Anastasia descarta concorrer ao governo de Minas e ameaça planos de Alckmin

Alckmin queria ter apoio do DEM, não conseguiu

Maria Lima 
O Globo

Abalado pelo escândalo da delação da JBS, o grupo político do senador Aécio Neves (PSDB-MG) revive o fantasma de 2014, quando o mineiro perdeu em seu estado a eleição para o Palácio do Planalto. Na reta final para a formação de alianças e da construção de palanques para sustentar os presidenciáveis, os tucanos perdem terreno e põem em risco uma rede de apoio competitiva para o pré-candidato Geraldo Alckmin no segundo maior colégio eleitoral do país.

A tábua de salvação para unir o PSDB, segundo os tucanos de Minas, seria o senador Antônio Anastasia aceitar concorrer novamente ao governo estadual. Mas o ex-governador resiste aos apelos de Alckmin, Aécio e outros emissários tucanos mais próximos. Na lista de argumentos, o senador é lembrado que pode ser responsabilizado mais tarde por uma eventual derrota de Alckmin. Também pesa o fato de Anastasia ter se projetado politicamente a partir do apoio de Aécio.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Geraldo Alckmin não decola e tem uma má notícia atrás da outra. Não tem condições de ir para o segundo turno e vai dividir ainda mais o centro, favorecendo a ascensão de Jair Bolsonaro e Ciro Gomes. (C.N.)

4 thoughts on “Anastasia descarta concorrer ao governo de Minas e ameaça planos de Alckmin

  1. PSDB/MDB/PT não têm clout para disputar eleição para presidente. A razão tá na cara: os escândalos de corrupção que muitos dos seus membros proporcionaram. O Aécio e o Serra nem se fala – foi uma decepção que vai ser lembrada sempre. O MDB e o PT deveriam ser cassados como partidos e muitos dos seus membros enjaulados por décadas – a começar pelo Temer; Lula é cão morto.

  2. Tenho certeza que neste país ainda tem muita gente boa, do bem, séria, honesta e simpatizante dessa grande ideia transformadora cujo tempo chegou, que é a RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, pelos meus cálculos cerca de 70% da população do Brasil que, em sã consciência, não suporta mais o velho continuísmo da mesmice dos me$mo$. Portanto, concretizada a parceria Partido e Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, não tem pra mais ninguém, vai ser no primeiro turno a decisão, certamente, até porque sem a RPL-PNBC-DD-ME não existe nada de novo no front. E daí, vamos conversar ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *