Ao invés de investigar o PT, Janot prefere denunciar o PP

Janot gosta de trabalhar pelo método seletivo…

Ricardo Brandt, Julia Affonso e Fausto Macedo
Estadão

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o esquema de corrupção sustentado pelo PP na Petrobrás, que tinha como principais operadores o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, desviou R$ 357,9 milhões dos cofres da estatal, entre 2006 e 2014 – 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais. O balanço está descrito na denúncia contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR) oferecida ao Supremo Tribunal Federal. Segundo a acusação formal do Ministério Público, doações oficiais à legenda ocultaram propina.

O PP é o primeiro partido a ter seu esquema de corrupção devassado pela força-tarefa da Lava Jato. A investigação em Curitiba concentra seus trabalhos também na atuação do PT e do PMDB no esquema. As três legendas, conforme o Ministério Público Federal, agiam como controladoras de áreas estratégicas da Petrobrás, por meio do controle de diretorias, e beneficiárias diretas de desvios.

“Os valores ilícitos destinavam-se não apenas aos diretores da Petrobrás, mas também aos partidos políticos e aos parlamentares responsáveis pela indicação e manutenção daqueles nos cargos”, disse Janot na denúncia contra Meurer, no Inquérito 3.997, que ainda será analisada pelo Supremo.

PROPINAS E DOAÇÕES

A propina era repassada aos políticos “de maneira periódica e ordinária, e também de forma episódica e extraordinária, sobretudo em épocas de eleições ou de escolhas das lideranças.” “Em épocas de campanhas eleitorais eram realizadas doações ‘oficiais’, devidamente declaradas, pelas construtoras ou empresas coligadas, diretamente para os políticos ou para o diretório nacional ou estadual do partido respectivo”, afirmou Janot. “Em verdade, (as doações) consistiam em propinas pagas e disfarçadas do seu real propósito.”

A linha acusatória da Procuradoria é a mesma da força-tarefa da Lava Jato, que vai, neste ano, acionar na Justiça, via ação cível pública, os partidos por desvios na Petrobrás. Até agora, só pessoas físicas foram imputadas.

Além das doações oficiais como forma de ocultar propina, a Procuradoria diz que ao menos outras três formas eram usadas: entregas em dinheiro em espécie levadas por “mulas” que escondiam as notas no corpo, transferências eletrônicas ou pagamentos de propriedades e remessas para contas no exterior.

YOUSSEF, A PEÇA-CHAVE

O doleiro Alberto Youssef foi a peça-chave nessa sistemática de desvios e corrupção do PP na Petrobrás, disse Janot. Ao menos R$ 62 milhões desse montante pago pelas empreiteiras ficaram ocultos em contas de empresas de fachada e de firmas que forneciam notas frias para a “lavanderia de dinheiro” do doleiro, responsável por administrar um verdadeiro “caixa de propinas do PP”.

Segundo Janot, o esquema na Petrobrás é fruto do loteamento político da estatal, entre partidos da base, promovido pelo Planalto para garantir a governabilidade e a permanência do poder a partir de 2004. Conforme a denúncia, PT, PMDB e PP eram os responsáveis pelas três áreas que concentravam os maiores investimentos na Petrobrás. Por meio do controle de cada uma das áreas, cobravam de 1% a 3% de propina em grandes contratos, em conluio com empreiteiras. Entre elas, as maiores do País, como Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e Camargo Corrêa. A constatação é resultado de quase dois anos de trabalhos da força-tarefa do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, em Curitiba – sede da Lava Jato.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGQuem vê uma notícia desse tipo pode até pensar que o PP comandava a corrupção na Petrobras. O fato é que o procurador Janot trabalha de forma seletiva. Investiga Cunha e o PP, mas esquece Renan e o PT. Esta é a realidade. O PP não passa de um coadjuvante, o agente principal é o PT. A Procuradoria deveria investigar primeiro os maiores criminosos e chefes das quadrilhas. Ou não? – como diz o Caetano Veloso, sempre que aborda algum assunto óbvio. (C.N.)

14 thoughts on “Ao invés de investigar o PT, Janot prefere denunciar o PP

  1. Antes tarde do que nunca, uma boa notícia: Mateus Leitão do G1 publicou que um manifesto está sendo preparado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), pela Confederação Nacional de Saúde (CNS), pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) com “críticas diretas ao comportamento político de Dilma”.

