Apoiadas por Lula, Centrais se posicionam contra o governo e preparam o Dia Nacional de Mobilização, Greve e Luta

Carlos Newton

Com apoio total do ex-presidente Lula, que se reuniu com as lideranças há duas semanas e deu sinal verdade, as Centrais Sindicais já iniciaram os preparativos da megamanifestação nacional, em 11 de julho. A data foi escolhida por CUT, Força, UGT, Nova Central, CTB, CGTB, CSP-Conlutas e CSB, a pretexto de impulsionar a Pauta Trabalhista, que está travada junto ao governo e ao Congresso Nacional.

O movimento será unitário. As bandeiras, eleitas na Conclat 2010, também são unitárias. Mas as Centrais discutem formas de manifestação, conforme as orientações próprias e as condições efetivas de mobilização das categorias. Não há, por enquanto, uma forma definida: se greve, protesto, ocupação de espaços públicos ou tudo isso junto.

A maior Central brasileira já está conclamando a militância. Diz a nota: “a Direção Nacional da CUT, reunida em São Paulo, dias 26 e 27 de junho de 2013, convoca os trabalhadores e trabalhadoras e suas organizações à mobilização em torno da Pauta da Classe Trabalhadora”.

CONHEÇA AS REIVINDICAÇÕES

A CUT elenca as seguintes prioridades conjuntas das centrais:

* Contra o PL 4.330, da “terceirização”, que retira direitos dos trabalhadores e precariza ainda mais as relações de trabalho; o Projeto precisa ser varrido da pauta do Congresso Nacional;

* Fim do fator previdenciário;

* Redução da jornada de trabalho para 40 horas sem redução de salários;

10% do orçamento da União para a saúde pública;

*10% do PIB para a educação pública;

* Reforma Agrária;

* Suspensão dos leilões de petróleo.

FORÇA ANUNCIA GREVE

A Força Sindical já reuniu sindicatos de todo o Brasil, para discutir como serão as manifestações e paralisações de suas categorias em 11 de julho. “Vamos definir como serão os atos pela retomada da luta pelo fim do fator previdenciário, 40 horas semanais, reajuste para os aposentados, transporte público de qualidade e mais investimentos em saúde e educação”, afirmou o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva. Na reunião, o sindicalista Toré (Condutores de São Paulo) informou que a categoria começará uma greve esta sexta-feira na capital paulista.

Por sua vez, a central CTB já  reuniu 77 organizações e movimentos sociais, em São Paulo, para definir a participação no Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações. A CTB amplia a pauta ao chamar à luta pela democratização dos meios de comunicação e contra o genocídio da juventude negra e dos indígenas.

LULA CONTRA DILMA

Essa mobilização de todas as Centrais Sindicais do país mostra a força do ex-presidente Lula, que luta para reocupar seu espaço na liderança do movimento trabalhista brasileiro. Com iniciativas como essa, Lula aumenta a pressão sobre Dilma e a enfraquece ainda mais, num momento decisivo para a candidatura dela à reeleição.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

21 thoughts on “Apoiadas por Lula, Centrais se posicionam contra o governo e preparam o Dia Nacional de Mobilização, Greve e Luta

  1. ha…ha…ha…é divertido ver essa pelegada (junto com a UNE), há 12 anos mamando nas tetas generosas do governo, virem agora organizar manifestações contra…o governo!! Ridículo! Quero ver nas manifestações da CUT, cartazes propondo o fim do peleguismo nos sindicatos brasileiros…ha….ha…ha..

  2. É a caminhada de jesus com a pelegada juntando cut, une e outras iguais.Devia CHAMAR o silas malafaia pra juntar aquela multidao que esta sempre as ordens da lavagem na cabeça para engrossar nas ruas. Mamando nas tetas do governo, ainda estao, por tanto tempo agora vem com palhaçada. Horrível tudo isto.

  3. Com esta notícia, ficou claro o pensamento do Lula, em relação a Dilma: “Eu te coloquei no poder, e de forma humilhante, eu vou te tirar do poder”…

  4. Lula está desesperado! Perdeu tudo na politica! Esta indo para o “PLANO B”, O CAOS nas RUAS! Quer voltar como DITADOR aos moldess do bolivariano comunista CHAVEZ.
    Vai terminar em confronto com o verdadeiro POVO INSATISFEITO DO BRASIL que sabe quem é a CUT ed as centrais de pelego a svc do maior ladrão da historia UNIVERSAL! O NOBEL DO CRIME LULLA DA SELVA!
    Além de delinquente é um descarado GOLPISTA!

  5. “Por Márcio Facão:
    O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse nesta quarta-feira (3) que errou ao permitir que sete parentes pegassem carona em um avião da Força Aérea Brasileira para assistir ao jogo da seleção no Maracanã, no fim de semana. Eduardo Alves disse que determinou que sua assessoria avalie o mais rápido possível o valor das passagens do Rio Grande do Norte ao Rio de Janeiro para reembolsar à União. A Folha revelou que pegaram carona com o deputado sete pessoas: sua noiva, Laurita Arruda, dois filhos e um irmão dela, o publicitário Arturo Arruda, com a mulher Larissa, além de um filho do presidente da Câmara. Um amigo de Arturo entrou no voo de volta.”

    Li o acima e ia iniciar por lamentável, desisti, é: ri-dí-cu-lo!
    .
    Quebra de decoro uma ova, crime!
    (Pobre CF: JUDAS, PROTITUTA, CIGANA e BOMBRIL!)
    .
    Também, fazer o quê? Quem pode o mais, pode o menos. Se ele pode alterar a seu bel-prazer a Constituição Federal, REQUISITAR um jatinho para ir assistir uma partida futebol é tolice.
    Sim, o pior é que não para no ridículo, vai além. Há, ainda, que se suportar a declaração de que apanhado com a boca na botija, em flagrante delito por ofender gravemente o caput do art. 37 que prescreve como dever para a Administração Pública os princípios de: LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE, MORALIDADE, PUBLICIDADE e EFICIÊNCIA, um mero reembolso faz com que tudo fique como dantes no quartel de Abrantes, ou melhor, no Brasil casa de Noca, de instituições viciadas.
    “…os vícios que tornam as instituições necessárias são os mesmos que tornam seu abuso inevitável.”
    .
    Arrego!

  6. SE A DILMA TIVER CORAGEM DE METER O PÉ NO LULA E SEGUIR SÓZINHA, ELA SE REERGUE. MUITAS DAS MAZELAS DA DILMA ELA HERDOU DESSE CRÁPULA DO LULA, EM QUEM EU VOTEI E NÃO VOTO MAIS. ACHO QUE ELA ESTÁ LEVANDO A CULPA POR MUIOS DOS DESMANDOS DESSE CRÁPULA. AINDA PREFIRO A DILA, ´´SEM O LULA´´ À ESSA CORJA DO PSDB

  7. As reivindicações das Centrais apoiadas por Lula , são legítimas. Porque o Lula durante o seu governo não resolveu essas pendências? É muita cara de pau.
    Essa paralisação, é contra o governo, mas pode ser também uma tentativa de esvaziar o movimento em curso pela juventude, que se alastrou pelo país.

  8. Transformada em verdadeira central do crime ao defender os criminosos do mensalão, a CUT tenta, ridiculamente, capitalizar em cima das manifestações que sacudiram o Brasil, justamente contra a corrupção.

    A CUT JÁ ERA!

    Só vai conseguir colocar gente na rua se pagar pipoca, lanche e transporte.

    http://www.cut.org.br/cut-em-acao/88/11-de-julho-dia-nacional-de-luta-cutnasruas-de-todo-o-brasil

    SE ISSO É ARMAÇÃO DO LULA PARA RESSUSCITAR COMO A GRANDE LIDERANÇA POPULAR, DESISTA!

    Perdeu o timming e, hoje, é mero joguete dos bandidos e criminosos que protege e, quem sabe, são seus iguai

  9. “LULA CONTRA DILMA”
    “Essa mobilização de todas as Centrais Sindicais do país mostra a força do ex-presidente Lula, que luta para reocupar seu espaço na liderança do movimento trabalhista brasileiro. Com iniciativas como essa, Lula aumenta a pressão sobre Dilma e a enfraquece ainda mais, num momento decisivo para a candidatura dela à reeleição”.

    Pois é, neste último parágrafo do seu artigo, é cristalina, reluzente, faiscante a hipocrisia desse enganador-mor dos brasileiros que, de carona oportunista nas manifestações legítimas de um povo indignado, não pensa em nada que não seja ele mesmo. Devia ir para Marte, NUM FOGUETE CONSTRUÌDO POR EMPREITERIAS BRASILEIRAS.

  10. Carlos Newton,

    Transcrevo aqui, post do blog terragoyazes.zip.net, que analisa, de forma brilhante, como Dilma traiu os trabalhadores e passou a admirar seus algozes…

    “O Verde da Política violentou o Muro dos Gerentes

    Peço licença ao escritor Ignacio de Loyola Brandão para fazer uma paráfrase de sua grande obra: O Verde violentou o Muro. Tudo a ver com a onda de manifestações que tomam conta das grandes cidades brasileiras. O que está acontecendo? me pergunta aflito um amigo, velho militante do PT e apoiador do governo Dilma. O que esse povo quer, se a situação macroeconômica do país, agora, está muito melhor do que esteve no governo dos tucanos? Concordo com ele. A situação geral do país, hoje, é bem melhor do que no período ruinoso dos governos de Fernando Henrique. Mas há algo mais, respondo ao amigo petista. Há uma insatisfação difusa no ar. Mas o povo não está feliz com o governo, conforme atestam as pesquisas? Estava. Nos 08 anos de governo Lula, o povo, de uma forma geral, se encontrou com sua auto-estima perdida. Lula, como o grande estadista intuitivo que é, sabia sinalizar para as multidões aonde o país estava indo. Balizava um caminho, o trabalhava com a ajuda de ícones simples, porém fortes, sinais inequívocos de uma brasilidade há quase esquecida, e arrastava a multidão atrás de si. Esse é o comandante inato, que aponta um caminho no meio da tormenta e toda a tripulação o segue, resoluta. Feita a troca de governo, o povo descobre em Dilma Roussef uma comandante tíbia, hesitante e, pior, disposta a compor com inimigos que, até há pouco, fustigavam sua embarcação. Os atos de Dilma, fritando ovo na Rede Globo e almoçando com os Frias na Folha de São Paulo, passaram uma mensagem subliminar de rendição a um inimigo que até ali lhe dava um combate feroz.
    E isso foi só o começo. Ao sentir o gosto de sangue, a matilha da mídia partidarizada e golpista avançou sobre o governo Dilma de uma forma audaciosa e destemida. Acusações, sem provas, derrubaram vários ministros que, sem nenhuma defesa por parte de Dilma, foram sendo demitidos um a um. Pronto. A mídia golpista e a oposição sem votos haviam conseguido estabelecer uma cunha no governo Dilma, mantendo-a encurralada e nas cordas. Dilma, presidente de um governo petista e de esquerda havia beijado a cruz. Dilma, há pouco eleita com 55% dos votos do país, de forma inexorável havia incorporado a pauta nefasta da direita e da mídia golpistas. Se dúvidas haviam, o abandono do Marco Regulatório da Mídia, proposto por Franklin Martins, as dissipou completamente.
    Um exemplo cristalino dessa guinada à direita foi o tratamento dado pelo governo às pautas reivindicatórias do movimento sindical e, de forma emblemática, dos servidores públicos. Acostumado a um diálogo respeitoso durante os governos Lula, os sindicatos se surpreenderam com a arrogância e a dureza de Dilma no processo de negociação. Quando a negociação era com as interlocutoras do governo, os sindicalistas descobriram que as ministras Miriam Belchior, Ideli Salvati e Gleisi Hofmann eram mais duras e inflexíveis que a própria presidente. Ouvi, à época, de mais de um militante do movimento sindical: mas esse é o nosso governo? Esse é o mesmo governo que nós elegemos e que daria continuidade ao governo Lula? Além de bater, de forma dura e desrespeitosa, em todo o movimento sindical durante o processo de negociação, Dilma fez, no serviço público, uma inflexão pendular inversa ao que Lula fizera: ao invés de continuar reconstruindo o serviço público e reforçar o poder decisório do Estado na eterna briga com as elites predatórias, Dilma se rendeu à chantagem midiática e empresarial. Estupefação e desencanto foram as reações dos sindicalistas e servidores públicos: ontem, tratados por Lula como parceiros no processo de reconstrução do Estado, dilapidado pelo tucanato; hoje, tratados por Dilma como adversários e inimigos.
    O que aconteceu? perguntava-se à época. Dilma havia sucumbido à síndrome de Estocolmo, aquela em que a vítima se apaixona pelo algoz e introjeta em si todos os valores que até então combatia? Ou Dilma havia se rendido à realpolitik e se convencido que governar com as elites e a mídia era menos custoso e menos desgastante? O fato é que Dilma, refugiada num discurso técnico e gerencial, beijara a cruz do Deus-mercado, passando a repudiar a ação política, como se isso fosse possível no cargo de presidente da República. Para não deixar dúvidas quanto aos novos aliados do governo, Dilma completara a inflexão iniciada lá atrás, quando resolveu afrontar sindicalistas e servidores públicos: passou a conceder gordas e generosas desonerações a setores empresariais variados, os mesmos que até há pouco, mordiam-lhe os calcanhares; os mesmos que sempre bradaram pelo Estado mínimo.
    Agora, com a voz rouca da ruas chegando até os salões do Planalto, Dilma deve estar se perguntando: o que deu errado? Esse movimento do Passe Livre, já vitorioso em seu embate principal de redução das tarifas, pode dar-se por satisfeito e se desmobilizar. Ou pode também, financiado e orquestrado pelos novos aliados de Dilma (elite empresarial e mídia parcial e golpista, com uma mãozinha da CIA, é claro) partir pra cima do governo Dilma e exigir-lhe, com acusações difusas, o impeachment. Tardiamente, Dilma descobrirá que errou. E descobrirá também que não é Lula, já que seus interlocutores escolhidos são outros.
    Uma voz sensata no governo pode lançar o pedido de socorro aos únicos segmentos que podem salvá-la, se a sanha e a escalada golpistas continuarem: os movimentos sociais, os sindicatos, as centrais sindicais e os servidores públicos. Trágica ironia. Nessa hora, seguramente, ouviremos de sindicalistas e servidores públicos o desabafo: é, dona Dilma, nada como um dia após o outro, com uma noite no meio…e correrão a salvá-la, ainda que a contragosto. Pois, sindicalistas e servidores públicos, sabem bem pra que lado a banda toca. E quem são, de fato, aliados e inimigos.
    Salvarão Dilma mas apresentarão a fatura ao PT e à Base Aliada: Em 2014, com Dilma, não dá!”

    Alberto Bilac de Freitas

  11. Caro Newton,

    A ser verdade toda essa movimentação por conta do Lula, já passou da hora da Dilma sair do PT!
    Não seria a primeira vez que a criatura se revolta contra o criador!

    Abraços.

  12. “Essa mobilização de todas as Centrais Sindicais do país mostra a força do ex-presidente…”

    Discordo, CN. Essa “mobilização”, na atual conjuntura, demonstra cabalmente a fraqueza dessas Centrais, o oportunismo das elites pelegas endossando a megalomania do traidor-mor da classe trabalhadora.

    Um abraço fraterno pra ti.

  13. SE reuniram a fina flor da pelegada dos parazitas sindicais que vai do Conlutas (pstu psol )a forca sindical,fora os partidos oportunistas queram dar comando as manifestacoes nao aprenderam que os trabalhadores ja lhes deram um basta.Sao surdos e cegos como o governo.No rio Vera Nepomuceno do Pstu em manifestacao pegou o migofone e disse que o movimento precisava de comando tomou uma grande vaida ja Paulinho da forca em entrevista repetiu a mesma dose e aparentemente parecem antagonicos mais na pratica sao iguais.

  14. LULA É MESMO UM SUJEITO MAL CARÁTER,PARA SE PERPETUAR NO PODER, PISA NO PESCOÇO DA MÃE E MATA AS SUAS CRIAS, TÁ HORA DESTE LADRÃO IR PARA A CADEIA E TODOS OS MANIFESTANTES ESCORRAÇAR ESTES SINDICATOS QUE O APOIA. NÃO AO LULADRÃO PARA NOVAS ELEIÇÕES.

  15. Hum… uma mudança boa seria que todos que recebem benefícios por parte do Governo, seja nos âmbitos municipal e federal NÃO PODEREM PARTICIPAR NEM VOTAR EM NENHUMA ELEIÇÃO, pois poderia ficar evidenciado VANTAGEM por quem esta na máquina Pública e DESVANTAGEM com quem esta concorrendo, além do mais seria inclinar ao eleitor a preferência por A ao invés de B.

  16. Lula desde o princípio nunca se firmou na verdade porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso.

  17. Do meu ponto de vista no momento que o Lula da Silva se intromete em algo pode-se esperar nada mais nada menos que mentira, que disfarce, assim sendo os sindicatos não deveriam aceitar nenhum apoio deste intruso, haja vista, que se o país se encontra neste caos se deve a ele e sua gang de ladrões, incluindo aqui sua família. Este Lula da Silva deveria era estar diante de um tribunal respondendo por toda a roubalheira e pelos privilégios que concedeu e mais ainda tendo seus bens penhorados para satisfazer os prejuízos causados aos cofres públicos. Os senhores sindicalistas deveriam se envergonhar por ficar difundido o apoio do Lula. Santo Agostinho, um grande pensador e jurista disse o seguinte: “Digas com quem andas que lhe direi quem és.” Por um acaso os senhores sindicalistas são uns ladrões, safados, caras-de- pau, menstirosos e dissimulados como o Lula da Silva? São não o são, porque motivo marcham junto com esta criatura desprezível. Não se esqueçam senhores sindicalistas que a função das entidades sindicais é trabalhar em prol do trabalhador e não contra ele e o Lula da Silva enquanto que presidente nada mais fez que prejudicar o trabalhador. Os senhores sindicalistas que me perdoem, mas no momento que aceitaram o apoio do mal caráter do Lula, se igualaram a ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *