Ampliação da “Tribuna da Internet” deve começar com o lançamento de livros

Resultado de imagem para frases sobre livros e leiturasFrancisco Bendl

Tive alguns problemas para resolver nesta segunda-feira, então somente abri o microcomputador à noite. E me deparei com um artigo do Antonio Fallavena, abordando ideias que trocamos com aquiescência do editor Carlos Newton e pretendemos levar adiante para incrementar ainda mais a “Tribuna da Internet”. A sugestão de editar livros, por exemplo, é minha, já tinha aventado aqui no blog a intenção de reunir os melhores textos e comentários para editar antologias, e o Fallavena incrementou esta intenção em razão da sua experiência fantástica neste particular.

Quanto à transformação do blog em site, a idéia partiu do Fallavena, que entende do riscado como poucos e conversou bastante com o Newton nas duas reuniões que tiveram no Rio de Janeiro.

SUGESTÕES – Precisamos de sugestões para os livros, como o número de páginas, a quantidade de artigos, se haverá antologias de miscelânea ou seleção por assunto.

Na idéia original, sugeri alguns temas (segurança, política, saúde, educação e infraestrutura), com publicação de artigos referentes aos assuntos e seus comentários em decorrência.

Enfim, as sugestões podem ser escritas desde já, pois impera neste blog incomparável a democracia, legítima, autêntica, sem exigir nada de ninguém.

Penso que o livro poderia ter seu lançamento em livrarias das cidades onde moram os autores, com festivas noites de autógrafos.

VÁRIAS FRENTES – Quanto ao site, que daria uma nova configuração à Tribuna, o Fallavena é o expert neste particular, mas evidentemente a Tribuna seguiria seu curso de blog exatamente como agora, até se transformar em site.

Portanto, haveria o blog, depois o site, os livros, e pretendemos a cada trimestre ou semestre, abrir para a imprensa e participantes da “Tribuna da Internet” uma série de debates sobre temas de importância nacional.

A ideia é sacudir o blog, fazê-lo vibrar, ser conhecido mais ainda, e servir como esteio da democracia absoluta e não relativa, como esta democracia abjeta e deletéria do PT, PMDB, PSDB, PCdoB, PP e demais partidos políticos.

Por favor, colaborem com sugestões sobre o livro, e vamos enaltecer este espaço, que nos pertence, e deve ser bem cuidado, tratado e mantido.

Estamos nos comunicando pelo e-mail tribunainterpesquisa@hotmail.com

Obrigado aos meus amigos e colegas da “Tribuna da Internet”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É claro que os participantes do blog podem comentar à vontade as ideias já trazidas por Fallavena e Bendl. Mas depois dessa inicial troca de opiniões, proponho que concentremos esse debate através do e-mail proposto por Fallavena e Bendl, e periodicamente iremos informando a todos os participantes sobre a evolução das ideias deles e dos demais(C.N.)

41 thoughts on “Ampliação da “Tribuna da Internet” deve começar com o lançamento de livros

  1. Excelente a proposta do comentarista, é necessário que os homens de bem munidos de imaginação e objetivos nobres, deste País, unam esforços na busca de soluções efetivas para livrar nossa Pátria dessa praga chamada “política brasileira”

    • F. Moreno,

      Inúmeras vezes chegamos à conclusão que uma das razões pelas quais o país se viu à mercê da corrupção é a educação/ensino deficientes.

      Logo, se este blog ajudar a população a abrir os olhos a respeito do quanto tem sido manipulada ao longo do tempo por políticos execráveis, corruptos e incompetentes, a Tribuna da Internet estará agindo como um dos últimos baluartes existentes no combate a este mal tão nocivo e nefasto!

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  2. Fantástica essa ideia, caro Bendl.

    Sugiro o formato do ISEB, o Instituto Superior de Estudos Brasileiros. O último presidente do ISEB foi o saudoso filósofo e professor, o mestre dos mestres, Roland Corbisier. A casa do ISEB era em Botafogo/RJ, na Rua do Pasmado.