    Vale a leitura de parte do documento:

    “Uma campanha eleitoral serve, no mínimo, para que o candidato apresente um programa de governo e com ele se comprometa publicamente em implementar. A presidente Dilma Rousseff não tratou de aumento de carga tributária ou de criação de tributo durante a sua campanha eleitoral.Falta legitimidade política para a Presidência propor medidas que aumentem a carga tributária no Brasil, seja criando a CPMF ou aumentando a alíquotas dos tributos existentes.As entidades conclamam a sociedade e as forças políticas a pronunciarem um rotundo não a qualquer aumento da carga tributária”.

    Porém , melhor ainda , é a conclusão do Antagonista, ao repercutir a matéria:

    “Se Dilma não tem legitimidade para criar impostos , não tem legitimidade para governar o Brasil”

    http://g1.globo.com/politica/blog/matheus-leitao/post/oab-e-confederacoes-preparam-manifesto-com-tom-oposicionista.html

    • No Brasil do PT? Quem necessita de legitimação? Ainda não se deram conta que já estamos em plena ditadura maquiada de democracia?
      Sabe quando vão fazer alguma ação contra o Molusco, NUNCA! Ele tem seus tentáculos nos juízes, e estes são, em sua maioria extremamente sensíveis ao dinheiro, ou seja corruptíveis, tal qual o janota Janot. Figurinha bem conhecida, ele tem mesmo é que desviar as atenções da galinha dos ovos de ouro.
      A prova que a Rainha de Copas, não necessita de legitimação é que já deu aval para o aumento de ICMS nos estados e vai tralhar com afinco para que a maldita CPMF (Contribuição PERMANENTE…).
      Cadê as manifestações públicas?
      Sabe nada inocente!!!

  2. Carlos Newton sintetizou de forma inconteste a atuação do Selecionadot Geral da República:
    “Janot trabalha de forma seletiva. Investiga Cunha e o PP, mas esquece Renan e o PT. Esta é a realidade.”
    Ninguém pode negar.

  3. Janot, faz parte do aparelhamento do PT, seu comportamento não deixa duvidas sempre parcial, e cego para os crimes cometidos pela Presidenta, Lula e PT. Os culpados do lava jato por uma escala que só ele decide e comanda é a seguinte: primeiro Eduardo Cunha, e após Collor, PP,PMDB e outros, é claro menos Renan.

  4. O PP, OS R$ 348 MILHÕES ROUBADOS DA PETROBRÁS E OS R$ 200 MIL RECEBIDOS POR JAIR BOLSONARO.
    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o esquema de corrupção sustentado pelo PP na Petrobrás, que tinha como principais operadores o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef, desviou R$ 357,9 milhões dos cofres da estatal, entre 2006 e 2014 – 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais. O balanço está descrito na denúncia contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR) oferecida ao Supremo Tribunal Federal. Segundo a acusação formal do Ministério Público, doações oficiais à legenda ocultaram propina.
    Como nas doações a Jair Bolsonaro, que é tido como um dos “acima de qualquer suspeita” no PP, constam R$ 200 mil vindos do partido, ninguém pode afirmar que não tenham vindo de propina da Petrobras. Aliás, mesmo que Bolsonaro tenha colocado na mídia que devolveu R$ 300 mil que teriam vindo da JBS-Friboi, constam R$ 200 mil recebidos deste frigorífico no site do TSE. Oficialmente. Vide figura abaixo. Consulta realizada em 17 de janeiro, às 12:37 horas.
    Cliquem na figura e ampliem. Não está provado no mesmo, com declaração no TSE, que ele recebeu dinheiro da JBS-Friboi? Se está errado, que o nobre deputado peça a correção da informação. Não está provado que recebeu doação do Comitê Partidário que, por sua vez, recebeu R$ 348 milhões roubados da Petrobras? Se está errado, que o nobre deputado peça correção nos registros do tribunal. É muito fácil. Pode fazer isso hoje, se quiser. Se puder.
    Saiba mais…http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2016/01/sobre-as-doacoes-recebidas-por-bolsonaro.html

  5. “Janot gosta de trabalhar pelo método seletivo…”
    Que o diga a Quadrilha do Efeagacê.,, aécio, vampiro da móoca, covas, aloisio, guerra, anibal, alckimintira….
    Estão todos lá com os pescoços atolados na corrupção, mas até agora, nenhum foi “chamados as falas” pelo janot…..
    A proposito, no que deu aqueles US$ 100 milhões de dólares que o Zóiodinho da Mamãe entreguou para a Rainha da Corrupção;.???
    janot tá mais para aquelas “joanetes” nos pés…..

    eh!eh!eh
    VIVA LA FRANCE.!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *