Amanh: eleio sem ttulo, sem candidato, sem voto, s documento com foto. Essa eleio, 48 horas depois de um debate triste, melanclico, sem polmica, projeto, compromisso

Na Repblica, os presidentes no tinham votos nem disputavam eleio. Deodoro e Floriano foram indiretos, Prudente, Campos Salles e Rodrigues Alves, paulistas, Nilo Peanha, substituto por 17 meses, Afonso Pena,o primeiro civil no paulista, morreu no cargo.

Surgiu a oportunidade Rui Barbosa. 1910, 1914, 1918, 1919. Na primeira eleio, combateu as trs maiores potncias. A Igreja, o Exrcito, o Republicano, partido nico. (Disputou como independente, possibilidade que acabou em 1934). Perdeu, mas com excelente votao.

Em 1914, comeando a campanha, foi procurado por Pinheiro Machado (diziam que fazia presidente, nunca elegeu a ele mesmo), com uma proposta. “Rui, voc concorda com a reforma da Constituio, indicado pelo Partido Republicano, est eleito”. Rui pediu 72 horas, no dia seguinte foi para a tribuna do Senado (Pinheiro Machado tambm era senador), fez discurso violentssimo olhando o prprio adversrio, declarou: Estou renunciando candidatura, no quero que suspeitem que garanto eleio, rasgando a Constituio. E foi embora.

Em 1918, se preparava para disputar, os maiores estados se juntaram para apoiar Rodrigues Alves, excelente figura, ex-governador de SP no Imprio, depois presidente da Repblica, novamente governador. Rodrigues Alves no queria, estava com 70 anos (isso em 1918), muito doente, no fez campanha, no saiu de sua chcara em Guaratinguet. Rui no disputou, apesar dos recados respeitosos do candidato. (Eleito, no daria para tomar posse).

Em 1919, com a vacncia do cargo, comearam a negociar nova eleio. Todos os grandes estados queriam indicar o presidente, resolveram eleger Epitacio Pessoa, que estava em Versalhes, representando o Brasil na RENDIO INCONDICIONAL da Alemanha, na Primeira Guerra Mundial.

Eleito e no empossado, Rodrigues Alves convidou Rui para esse cargo, recusou, sabia que haveria outra eleio. E houve. Com Rui candidato, aos 69 anos, cansado, mas correndo o Brasil todo. Ganhou Epitcio (tio de Joo Pessoa) que no saiu de Paris, a Constituio permitia. Rui perdeu, abandonou a vida pblica sem chegar a presidente.

Esse passeio, para mostrar a falta de representatividade presidencial no Brasil. Entre uma ditadura de 15 anos e outra de 21 (agravadas pela renncia de Jnio Quadros), a nica eleio presidencial de Vargas, 43 por cento dos votos, no havia segundo turno. Depois, Juscelino 36%, Lacerda 29% (para governador), implantaram o segundo turno, ou terminariam empatados.

Estamos 24 horas antes da eleio, e 24 depois do que chamam insensata e despropositadamente de debate. Na verdade, no foi nada disso, foi montono, cansativo, sem qualquer definio, uma hora e 50 minutos jogados fora, segundo institutos que mediram a audincia, por causa da hora, comeou com pouca gente, caiu ainda mais.

O proprio jornalo da Organizao, em manchete, chora, lamenta, se arrepende, mas confessa: Debate sem polmica fecha a campanha presidencial. A culpa, lgico, dos dois lados. Da TV Globo, que pautou o encontro da forma a mais inconsequente possvel, as perguntas eram feitas PREOCUPADAMENTE e respondidas SOFRIDAMENTE.

Os grandes problemas do Brasil s passaram perto do Plinio Arruda Sampaio, ningum fugia dele e sim dos assuntos que tentava introduzir no programa.

Amanh, 130 milhes esto inscritos para votar, tm que comparecer, OBRIGATRIO. At anteontem, a coisa mais importante do pas, era o TTULO DE ELEITOR. Qualquer um que completasse 18 anos (logo desceu para 16, tratava de se alistar. Enfrentava filas colossais, ficava orgulhoso, j tenho meu ttulo, vou votar.

Amanh, no esqueam: uma carteira com foto, joguem o ttulo de eleitor no lixo. (Royalties para Cezar Peluso, presidente do Supremo.

Dona Dilma tentou um debate LIMPO, s falava em saneamento: GASTAMOS 40 BILHES, e no meu governo, vou gastar muito mais. timo, mas s cuidar de SANEAMENTO. E os outros grandes problemas, se perdero no tempo, na incompetncia e na convico de que vai ganhar amanh (nem se discute) , consagrada pelo cidado-contribuinte-eleitor.

Jos Serra, onde vai buscar condies para disputar a presidncia pela segunda vez? Em 2002, o PSDB (leia-se: FHC) queria retirar sua candidatura, resistiu, afirmou: Estou com 60 anos, minha vez agora. Eu disse que NO ERA, NO FOI.

Agora, com 68 anos, pensa (?) que tem chance, capaz de acreditar na mesma coisa, em 2014, com 72 anos.

Dona Marinha tem obsesso por MEIO AMBIENTE, o resto no interessa. O governo Lula (ainda?) compra dlar desde que ele estava a 3,20, dizem: Compramos para o dlar no cair demais. preciso cont-lo. Mas a moeda j est em 1,68 (no momento em que escrevo) e o Banco Central COMPRANDO. os prejuzos acumulados so chamados de RESERVAS. Ningum tratou do assunto, como fugiram de tudo o que importante e imprescindvel.

Ningum falou nas fabulosas DVIDAS (INTERNA E EXTERNA), em INFRAESTRUTURA (palavra amaldioada), Sade, Educao, Transportes, a no ser como forma de preencher o tempo, o espao e a pacincia do telespectador.

***

PS Nenhum compromisso, projeto, programa, realizao fechada. E as privatizaes-doaes? Ningum falou nada. Assim como Lula ASSIMILOU e ASSUMIU tudo, Dona Dilma far o mesmo.

PS2 No h mais o que dizer, estamos na hora de votar OBRIGATORIAMENTE. Mas reflitam, examinem, pesem os nomes, no apenas para presidente.

PS3 Como o Brasil o nico pais que faz todas as eleies no mesmo dia, (deixando de fora a municipal, que devia ser a mais importante, 195 milhes moram no municpio) examinem bem.

PS4 Governador, senador, deputado federal e estadual, so importantes. Fiquemos preparados para PARTICIPAR ATIVAMENTE, desde o 1 de janeiro.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.