Alianças absurdas na política

Helio Fernandes

Almério Nunes pergunta: “Prado Kelly foi ministro de Getúlio Vargas? E como se faziam as alianças?”. Almério, Prado Kelly foi ministro da Justiça de Café Filho, depois da morte de Vargas. Mas este, eleito diretamente pela primeira vez em 1950, teve dois udenistas como ministros. Clemente Mariani, presidente do Banco do Brasil e a seguir ministro da Educação. E João Cleofas, ministro da Agricultura.

O mesmo Mariani foi ministro da Fazenda de Jânio, sua geografia financeira garantida para o resto da vida.

As alianças não eram absurdas, os governos, sim. Na Primeira República (“República Velha”) só existia um partido, o Republicano. Os ministros saíam dessa legenda, até 1930.

Depois, vieram 36 anos de ditadura (15 da primeira, 21 da segunda), não existindo mérito ou competência, e sim subserviência.

De 1985 até hoje, com 39 ministérios e 30 partidos (agora são 32, devia ser 33, não fosse a falta de caráter e convicções do TSE), todos os males dessa República, que não é a dos nossos sonhos, têm como origem a baixaria das escolhas e dos candidatos.

JÁ ESTÃO LEGISLANDO
CONTRA MARINA, AGORA

Ontem, o Senado aprovou a decisão escatológica, que palavra, contra um partido que ainda não nasceu, a Rede da Sustentabilidade. Uma vergonha, um vexame e uma inutilidade. Decidiram que o partido que surgir a partir de agora, receberá parlamentares, mas não poderá levar “horário gratuito” de televisão, nem dinheiro do contribuinte.

Lógico, quem tem cacife e cacique para fundar um partido é Dona Marina. No dia em que se filiou ao PSB, afirmou publicamente: “Não pertenço à Rede do PSB, continuo na Rede da Sustentabilidade”. Portanto, recado de que a Rede será criada e exposta ao sol, e não ao sereno.

E ontem, confirmou tudo o que escrevi horas depois dela se filiar ao PSB: “Dona Marina descartou qualquer possibilidade de ser vice, será cabeça de chapa”.

E ainda dei uma chance ao governador de Pernambuco: “Agora, as expectativas serão realizadas pelas pesquisas. Se ele ultrapassar Dona Marina, lógico, será o candidato do PSB. Se ficar longe dela, como está, nem seus maiores adeptos queimarão bandeiras a favor dele”. Tudo textual.

Pois ontem, Dona Marina alertou os mais tolos, fora ou dentro do PSB: “Eu e Eduardo Campos temos possibilidades presidenciais”. Quanta gentileza e generosidade por parte de uma mulher, que privilegia e exibe, sempre, a dureza e a pureza.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

8 thoughts on “Alianças absurdas na política

  1. Como malufista assumido, defendo a candidatura da Dilma porque Maluf a apóia desde a primeira hora.
    A aliança entre Marina e Eduardo Campos se presta a confundir o eleitorado. Maluf também está com Lula e não abre. Queremos, nós malufistas, 20 anos de poder do lulismo.

  2. Eu já fui malufista, hoje sou lulista. já fui também collorida. mas hoje torço pela Dilma, embora a considere sem jogo de cintura.
    Noto que malufistas, colloridos e sarneynistas dão apoio cínica e descaradamente ao governo do PT.
    Um governo honesto, diga-se a bem da verdade. Ah! Cadê as algemas para os mensaleiros do PT?
    Por derradeiro: como tem colunista social e bloqueiro e bloqueira social apoiando os mensaleiros. Dizem que de forma remunerada. A conferir.

  3. A nítida condição de bipolaridade demonstrada aqui várias vezes pela darci, ao que tudo indica se arrefeceu um pouquinho.

    Remédios adquados a essa patologia tem sido eficazes, quando bem receitados por especialistas desses distúrbios..

  4. Eu também já votei no Maluf, no Agnaldo Timóteo, no Moacir Franco, no Eduardo Paes, no Cabralzinho, mas agora estou com a Dilma e não abro. Noto que as patrulhas ideológicas saíram das tumbas para o blog da Tribuna.

  5. Competência não nasce em árvore,nem aparece com feitiço de pajé,nem com benção de ONGs. Dois bicudos não se beijão ,para o BRASIL o único projeto que a fada verde das ONGs tem é derrubar DILMA e o PT, ela e Campos não tem nem poeira da competência necessária,para colocar esse país no caminho do cescimento (ou melhor ,tem sim ,do crescimento rabo de cavalo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *