Apenas 12% defendem manutenção do foro privilegiado, informa o Ibope

Resultado de imagem para foro privilegiado

Charge do Oliveira (Humor Político)

Por G1, Brasília

Uma pesquisa feita pelo Ibope, por encomenda da Avaaz, uma comunidade mundial de mobilização online, apontou que 78% dos entrevistados defendem o fim do foro privilegiado. A pesquisa foi feita por telefone, entre os dias 23 e 25 de abril. A margem de erro máxima estimada é de três pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

A pesquisa, divulgada no dia em que o Supremo Tribunal Federal (STF) retoma a discussão que pode restringir o foro privilegiado, perguntou aos entrevistados: “Na sua opinião, o foro privilegiado deveria ou não deveria acabar?”. Do total de 1.000 entrevistados, 780 ou 78% disseram que o foro deve acabar. Outros 12% disseram que o foro não deve acabar e outros 10% não souberam responder.

NO SUPREMO – O STF retoma nesta quarta-feira (2) julgamento iniciado no ano passado que pode restringir o alcance do foro privilegiado. O foro por prerrogativa de função, o chamado “foro privilegiado”, é o direito que têm, entre outras autoridades, presidente, ministros, senadores e deputados federais de serem julgados somente pelo Supremo.

Já existe maioria de 8 votos entre os 11 ministros para retirar do STF ações e investigações sobre parlamentares por fatos ocorridos fora do mandato, que seriam então enviados para a primeira instância da Justiça.

IMPUNIDADE – Os entrevistados foram questionados se o foro privilegiado ajudaria ou não ajudaria a combater a impunidade? Do total de respostas, 77% disseram que o fim do foro ajudaria a combater a impunidade. Outros 14% declararam que não e 9% não souberam responder.

A pesquisa também perguntou: “Você acha que o fim do Foro Privilegiado ajudaria ou não ajudaria a combater a impunidade?”. Ajudaria a combater: 77. Não ajudaria a combater: 14. Não sabe: 9

O Ibope perguntou, ainda: “Se o Poder Judiciário aprovasse o fim do foro privilegiado, seu nível de confiança nele aumentaria, diminuiria ou se manteria igual?”. Para esta pergunta, 36% dos entrevistados declararam que aumentaria a confiança, 45% disseram que se manteria igual, 8% disseram que diminuiria e 11% disseram que não sabem.

5 thoughts on “Apenas 12% defendem manutenção do foro privilegiado, informa o Ibope

  1. CN,
    Boa tarde!
    O título (a chamada) precisa ser corrigida.

    O certo é:

    Apenas 12% defendem manutenção do foro privilegiado, diz o Ibope

    Abraços.

    • Essa chamada fez-me lembrar uma piada de portuga. Certa ocasião, dois portugueses precisariam empilhar 10 caixa, até atingir altura suficiente para trocarem uma lâmpada. Ao chegar na última caixa, ainda faltava a espessura de mais uma caixa, para Manuel alcançar o objetivo. Então ele olhou de cima a baixo e peguntou: “E agora Oliva, o que temos a fazer, patrício? -Bom, tive uma idéia, vou puxar a caixa base, e com ela tu preenches a lacuna acima.

  2. A resposta do Marechal foi perfeita. Inquirido sobre a ilegalidade da intervenção militar no governo, e escutando que o Supremo garantiria os parlamentares, o Marechal perguntou: E quem garante o Supremo?!!!
    E é isto mesmo; dito isto para que o foro privilegiado?!!!
    Para poucos escaparem da punição pelos seus maus feitos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *