Após o ataque mundial em massa, Trump propõe ajuda a Bolsonaro por Amazônia

“Nosso relacionamento está forte do que nunca”, diz Trump

Deu no G1

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira, dia 23, que ofereceu ajuda ao presidente Jair Bolsonaro para combater queimadas na Amazônia. Pelas redes sociais, o norte-americano também disse que conversou sobre comércio com o Brasil.

“Acabei de falar com o presidente Jair Bolsonaro, do Brasil. Nossas expectativas de comércio são muito empolgantes e nosso relacionamento está forte, talvez mais forte do que nunca”, escreveu.

QUALQUER PEDIDO – Em comunicado enviado à TV Globo, o Departamento de Estado norte-americano confirmou que “está pronto” para “considerar qualquer pedido” de ajuda do Brasil. Até o momento, segundo o governo dos EUA, não houve nenhuma solicitação do tipo. No fim da tarde, o presidente brasileiro autorizou o uso de Forças Armadas no combate às queimadas na Amazônia. Bolsonaro comentou no Twitter que Trump se colocou à disposição para ajudar na proteção da Amazônia e no combate às queimadas, “se assim desejarmos, bem como para trabalharmos juntos por uma política ambiental que respeite a soberania dos países”. “As relações entre o Brasil e os EUA estão melhores do que nunca. Temos o desejo mútuo de lançar uma grande negociação comercial em breve, com a finalidade de promover a prosperidade dos nossos povos”, acrescentou Bolsonaro.

“PREOCUPAÇÃO” –  Também nesta sexta-feira, o governo norte-americano afirmou estar “profundamente preocupado” com os incêndios na Amazônia, por meio de uma autoridade da Casa Branca que não se identificou. O funcionário do governo afirmou que os americanos estão preocupados com o “impacto dos incêndios na floresta amazônica sobre as comunidades, a biodiversidade e os recursos naturais da região”.  Essa manifestação inicial dos EUA sobre a situação na Amazônia acompanhou a fala de outros líderes que comentaram o assunto desde esta quinta-feira. Angela Merkel, da Alemanha; Emmanuel Macron, da França; Boris Johnson, do Reino Unido; e Justin Trudeau, do Canadá, se pronunciaram diretamente ou por meio de porta-vozes.

Nesta quinta-feira, Bolsonaro respondeu aos comentários de Macron de que a cúpula do G7 precisa discutir a “crise internacional” das queimadas na Amazônia afirmando que o francês “evoca mentalidade colonialista descabida no século XXI”. Além disso, o francês acusou Bolsonaro de mentir sobre clima e colocou em cheque acordo entre Mercosul e União Europeia. O governo de Angela Merkel também tratou os incêndios na Amazônia como um tema de interesse internacional. “A magnitude dos incêndios é preocupante e ameaça não só o Brasil e os outros países afetados, mas também o mundo inteiro”, disse Steffen Seibert, representante de Merkel.

MANIFESTAÇÕES – De acordo com o gabinete do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, ele vai dizer no encontro de cúpula do G7 que é preciso renovar o foco na proteção da natureza. As queimadas no território nacional aumentaram 82% de janeiro a agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado, e se intensificaram nas últimas semanas. Na noite de quinta-feira, dia 22, o presidente Jair Bolsonaro fez reunião de emergência com ministros para discutir que medidas devem ser tomadas.

28 thoughts on “Após o ataque mundial em massa, Trump propõe ajuda a Bolsonaro por Amazônia

    • Ele mente toda vez que fala. É um presidente em que 63% dos americanos rejeitam o seu governo. O congresso iniciará o processo de impeachment logo que volte do recesso no meio do mes de setembro.
      Os aliados americanos na europa foram todos ofendidos pelo topetudo cara de laranja. Mas faz o tipo do Bolsonaro, tanto que o nosso presidente o imita e o seu garoto que quer ser embaixador usa até o hat com os seus dizeres de campanha: Make America Great Again.
      Estamos fundidos.

  1. 1) Licença, por falar em Getúlio, cito o médium budista japonês, Ryuho Okawa:

    2) “Os espíritos da pobreza podem possuir não só um indivíduo, como também uma empresa e até mesmo uma nação”.

    3) Penso que este é um dos problemas do Brasil, acredite quem quiser, entra século, sai século e continuamos colônia… carma negativo brabo !

    4) Fonte: livro “Mente Próspera”, pág. 49.

    5) “Os espíritos da pobreza são, na verdade, o espírito de empresários que cometeram suicídio” = pág. 51.

  2. E enquanto isso, o Congresso vai aprovando as maldades do Bolsonaro: Reforma da Previdência, PEC da liberdade econômica, privatização de nosso patrimônio(que levará o país a mais dificuldades por causa das remessas de lucros), etc… etc… Por esse caminho nos tornaremos uma Venezuela, povo empobrecido, povo sem emprego e os ricos deitando e rolando.

    Muitos já estão saindo do Brasil por falta de oportunidade ou por oportunidades escravagistas.

    Quanto a Amazônia, ele mesmo é o culpado pela repercussão nacional e internacional, devido o que vem falando.

  3. Depois dessa palhaçada toda, uma única consequência final: O tal de Macron passou a ser o cara mais ridicularizado do planeta! Primeiro lugar disparado. Até Anta Merkel já torceu o nariz pra ele. A França não o suporta, com uma rejeição que beira os 80%. Qual será a próxima palhaçada desesperada do francês para tentar, sem sucesso, sua reeleição?

  4. Incêndios criminosos e interesses financeiros dos produtores europeus, principalmente os agricultores franceses, caros e de baixa produtividade, comparando com os nossos!Imaginem a grita da imprensa se o governo pedir emprestados aviões de combates a incêndios… fazendeiro do dia do fogo na cadeia imediatamente, principalmente no
    Acre e no Pará, dane-se a bancada ruralista!

  5. Meu caro conterrâneo, Souza-Poa/RS,

    Muito bem lembrado a data que nos faz nos lembrar daquele que saiu da vida para entrar na história:
    Getúlio Vargas!

    Faz 65 anos que o gaúcho se matou com um tiro no coração, acusado falsamente por crimes que não cometera.
    A sua honra e dignidade foram muito maiores que a vergonha que cobriria a sua existência, então decidiu que somente a morte é que iria inocentá-lo dos caluniadores, invejosos, incompetentes, dos demagogos e falsos patriotas.

    Indiscutivelmente Getúlio foi extremamente corajoso, valente, digno, um homem à altura do tamanho deste território que nascemos e vivemos, onde foi o responsável por avanços nacionais e populares que nos impulsionaram para o desenvolvimento, e que seus sucessores não souberam ou não quiseram dar sequência.

    Vargas é o mais importante personagem da História do Brasil.
    É possível amar ou detestar seu legado.
    Mas é impossível negar que ele está em todo lugar.

    A Consolidação das Leis do Trabalho, a legislação sindical, a Petrobras, a Ordem dos Advogados do Brasil, e mesmo coisas mais abstratas, como um certo nacionalismo excludente, que encara adversários como “entreguistas”, inimigos da nação, todas são heranças da Era Vargas, que, décadas depois, ainda não é objeto de consenso entre pesquisadores, lamentavelmente.

    Valeu, meu amigo!

    Um forte abraço.
    Saúde.
    Excelente fim de semana.

        • Há algum carioca da gema no site? Gostaria de saber para trocar gentilezas e guloseimas como fazem os nossos compatriotas do sul. Que tal começarmos com uma grande mente nascida aqui no Rio? Deve ter alguma que a gente nao lembra… Martinho! Isso, Martinho da Vila! Êta cara bom. E não era baixinho e barrigudo como o gaucho que foi nosso presidente, infelizmente.
          (Pronto, comprei briga!)

          • Jaburu,

            Não compraste briga, mas não deverias lamentar que Getúlio tivesse sido nosso presidente.

            Claro que não pretendo comentar a história de Vargas neste espaço de certa forma limitado.

            No entanto, esperei para que algum carioca apresentasse uma lista de personagens que fizeram história, e como não apareceu ninguém para enaltecer vultos nascidos no Rio de Janeiro (eu sei, mas não vou postar, claro), continuarei a enaltecer a gauchada.

            E vou citar apenas um, um dos maiores heróis que tivemos, e absolutamente esquecido.

            Tanto o personagem quanto a revolta que ocasionou, pois foi denominado de Almirante Negro.

            O levante se chamou a Revolta da Chibata, em 1.910, em face dos maus tratos aos marinheiros negros e mulatos da nossa Armada, como era conhecida a Marinha.

            E o seu personagem principal, o Almirante Negro era gaúcho, nascido em Encruzilhada do Sul, e se chamava JOÃO CÂNDIDO FELISBERTO.

            Pois foi este negro que comandou seis navios brasileiros nesta revolta, e melhor que qualquer comandante branco havia conseguido.

            No dia 22 de novembro de 1910, João Cândido, ao assumir, por indicação dos demais líderes, o comando geral de toda a esquadra revoltada, controla o motim, faz cessar as mortes, e envia radiogramas pleiteando a abolição dos castigos corporais na Marinha de Guerra brasileira. Foi designado à época, pela imprensa, como Almirante Negro.

            Por quatro dias, os navios de guerra Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Deodoro apontaram os seus canhões para a Capital Federal.
            No ultimato dirigido ao Presidente Hermes da Fonseca, os revoltosos declararam: “Nós, marinheiros, cidadãos brasileiros e republicanos, não podemos mais suportar a escravidão na Marinha brasileira”.

            A rebelião terminou com o compromisso do governo federal em acabar com o emprego da chibata na Marinha e de conceder anistia aos revoltosos.
            Entretanto, no dia seguinte ao desarmamento dos navios rebelados, dia 27, o governo promulgou em 28 de novembro um decreto permitindo a expulsão de marinheiros que representassem risco, o que era um nítida quebra de palavra, uma traição do texto da lei de anistia aprovada no dia 25 pelo Senado da República e sancionada pelo presidente Hermes da Fonseca, conforme publicação no diário oficial de 26 de Novembro, levado ao Minas Gerais pelo capitão Pereira Leite.

            Diga-se de passagem, que a Marinha era constituída pela nata da sociedade, e nesta época, apesar de Abolição da Escravatura, oficiais e comandantes dos navios brasileiros castigavam os marinheiros aplicando-lhes chibatadas, em média 25 a 30 em cada “indisciplinado”, algo hediondo.

            No entanto, Marcelino Rodrigues de Menezes foi punido em 21 de Novembro com 250 chibatadas, que não se interromperam nem mesmo com o desmaio do mesmo, conforme noticiado pelos jornais da época, aplicadas na presença de toda a tripulação do Encouraçado Minas Gerais, nau capitânia da nova Esquadra. Este fato antecipou a data programada de 25 para 22 de Novembro de 1910.

            Discriminado e perseguido pela Marinha até o final da sua vida, recolheu-se no município de São João de Meriti, onde aproximou-se da Igreja Metodista.
            Passou mal em casa e foi levado ao Hospital Getúlio Vargas, na capital do Rio de Janeiro, onde morreu de câncer, pobre e esquecido, a 6 de dezembro de 1969, aos 89 anos de idade.

            Um herói esquecido.
            Negro, gaúcho, que foi corajoso, valente, destemido na defesa de seus pares e camaradas da Marinha.

            Abraço, Jaburu.
            Saúde.
            (A gauchada não é mole)!

  6. Donald Trump mostra qual é o país que sempre esteve e está de olha na Amazônia:

    ESTADOS UNIDOS.

    Trump já tem aqui o seu marionete para ocupar de vez o território amazônico:

    JAIR MESSIAS BOLSONARO.

    Agora começo a entender do porque Boçalnaro só falar dos europeus (que também tem interesse na Amazônia) e não mencionar o maior interessado na Amazônia.

    Eneias Carneiro sempre meteu o pau mais nos Estados Unidos, pois ele sabia que os states sempre ambicionou aquele território.

    Vejam abaixo:

  7. Provavelmente perde essa próxima eleição para Bernie Sanders.

    Curiosamente Bernie Sanders é da turma formada na Universidade de Chicago, como o Paulo Guedes, mas pensa diferente do brasileiro. Está no Partido Democratas (aqui seria tachado de comunista/socialista).

  8. Caros Souza e Bendl, lendo seus comentários me lembrei do fatídico dia. Tinha 13 anos de idade e estava na escola. Repentinamente, as aulas foram suspensas e mandaram que todos os alunos fossem rapidamente para suas casas. Ao chegar em casa encontrei meu avô materno, que era amigo pessoal de Getúlio Vargas, colado ao pequeno rádio de válvulas escutando as notícias.Tinha os olhos cheios de lágrimas. Só então entendi a tragédia que tinha acontecido.

    Não devemos esquecer que no estado do Rio de Janeiro nasceram algumas pessoas ilustres, dentre elas, D. Pedro II, Princesa Isabel e Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias – que faria aniversário amanha, 25 de agosto.

    Abraços em todos e bom fim de semana.

  9. Meu Caro Jaburu…
    Tem carioca famoso, é só escolher::
    Moreira Franco-gato angorá.
    Sérgio Cabral,Piaccini,e outros guardanapos.

    Agora,Nós Gaúchos,apreciamos Tarcísio Padilha, filósofo.
    Marcelo Gleiser, cientista.
    Rosaly Lopes,trabalha na NASA..
    O lendário Oscar Niemeyer,todos cariocas da gema,que nós admiramos e respeitamos.

    K.Momento cultural….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *