Anastasia e Helio Costa: o Ibope e o Datafolha

Pedro do Coutto

Como sustento sempre, os nmeros das pesquisas estimuladas e espontneas podem variar em matria de inteno de voto, sobretudo porque o volume maior de respostas encontra-se sempre nas primeiras. Sem dvida. Porm as posies dos candidatos no podem ser divergentes entre si. Isso aconteceu entre o Datafolha e o Ibope, quando h trs semanas, aproximadamente, na pesquisa estimulada a empresa Folha de So Paulo apontou 37 para Serra, 36 para Dilma, enquanto na espontnea registrava 21 para Dilma e 16 para Serra. Assinalei que houve um equvoco. No levantamento seguinte, curto espao de tempo depois, o Datafolha assinalava a ultrapassagem veloz de Serra por Rousseff.

A pesquisa Ibope estava mais coerente. Dilma liderando nas duas verses. Agora, na edio de 27 de agosto, ao focalizar o quadro da disputa pelo governo de Minas Gerais, o Datafolha voltou contradio. Na estimulada apontou 43 para Hlio Costa, 29 para Antonio Anastasia, registrando, vale frisar, que este subia 12 pontos em relao pesquisa anterior. Mas na espontnea encontrou 17 para Anastasia, 14 para o ex-ministro das Comunicaes. Deixou assim uma dvida no ar.

O Ibope dissipou a nuvem. De acordo com reportagem de Adriana Vasconcelos, O Globo de 29, dois dias depois, portanto, o atual governador de Minas ultrapassou Hlio Costa: alcanou em sua arrancada 35% contra 33. Era de prever. A pesquisa espontnea no divergiu da estimulada. Alm disso, comprovando o acerto do Ibope, Hlio Costa dirigia apelo a Lula para que fosse a Minas ajud-lo na reta de chegada. Como no formulou o apelo antes, conclui-se facilmente que sentiu a necessidade de ajuda. A vida assim, no s a poltica. Requer-se a presena de algum quando se est precisando. Mas esta outra questo, alis eterna. A meu ver, entretanto, dificilmente Lula atender o apelo.

Ele no vai querer confrontar com Acio Neves no seu estado, em que, para o Senado, atinge 70% das intenes de voto, e no est se empenhando por Serra. Tanto assim que Dilma est bem frente nas terras mineiras. Uma presena de Lula obrigaria Acio a reagir e, alm de falar em Anastasia, teria que falar no ex-governador de So Paulo. No pode ser este o projeto de Luis Incio. Para Lula, Acio fica vontade em Minas, enquanto ele vai se concentrar em So Paulo. O Rio de Janeiro, terceiro colgio eleitoral do pas, no apresenta mares revoltos. Ao contrrio. No RJ, Dilma lidera disparado; 61 a 17.

O vo de Dilma Roussef de cruzeiro, cu azul e sem turbulncia. Todas as pesquisas assinalam sua vitria. Na minha opinio, pode mandar fazer o vestido da posse. No h dvida. Mas eu disse que Lula no dever ir a Minas. Por coincidncia ou no, matria de Daniela Lima, Folha de So Paulo de 30 de agosto, acentua que o presidente da Repblica vai se concentrar em So Paulo nas semanas finais da campanha, numa tentativa de levar as eleies paulistas para o segundo turno. Mercadante subiu bastante com a primeira investida mais forte de Lula em seu favor. Porm Alckmim segue firme, embora tenha descido alguns pontos. No ser fcil a tarefa do presidente. A diferena, hoje, de 23 degraus.

Outro assunto

Por falar em vitrias e derrotas, quem ser o maior derrotado nas eleies presidenciais? Aparentemente Serra. Mas, coberto por sombras, o ex-ministro Jos Dirceu. No fosse seu envolvimento com o mensalo, episdio que levou sua queda da Casa Civil, seria ele, e no Dilma, o candidato do presidente Lula. E como Rousseff vai ser, seria eleito. Muitos dizem que no Brasil os erros no prejudicam seus autores. Jos Dirceu exatamente o exemplo contrrio disso.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.