ao fatos.

PACTO INFORMAL – O fato concreto que os trs Poderes da Repblica esto fechando informalmente o tal pacto que vem sendo proposto desde 2018 pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli. Na poca, ele alegava que o acordo seria firmado para garantir a aprovao das reformas de que o pas necessita.

Bem, essa era a verso oficial, criada para ingls ver, como se dizia outrora. Na verdade, Executivo e Legislativo sempre estiveram unidos contra a Lavo Jato, sob o argumento de que preciso descriminalizar a poltica, uma expresso ps-moderna inventada pelo ministro Gilmar Mendes, que h anos est empenhado nessa campanha para garantir um mximo de impunidade aos polticos que exercem mandatos no Executivo e no Legislativo, indistintamente submetidos s buscas implacveis da Lava Jato, que aps apanhar PT, PP e outras legendas menores, agora avana sobre o MDB e o PSDB, entre outros.

JUSTIA FORA – O Judicirio estava de fora desse acordo, at porque a perseguio aos corruptos partia da prpria Justia, e na poca a opinio pblica acreditava que a Lava Jato pudesse realmente limpar a poltica. Por isso, quando Toffoli passou a falar em pacto entre os poderes, ningum se preocupou, todos achavam que era mais uma demonstrao de ignorncia do presidente do Supremo, porque no pode existir pacto entre poderes em regime democrtico, isso s acontece em ditaduras, pois o Supremo no pode fazer pacto com ningum.

Mas as aparncias enganam, sobretudo na poltica, e Toffoli opera junto com Gilmar Mendes, que funciona como seu preceptor desde quando ele entrou no Supremo, totalmente despreparado para a magistratura.

Junto com Ricardo Lewandowski, amigo pessoal de Lula, os dois ministros faziam o possvel e o impossvel para ajudar os amigos, chegaram a soltar Jos Dirceu e muitos outros, em manobras jurdicas difceis de aceitar. Mas havia um limite, que eles no podiam ultrapassar, que era a libertao de Lula, pois os militares gentilmente fizeram chegar a eles essa recomendao.

UM IMPREVISTO – De repente, houve uma surpresa. O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) passou a malha fina em todos os servidores federais e pessoas a eles ligadas, tidas como politicamente expostas. Entre mais de 800 mil contribuintes, o Coaf selecionou 799 na primeira passada.

Na segunda rodada, o nmero caiu para apenas 134, e entre eles estavam Dias Toffoli, Gilmar Mendes e as respectivas mulheres. No desespero, Toffoli, que recebia da mulher uma mesada ilegal de R$ 100 mil, deu uma interpretao inusitada ao Regimento do Supremo, abriu um inqurito ilegal para investigar ofensas ao tribunal, aos ministros e seus familiares, convocando Alexandre de Moraes para ser o relator.

Numa jogada ensaiada em julho/agosto, Toffoli suspendeu todas as investigaes do Coaf, enquanto Moraes afastava do rgo os dois auditores que investigavam os 134 contribuintes da malha fina, entre eles os supremos casais Toffoli e Mendes.

GOLPE DE MESTRE – Ao se blindar, Toffoli fez uma jogada de mestre e protegeu tambm o senador Flvio Bolsonaro e o ex-assessor Fabricio Queiroz, aquele que dizia ser um cara de negcios. O chefe do governo, claro, ficou encantado com a gentileza de Toffoli e Moraes, e agora vive a elogiar o presidente do Supremo. Foi assim que o pacto entre os Poderes entrou informalmente em vigor e o alvo a Lava Jato, todo mundo j entendeu.

Mas claro que se trata de um negcio arriscado. A Receita Federal est em p de guerra contra o Supremo e tambm contra o TCU, onde diversos ministros e seus filhos so investigados pela Lava Jato.

A Receita garante que os auditores do Coaf jamais cometeram a menor irregularidade e no selecionaram Gilmar e Toffoli para a malha fina. Isso fcil de provar, porque est tudo registrado no superprograma que caa sonegadores.

###
P.S. 1 –
H outros nove ministros do Supremo que no caram na malha fina, inclusive Alexandre de Moraes, que pode estar entrando nessa fria como inocente til, como se dizia antigamente, ou idiota til, como prefere Bolsonaro, em seu linguajar inovador.

P.S. 2 – Algum est mentindo os auditores ou os ministros do Supremo. Faam suas apostas. (C.N.)

16 thoughts on “Algum est mentindo os auditores do Coaf ou os ministros do Supremo?

  1. .
    m e n t i n d o ???

    bvio que o pessoal do pano preto nas costas !!!
    . . .
    eu SOU OBRIGADO a dar alguma credibilidade, uma risca que seja,
    a certos sujeitos somente porque botam um pano preto nas costas?

    o MEU Conceito !!!

  2. Bom dia pessoal! Prezado C.N. , na 3 parte fo texto est escrito Gilmar Dantas e acho que quis dizer Gilmar Mendes. Mas entre ele e o pau mandado de cangaeiros Bruno Dantas o que muda s o nome e a idade !

  3. Enquanto no se descobre quem est mentindo, a baixa criminalidade do narcotrfico continua tocando o terror e comendo por baixo a banda honesta da sociedade, refm dos mesmos. Quando descobrirem daqui a mais uns 500 anos, que avisem os que j se foram, “talkei” ?

  4. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Carlos Newton , ainda tens dvida de quem so os mentirosos ?
    lgico que so os Ministros ” DEGENERADOS e CORRUPTOS ” do Supremo Tribunal Federal .

  5. O nosso Editor , o excelente Dr. Carlos Newton, disse em seu comentrio que : “Bem, essa era a verso oficial, criada para ingls ver, como se dizia outrora. Na verdade, Executivo e Legislativo sempre estiveram unidos contra a Lavo Jato, sob o argumento de que preciso descriminalizar a poltica, uma expresso ps-moderna inventada pelo ministro Gilmar Dantas, que h anos est empenhado nessa campanha para garantir um mximo de impunidade aos polticos que exercem mandatos no Executivo e no Legislativo, indistintamente submetidos s buscas implacveis da Lava Jato, que aps apanhar PT, PP e outras legendas menores, agora avana sobre o MDB e o PSDB, entre outros”.

    Para descriminalizar a poltica necessrio que os eleitores no votem mais em parlamentares, governadores e prefeitos criminosos ou de partidos criminosos, num Brasil onde Executivo e Legislativo, tendo maioria de criminosos, sempre estiveram unidos contra a Lava Jato, como est acontecendo agora e como j vinha acontecendo em governos anteriores (Federal, Estaduais e Municipais).

    Quanto aos governos estaduais que foram eleitos, basta lembrar um exemplo – que no isolado dos demais governos anteriores, tanto no Rio de Janeiro quanto nos demais Estados da Federao – de que cariocas e fluminenses elegeram duas vezes Srgio Cabral para governador do Estado, e at mesmo na ltima eleio elegeram para a Assemblia Legislativa um grande nmero de criminosos. Vrios deputados estaduais que atuaram no governo de Srgio Cabral esto na priso ou com processo na Justia por corrupo, fora os empresrios que com estes corromperam os polticos.

    Faz-se mister no votar mais em polticos de PT, PSDB , PP , MDB , bem como no mais votar em partidos que s sabem fazer arruaas, obstrues, mas no tm programas e/ou esto infestados de corruptos, como o PDT de Lupi, o falso PTB que nada tem a ver com Leonel Brizola (de quem esta sigla foi roubada) ou partidos barulhentos mas sem rumo , tais como o PSB, o Psol, Rede, alm de outras dezenas de “partidos de aluguel” , que abrigam pseudo-pastores, milicianos, evanglicos e vivem do fisiologismo. A nica opo que temos para votar, do ponto de vista de partidos polticos o Partido CIDADANIA – 23.

  6. O massacre de Macri na Argentina pela chapa Alberto Fernndez e Cristina Kirchner significa uma derrota para os bolsonaristas.

    O fracasso econmico de Macri fortaleceu a volta na Argentina de lideranas pr Lula.

    Ao adotar a receita econmica de Macri to apoiada pela mdia local o Brasil vai apenas abreviar a volta do lulismo.

    Efeito Orloff: Argentina o Brasil amanh.

  7. Que comentrio idiota e anacrnico deste petista. Insiste em no ver a realidade mundial e, sobretudo, a brasileira. Tem antolhos. No adianta, petista limitado, por definio.

  8. As medidas tomadas contra o COAF e a Receita Federal por Dias Toffoli e Alexandre de Morais, com apoio de Gilmar Mendes, interessa tambm ao chefe do executivo e boa parte do legislativo.. Todos contra a Lava Jato em defesa da impunidade.
    S o povo saindo s ruas em defesa da Lava Jato,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.