    Tentaram ideia semelhante ao ISEB, no formato da Casa do Saber. O ISEB foi revolucionário. Naquele palco, historiadores, matemáticos, sociólogos, escritores, filósofos, diplomatas, etc…, uns ministravam aulas para os outros, na cidade carioca e também em outras capitais. As ideias para o futuro do país fervilhavam, o conhecimento era difundido sem censura. Com o advento do golpe de 1964, a biblioteca do ISEB foi queimada e seu presidente, o filósofo Roland Corbisier, cassado inapelavelmente.

    É preciso reviver a chama do ISEB. Evidente que nada será igual ao que era antes, por absoluta impossibilidade prática. Àqueles geniais professores, não estão mais entre nós. No entanto, pressinto que o modelo é parecido com o caldo de cultura de conhecimentos gerais do ISEB possa retomar na trilha interrompida.

    Alguma coisa precisa ser feita pelo país, por pessoas que pensam no futuro da pátria, nos seus filhos, na unidade da nação e na perseguição da melhoria das condições materiais e intelectuais do seu povo.

    Meus parabéns pela brilhante ideia de vocês.

    • Meu caro Roberto Nascimento,

      Obrigado pelo comentário.

      Existem artigos e comentários neste blog incomparável, que precisam ser registrados em definitivo pela importância dos textos postados, portanto, a ideia do livro vem ao encontro dessa intenção de dar à Tribuna da Internet uma extensão merecida pelo que vem fazendo ao país e povo no que tange aos esclarecimentos políticos, que devastam esta nação e colocam o povo à mercê de criminosos!

      Inclusive, alertando quanto aos parlamentares inúteis e corruptos, que são eleitos sabidamente pela compra de votos, pois suas vidas pregressas como deputados ou senadores não só deixam a desejar como ocasionam graves e incalculáveis prejuízos ao Brasil e sua população!

      Um grande abraço, meu amigo.
      Saúde e paz.

    • fui mas tô voltando,

      Obrigado pela confiança, mas acarretas sobre meus ombros uma enorme responsabilidade que, espero, poder compartilhar com aqueles que apreciam este espaço democrático e reconhecem no seu Mediador o exemplo de cidadão interessado neste país.

      Um forte abraço.
      Saúde e paz.

    • Jacob, meu amigo,

      Obrigado pelo apoio.

      Conto contigo, indiscutivelmente, para levarmos adiante este projeto e concretizá-lo.

      Um grande abraço.
      Saúde e paz.

  3. Parabéns pelas novas idéias. Sugiro que coloquem junto aos artigos publicados a possiblidade de podermos compartilha-los com as mídias sociais, tais como : Facebook, Twitter, etc.

    • Marine,

      Certamente em termos de projeção através das redes sociais que mencionaste, o Fallavena é o nosso expert no assunto.

      Obrigado pela sugestão.

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  4. Cuidado com a ambição…
    O mesmo recado que dei ao “o antagon!sta”.
    Veja no que deu!

    Não transformem um espaço onde as pessoas se defendem de um poder opressor, em um ganha pão.
    Desculpem, se minha avaliação quanto ao upgrade estiver errada.

    Ser pequeno as vezes é vantagem

    sanconiaton

  5. Sanconiaton,

    Não que a tua avaliação esteja errada, mas a ideia não é esta, de ganhar dinheiro.

    Evidente que o lucro da venda dos livros reverterá integralmente à Tribuna da Internet, porém precisará da colaboração de todos a cada mês, conforme tem sido feito desde o início, pois o Newton não tem como assumir sozinho as custas do blog.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

    • Negativo, não existe isso, o lucro da venda de livros, se houver, será dos autores. Bem, já pedi que as discussões não se travem no blog, mas através do e-mail. O blog não existe para esse tipo de discussão particular.

      Abs.

      CN

  6. Muitos textos bons aqui precisam ser materializados em livro impresso. Tirar da nuvem e colocar nas mãos das pessoas as ideias aqui discutidas.
    Fazer chover a sabedoria que aqui venta.

    • Francisco Menezes,

      Absorveste a essência da ideia de se editar um livro com os temas mais importantes e polêmicos que a Tribuna da Internet publicou ao longo desse tempo que frequento este espaço democrático.

      Faz-se necessário que o grande público saiba do que fazemos, e tome conhecimento das informações aqui prestadas e discussões concernentes às postagens.

      Este debate sobre a situação do Brasil e povo na miséria, precisa ser espraiado nacionalmente, então o livro, site, encontros semestrais, sacudir o povo para que se preocupe consigo mesmo e com este Brasil tão explorado quanto roubado!

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  7. “Só está faltando eu acertar na sena”. Seria bom se houvesse imparcialidade. Não haverá. Farejaram, adularam , adularam e deram o bote. Um lado só não vale. Cultura do ódio também não. Estou dando minha opinião. Somente opinião. Quanto o assunto é dinheiro todos estão de acôrdo. Enquanto houver liberdade eu, em homenagem ao Newton, continuarei participando. No momento que o “oásis de liuberdade for soterrado pelo deserto de ídéias”. Estarei tranqüilamente fora. “Vou cantar em outro terreiro”..

  8. Comentário impertinente, deslocado da realidade quanto à ideia que se pretende colocar em prática.

    Discutível certas opiniões quando por anos a fio JAMAIS produziram qualquer sugestão para ampliar a Tribuna, e criticam de forma repudiável quando dois comentaristas apresentam DEMOCRATICAMENTE ideias de se melhorar a penetrabilidade do blog junto ao povo e Brasil!

    Vamos e venhamos, se este comportamento altamente participativo é considerado como bajulação e cultura do ódio, o comentário em tela é o exemplo indesmentível do que apregoa, onde certas pessoas estão mesmo soterradas pelo deserto de ideias, e somente sabem criticar sem apontar qualquer colaboração, então é muito fácil escrever asneiras.

    Sobre “dinheiro” (uma pena que esta preocupação que eu e o Fallavena “lucraríamos” com as sugestões, enquanto não leio nada sobre os roubos dos parlamentares!), saliento que a venda dos livros será capitaneada pelo Newton, portanto, eu o o meu amigo e colega gaúcho não teremos contato com um real sequer da comercialização dessa miscelânea que se pretende editar.

    • Qualquer crítica será logo taxada de “impertinência”!
      Um projeto do qual faça parte pessoas desprovidas de bom senso e autocrítica estará fadado ao fracasso.
      Donos da verdade têm que ficar falando sozinhos na frente do espelho!

      • Bom, vamos botar as coisas em pratos limpos:

        Os críticos da ideia do livro que apresentem as suas sugestões, pois eu me retiro em definitivo deste projeto.

        Não tenho mais idade e paciência para aturar participantes “alertando” o Newton para o salto no escuro que vai dar ou eu ser denominado por inúteis, vaidosos e narcisistas como insensato!

        Lamento que os dois “defensores” do Mediador jamais tenham sugerido algo para enaltecer a Tribuna, mesmo usando-a para fins pessoais e interesseiros, então as acusações falsas e desprovidas de verdade, aliás, sequer sabem o que esta palavra significa.

        E, depois, receber críticas por um trabalho somente no papel ainda, onde todos os comentaristas participarão, trata-se de muita má, fé, maldade e espírito de porco!

        Tô fora!

        Fico na condição de comentarista tão somente, pois não vale a pena eu me esforçar pata ter de ler asneiras e idiotices!

        • Obrigado,Bendl.

          Uma simples manifestação discordante, e natural no debate livre de ideias, gerou sua reação desproporcional.

          Não precisava rotular os críticos do projeto de “inúteis, vaidosos e narcisistas”. Seu comportamento fala mais de si que dos demais, e isso indica dificuldades na condução de um projeto pluralista. Sua presença apenas contaminaria o blog da Tribuna que já enfrenta problemas além da conta.

          Lançar livros em papel no momento atual é um disparate que resultará em fragoroso prejuízo financeiro e editorial.

          Procure outro trampolim para alcançar os seus 15 segundos de fama.

          • Roberto,

            Que pena que não entendeste a minha resposta, mas levaste mais em conta duas acusações improcedentes e maliciosas que originaram as palavras que tanto te sensibilizaram.

            Não preciso de trampolim nessas alturas para a minha vida, mas constato que muita gente necessita de orientação para poder alcançar o patamar que hoje me encontro, que talvez seja o teu caso.

            O livro foi apenas uma proposta, uma ideia, e não que já fosse assunto decidido.

            Da mesma forma o site ou qualquer outra maneira possível de se ampliar a Tribuna da Internet, em face da sua utilidade e importância.

            Curioso que, mesmo havendo esta intenção positiva, desprendida em termos pessoais, recebi duas admoestações injustas e inaceitáveis, então a minha reação porque não sou o responsável pelo blog, mas aprecio este espaço e entendo que o seu Mediador receberia de bom grado sugestões no sentido de dinamizar o blog, mais nada.

            Entretanto, as más línguas discordaram, e fui acusado de até me aproveitar de “ninhos” alheios, como se eu quisesse “lucrar” às costas do Newton, uma palhaçada e acusação de quem é mau caráter, pois sequer o livro teve ainda qualquer planejamento que não fosse mera sugestão!

            Agora, tu é que te aproveitas de uma ideia que tive para contestá-la, e teres então o teu momento de aparecer negativamente neste espaço, que se levarmos em consideração a tua conclusão, que as editoras fechem, pois livro algum não será mais vendido neste país!

            Enfim, sempre haverá aqueles que nada fazem para enaltecer a obra alheia, e quando diante de novas propostas, se manifestam contrários a elas porque não admitem que existam pessoas que desejam apenas colaborar, corresponder à amizade, reconhecer o trabalho que é feito, em decorrência a oferta para valorizar mais ainda a Tribuna da Internet sem qualquer proveito ou lucro pessoal!

            Tu ainda necessitas saber o que é uma piscina, Roberto, enquanto o meu salto para a fama eu já o concretizei há quase meio século!

            E que Deus te acompanhe nessa descoberta, pois desta forma continuarás sem saber a respeito do que me refiro.

        • Bendl, não preciso lhe dizer que criticas justas e injustas fazem parte de um desafio como este de ampliar a Tribuna da Internet. É uma proposta de grande envergadura.
          O importante é vencer e vocês – Carlos Newton Fallavena e você têm estrutura bastante sólida para contornar os impactos que aparecerem.
          Cheguei até a propor ao Mano que publicasse em livros os melhores artigos do magnifico blog dele. Ele não topou e deve ter seus motivos que respeito.
          Abs

          • Minha querida Carmen Lins,

            Admito críticas APÓS um trabalho feito.

            Neste caso, apresentei a ideia de um livro contendo os temas mais polêmicos ou necessários para debates e seus respectivos comentários.

            E fui acusado de querer me aproveitar deste espaço e de “lucrar” com o livro proposto!

            Ora, pro diabo quem pensa desta forma !

            Assim, saio do projeto, e quem quiser levá-lo adiante, ótimo.

            Se eu tive esta ideia ela não é de minha propriedade, não a tenho patenteada, então podem concretizá-la ou não.

            Agora, percebe-se nitidamente quem pensa de maneira positiva e quem apenas quer o mal das outras pessoas, e que não suportam o sucesso alheio!

            Fazer o quê?!

            Apesar de a minha intenção ter sido o Newton crescer mais ainda, e ter o merecido reconhecimento pelo seu trabalho, e eu ter recebido acusações infundadas, decididamente não tenho mais tempo e tampouco paciência para ler asneiras e agressões infundadas!

            Indiscutivelmente o trio que mencionaste estaria comprometido em levar adiante a ampliação da Tribuna da Internet, mas depois desse tipo de recepção inexplicável e injusta, retiro-me, saio deste plano, lamentando a falta de compreensão sobre essa ideia.

            Agradeço quem me apoiou neste projeto, que agradou a muitos comentaristas e ao próprio Newton, mas desse jeito não há como seguir em frente.

            Muito obrigado, Carmen.
            Um forte abraço.
            Saúde e paz.

  9. Dentro do universo de pluriparidades de pessoas, idades, profissões e outras tantas variáveis. Só uma observação para não criar distinção entre o proposito, é deixar os assuntos voltado sobre religiões, o qual isso é assunto pior que futebol, empobrece o TI. No entanto estou à disposição para colaborar.

  10. A Tribuna da Internet é o blog mais independente do Brasil e também o de maior credibilidade, inclusive muitos artigos publicados aqui tem grande repercussão em outros veículos de mídia, porque tem uma excelente equipe de articulistas. A mídia corporativa sempre omite verdades que encontramos aqui. Gostaria de reforçar aos editores, particularmente ao Carlos Newton, que sempre ao final das postagens que reproduzem notícias de outros sites, constasse a NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG, que muitas vezes, é mais reveladora que a própria notícia. Um abraço a todos!

  11. “O tico-tico ” ficou esperando o outro passaro fazer o ninho para ele botar o ovo”. Se fosse o Lauro Jardim aí sim eu aplaudiria. Mas, é preciso dizer que pularam na garupa do Newton e assim continuarão galopando até esgotar-lhe as forças. É duro dizer mas, o que fazer? “Existem pessoas cultas de boa formação moral, mas que carregam consigo uma dose muito grande de ingenuidade”. Tomara que eu esteja engadado mas. o salto tríplo no escuro que Newton vai dar é muito perigoso.

    • O que é isso, Aquino, não estou dando salto nenhum no escuro. Acho legal a ideia de fazer livros, isso não dá nenhum dinheiro, apenas prestígio. E também não me incomodo que outros participantes queiram criar uma ONG para gerir o blog quando eu não mais estiver por aqui. Acho isso natural, porque ninguém fica aqui para sempre. Especialmente nós dois, que somos mais velhos e já viramos o Cabo da Boa Esperança.

      Abs.

      CN

  12. Prezado Carlos Newton.

    Primeiramente boa madrugada, esta mania que tenho para poder pensar melhor, assim acredito, já data há bom tempo. Acreditando que pensando eu existo, prefiro pensar e possuir esperança.
    A esperança que muitos acreditam em ser de esperar, quando na verdade, a mesma assim dizem, possuírem duas filhas: a indignação e coragem deveria prevalecer.
    Sempre tentar mesmo que errado, será melhor do que não tentar. Nunca seremos melhores se não acreditarmos nos sonhos, que prefiro chamar de nossas vontades lúcidas como seres humanos, que nos traz a responsabilidade de acreditarmos uns nos outros, mesmo presenciando estas atrocidades de corrupção que, não culpo aos mais doentes do que eu, sem eufemismo, que só traz as desconfianças, que tentam assim transformamos ou igualarmos todos por baixo.
    Por determinadas postagens aqui lidas por todos, não é questão de poder fazer algo a mais ou não; é um dever de fazer para irmos ensinando uns aos outros e principalmente para aqueles que estão ficando mais “doentes” do que nós mesmos, não acreditando muita das vezes nem na sua própria sombra. Mas o que esperar, diante desta calamidade só exposta agora, com um povo sem educação, família, futuro, nem sequer utopias, pois lhe foi tiradas desde sempre.
    Devemos tolerar alguns comentários de colegas, pois sabemos de todas as limitações doentias que trazemos de cachorros vira-latas implantadas por uma dúzia de cem pessoas infectando 220 milhões de brasileiros honestos e bem intencionados. Muito mais deve, digo, deve ser feito pela estrada, pois o nosso futuro encontra-se no presente; se nós não jogarmos a semente à terra hoje, não colheremos nada no futuro. Sabemos do nosso futuro pelo nosso presente.
    Dentro de minhas humildes sugestões, devo ratificar seu pensamento com o meu, e a partir de então, o que puder ao pensar para esta matéria agregar com esta maravilhosa idéia de poder, somente remeterei por e-mail.
    Com os hackers, os infiltrados até na Casa Branca, para deboche e tergiversação minha, faça uma boa criptografia para não ocorrer “boi na linha”…

    • Gratíssimo por suas palavras, Douglas.

      Expliquei ontem ao amigo Santos Aquino que acho ótima a ideia de fazer livros, porque congrega os autores e incentiva o debate sobre os temas nacionais. Também me agrada a possibilidade de organizar eventos, tipo seminários. Quanto à ideia de transformar em site, com certeza não me incomodo que outros participantes queiram se reunir e criar uma ONG para gerir o blog quando eu não mais estiver por aqui. Acho isso natural, porque ninguém fica aqui para sempre. No meu caso, caminho para os 74 anos e já virei o Cabo da Boa Esperança, como se dizia antigamente. Se a Tribuna da Internet puder sobreviver sem mim, com a característica de espaço livre, ficarei muito realizado.Acho que muita gente não entendeu o objetivo de Fallavena e Bendl, é preciso esclarecer.

      Abs.

      CN

      • Carlos Newton, não existe um recurso de você fixar esta Postagem no alto da página de todos os dias? É só uma sugestão para que a gente acompanhe o andamento da ampliação da TI! Obrigada.

  13. Newton, retiro a metáfora: “Salto triplo no escuro”. Você tem razão de falar em “Cabo da Boa Esperança” que é uma metáfora que me agrada. A ciência está muito avançada e ainda estás longe de virar o cabo da boa esperança. Mas ninguém pode dar murros na realidade. E a realidade está cristalina. “Oasis de liberdade” expressão que cunhei, com você sempre existirá. Mas você é o Newton. Que eu saiba você é um democrata. Nunca me passou pela cabeça que tivesse simpatia pelo nazi-facismo. Sei que nunca teve e nunca terá mas,…..????. O Nilton que te admira me pergunta: Será que Newton vai fazer a campanha do Bolsonara? De pronto respondi: Não sei! Acho pouco provável. Newton tem vida história e profissionalismo. Ainda existe justiça divina; que ela te proteja. Se fosse com Lauro Jardim eu nem precisava pensar em justiça divina.

    • Obrigado por suas palavras, amigo Aquino, que me emocionaram. Diga a seu amigo Nilton que eu não faço campanha de ninguém. Vou estar com Ciro Gomes amanhã, às 18h30m, na ABI, junto com Darc Costa, Carlos Lessa e Paulo Jerônimo, para ver como está o equilíbrio emocional dele. Quanto a Bolsonaro, não me incomodo que seja presidente, embora o considere incompetente. Certa vez, estive com ele na Câmara para perguntar sua posição sobre o Tratado da ONU assinado pelo Brasil que possibilita a independência de todas as tribos indígenas brasileiras e ele desconhecia o assunto…
      Mas pior do que Temer, certamente Bolsonaro não será.

      Abs.

      CN

  14. Darcy Leite, o que escreveste devia ser matéria obrigatória na mídia. Ningué poderia retratar uma verdade tão contundente como fizeste. Parabens e obrigado por essa lição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *