Após ‘dossiê’ contra antifascistas, ministro da Justiça troca diretoria de órgão de inteligência e abre “apuração”

Mendonça determinou a instauração de uma sindicância interna

Gerson Camarotti
G1

O ministro da Justiça, André Mendonça, decidiu nesta segunda-feira, dia 3, trocar a chefia da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). A troca é feita em meio à abertura, pela corregedoria do Ministério da Justiça, de uma sindicância para apurar a existência de um relatório com informações sobre opositores do governo.

Neste domingo, dia 2, em entrevista à GloboNews, Mendonça já havia informado que determinaria a apuração sobre o caso. De acordo com o portal Uol, a Seopi elaborou um relatório de caráter sigiloso sobre mais de 500 servidores públicos da área de segurança identificados como integrantes de movimento antifascismo e opositores do presidente Jair Bolsonaro.

DOSSIÊ – Ainda conforme a reportagem, o governo “produziu um dossiê com nomes e, em alguns casos, fotografias e endereços de redes sociais das pessoas monitoradas.” Na ocasião, o Ministério da Justiça argumentou que a atividade não configura investigação e se concentra exclusivamente na “prevenção da prática de ilícitos e à preservação da segurança das pessoas e do patrimônio público”.

###
ÍNTEGRA A NOTA DIVULGADA PELO MINISTÉRIO

Após determinação do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, a Corregedoria-Geral do Ministério instaurou, nesta segunda-feira (3), Sindicância Investigativa para apurar os fatos relacionados à Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), conforme amplamente divulgado na imprensa.

A Comissão foi designada através da Portaria COGER nº 158/2020 e é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União.

Como medida considerada adequada à realização dos trabalhos da Comissão, o ministro decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da SEOPI.

Por fim, o Ministério da Justiça e Segurança Pública destaca que o ministro André Mendonça está à disposição para prestar esclarecimentos à Comissão Mista de Investigação da Atividade de Inteligência, aguardando apenas a definição da data.

Assessoria de Comunicação do Ministério da Justiça e Segurança Pública

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Após ter se enrolado todo com evasivas ao ser sabatinado na GloboNews neste domingo sobre o caso, Mendonça se viu encurralado. Nos últimos dias estava com a faca no pescoço sem saber o que dizer para justificar o vergonhoso monitoramento. Só sabia rir e dizer era questão sigilosa, mas se contradizia a cada resposta. Agora, para inglês ver, inventa uma apuração que após a página dois, cairá no esquecimento. Ao menos, é o que ele espera. O bom deste governo, ao menos para os enrolados, é que toda semana tem um escândalo diferente, e tudo acaba ficando por isso mesmo. (Marcelo Copelli)

2 thoughts on “Após ‘dossiê’ contra antifascistas, ministro da Justiça troca diretoria de órgão de inteligência e abre “apuração”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *