Andréia Sadi fez o advogado de Bolsonaro passar vergonha no Jornal Nacional

Entrevista de Wassef para Andréia Sadi virou um dos assuntos mais comentados da internetDeu em O Tempo

Frederick Wassef , advogado da família Bolsonaro, deu uma entrevista por telefone à jornalista Andréia Sadi, da TV Globo, que foi ao ar na noite deste sábado (20), no “Jornal Nacional”.

A conversa viralizou nas redes sociais, sobretudo, uma das perguntas que Andréia Sadi fez sobre como Fabrício Queiroz foi parar na chácara de Atibaia (SP), onde o ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi preso e que pertence a Wassef.

PULOU O MURO – O advogado negou que tenha emprestado a casa para Queiroz. Foi então que a repórter questionou:  O Queiroz pulou o muro? Apareceu voando na casa do senhor? Ou foi levado por alguém?”.

Depois de um silêncio constrangedor, Wassef declarou que não poderia responder porque envolveria sigilo profissonal, mas que em breve irá falar sobre o assunto e Sadi iria “gostar de ouvir”.

 “O que eu posso, por ora, falar e adiantar é, saiba: jamais o presidente Bolsonaro teve ciência ou conhecimento de qualquer coisa relacionada a Queiroz ou ao Flávio ou ao caso Flávio”, afirmou. “O que eu trato com o presidente são assuntos jurídicos entre eu e ele, de temas dele, de casos dele”, completou o advogado, que não conseguiu explicar o inexplicável.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O advogado Frederico Wassef, que se diz “consultor jurídico” da família Bolsonaro, é um mentiroso contumaz, cujo nariz está crescendo mais do que o Pinóquio, qualquer um pode perceber essa realidade. Realmente, a repórter Andréia Sadi deveria cobrar adicional de insalubridade à TV Globo, por ter de entrevistar esse tipo de gente. (C.N.)

16 thoughts on “Andréia Sadi fez o advogado de Bolsonaro passar vergonha no Jornal Nacional

    • Souzza,

      Eu tinha um comentário pronto sobre a “sigla” que Alfinete publicou, que teria sido algo absurdo contra o Mediador, CASO levássemos a sua tradução mediante o que pensamos inicialmente.
      Antes de eu postar a minha impressão, Alfinete explicou o que quis dizer.
      Se verdade ou não, ele foi claro em dizer que jamais pensaria no que imaginamos que fosse.
      Fazer o quê?

      Basta de encrenca, briga desnecessária, ofensas, insultos … já encheu o saco.

      Portanto, diante da minha admiração por ti, uma relação amistosa legal que temos, deixa prá lá.
      Segue postando teus textos, e deixes de te importar com besteiras.
      Se o Newton não se incomodou, a ponto de nada ter publicado, evidente que não seríamos nós a tomar-lhe as dores, lá pelas tantas, forçando uma expressão que Alfinete disse que era diferente das críticas que recebeu no dia.

      Enfim, eis mais um dos sintomas pérfidos da ideologia;
      Mais uma demonstração do quanto nos envolvemos estupidamente com uma política deletéria, deplorável;
      Mais um momento perdido em ofensas ou indiretas, na defesa daqueles que nos roubam, exploram e manipulam!

      Abração.
      Saúde e paz.
      Te cuida, meu!

  1. Andreia Sadi esculachou o narigudo.

    Ficou feio pra o Wassef. Fez o papel dele, que é mentir até a morte, assim como faz o Flávio Bolsonaro.

  2. CN,
    não entendes. O local é um escritório de advocacia. Como o advogado tem muitos clientes, a fila de espera para atendimento é longa e inevitável. Portanto, Queiroz chegou lá e lhe foi comunicado que ele deveria agendar uma reunião ou então aguardar uma brecha para ser atendido (mas foi advertido que a espera poderia ser longa). Queiroz, então, decidiu pela espera. Nisso, passou um ano tentando falar com o advogado.
    Essa é a explicação. Wassef nunca viu ou falou com Queiroz.

  3. Não será o Fabrício Queiroz do MTST, do Boutos, plantado clandestinamente na casa do Wassef, tipo invasão de domicílio e ocupação do imóvel, fora da lei, só para sacanear os Bolsonaro ? Fala sério, Bussanda. Que país é este, Renato Russo ? Tivesse eu invadido a casa do Wassef, à revelia do caseiro que lá está para atender o imóvel, pegaria até prisão perpétua. Peguem o caseiro, empregado do Wassef, como cúmplice da invasão do imóvel pelo Queiroz, e esconderijo deste, e ele abre o bico fácil, no ato.

  4. O Wassef é confessor do Bolsonaro e dos seus pintinhos. Por isso ele não pode revelar possíveis crimes de que tenha conhecimento. As verdades ficam entre ele, os Bozos e Deus nosso Senhor.

    Deus seja louvado,
    Que o rico fique mais rico
    E o pobre mais explorado

  5. Eu acho que esta história terá um final inesperado!
    Sem ter com justificar ou explicar de maneira, pelo menos, que uma criança de 1 mes entenda e aceite, o nobre advogado, devidamente registrado na grande oab, ingressará na justiça com uma ação contra o Queiroz, por invasão de propriedade, uso de tudo (água, gás, luz, materiais de higiene e alimentação.
    Pedido? Ressarcimento das despesas!
    Será que está cola?
    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *